Tempo de trombina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O tempo de trombina (TT), também conhecido como tempo de coagulação da trombina (TCT), é um teste de sangue que mede o tempo que leva para se formar um coágulo no plasma de uma amostra de sangue contendo anticoagulante, depois é adicionado um excesso de trombina.[1] Ele é usado para diagnosticar distúrbios da coagulação sanguínea e para avaliar a eficácia da terapia fibrinolítica. Este teste é repetido com plasma reunido de pacientes normais. A diferença de tempo entre o teste e o "normal" indica uma anormalidade na conversão de fibrinogênio (proteína solúvel) a fibrina, uma proteína insolúvel.[2]

O tempo de trombina compara a taxa de formação de coágulo com a de uma amostra de plasma normal reunida. A trombina é adicionada às amostras de plasma. Se o tempo que leva para que o plasma de coágulo é prolongada, uma (fibrinogênio disfuncional) defeito quantitativo (deficiência de fibrinogênio) ou qualitativa está presente.[3] Em amostras de sangue contendo heparina, uma substância derivada do veneno de cobra chamado batroxobina (anteriormente reptilase) é utilizado em vez de trombina. Batroxobina tem uma ação semelhante à trombina, mas ao contrário de trombina não é inibida por heparina.

Os valores normais para o tempo de trombina são de 12 a 14 segundos.[4] Se batroxobina é usada, o tempo deve ser entre 15 e 20 segundos. O tempo da trombina pode ser prolongado pela heparina, produtos de degradação de fibrina, a deficiência de fator XIII, fibrinogênio e deficiência ou anomalia.

Referências

  1. Lillicrap, David; Key, Nigel; Makris, Michael; O'Shaughnessy, Denise. Practical Hemostasis and Thrombosis (em ). [S.l.]: Wiley-Blackwell, 2009. p. 53. ISBN 1-4051-8460-4.
  2. Popović M, Smiljanić K, Dobutović B, Syrovets T, Simmet T, Isenović ER. (Janeiro de 2012). "Thrombin and vascular inflammation" (em inglês). Molecular and Cellular Biochemistry 359 (1-2): 301–13. DOI:10.1007/s11010-011-1024-x. PMID 21858738.
  3. Hatton, Chris. Haematology (Lecture Notes) (em ). Cambridge, MA: Blackwell Publishers, 2008. p. 156. ISBN 1-4051-8050-1.
  4. Hoffbrand, A. V.. Essential haematology (em ). Oxford: Blackwell Science, 2002. p. 248. ISBN 0-632-05153-1.