Tempo médio de recuperação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

É o tempo médio em que um sistema consegue se restabelecer, autonomamente ou não, após a ocorrência de uma falha.

Esta capacidade é vital em sistemas que são responsáveis por atividades sensíveis e, dada a impossibilidade de garantia de atividade ininterrupta, os principais sistemas são dotados de mecanismos de redundância ou espelhamentos que garantem o seu funcionamento em caso de falha de um dos dois (ou mais) servidores responsáveis pela atividade ou serviço em questão.

Esta necessidade encarece todo o projeto pela necessidade de duplicação (ou multiplicação) dos recursos a fim de garantir o funcionamento constante e minimizar a possibilidade de perda de dados ou inatividade de sistemas vitais. Foi esta necessidade que, grosso modo, motivou e possibilitou a criação da Internet, porém não com os objetivos e modo de funcionamento atuais.

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.