Tempo compartilhado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Tempo compartilhado (time sharing (em inglês)) é um termo referente a sistemas operacionais, também denominado multitasking sendo uma extensão lógica da multiprogramação.

Basicamente, time sharing consiste em alternar entre diferentes processos de forma que o usuário tenha a percepção que todos os processos estão sendo executados simultaneamente, permitindo a interação com múltiplos processos em execução. Esta percepção é dada pela velocidade em que as trocas de tempos de execução em CPU ocorrem, sendo tão frequentes que se tornam não perceptíveis do ponto de vista do usuário[1] .

O termo time sharing surgiu durante a 3ª geração dos sistemas operacionais, atualmente em sua 4ª geração. Este conceito significa compartilhamento de tempo, ou seja, o tempo ocioso entre os processos são compartilhados com outros processos para dinamizar o sistema. Múltiplas tarefas são executados simultaneamente, sendo que a CPU atende cada tarefa por um determinado tempo, em sequência. Os tempos dedicados para cada tarefa são pequenos o suficiente para dar a ilusão de que as tarefas estão sendo executadas simultaneamente.

É também um termo utilizado pelo mercado imobiliário para um imóvel vendido a mais de um proprietário, que compartilham o uso alternadamente durante o ano, comum em locais muito procurados para férias.

Referências

  1. Silberschatz, Avi e Galvin, Peter. Operating System Concepts. 5a. Edição. pag. 9. 1997.
Ícone de esboço Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.