Tempora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sede do GCHQ, Reino Unido

Tempora é um programa de vigilância eletrônica altamente secreto mantido pelo Government Communications Headquarters (GCHQ) do Reino Unido. Segundo seu delator, Edward Snowden, este programa é ainda mais abrangente e agressivo do que o PRISM, um programa de vigilância eletrônica mantido pela agência de segurança nacional (NSA) dos Estados Unidos desde 2007.[1] [2]

Tempora usa interceptações nos cabos de fibra óptica que compõem a espinha dorsal da internet para ter acesso a grandes quantidades de dados pessoais dos usuários de internet.[3]

Componentes do programa de vigilância Tempora[editar | editar código-fonte]

O progama Tempora tem dois componentes:

Cooperação Internacional[editar | editar código-fonte]

Canadá[editar | editar código-fonte]

Em 30 de abril de 2007, John Adams, chefe da agência de inteligência canadense equivalente a NSA, o CSEC do Canadá, disse ao Parlamento do Canadá sobre os planos dos Cinco Olhos para dominar a Internet em cooperação com a NSA e outros aliados:

"Queremos dominar a Internet. Esse é um desafio que nem uma instituição, sejamos nos ou a NSA, pode administrar por conta própria. Vamos tentar fazer isso em conjunto com os nossos aliados. John Adams"[3]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • [1] NSA pode escutar todas as chamadas telefônicas em qualquer pais estrangeiro (video em espanhol)
  • [2] Der Spiegel Interativo - Documentos: Video sobre tecnologia de vigilancia da NSA-Catálogo ANT (NSA)
  • [3] James Bamford: ‘A NSA hoje pode entrar na mente das pessoas’ , por Flávia Barbosa - O Globo - 19 de março de 2014.
  • [4] EUA espionaram milhões de e-mails e ligações de brasileiros. País aparece como alvo na vigilância de dados e é o mais monitorado na América Latina - O Globo - 06 de julho de 2013;
  • [5] Veja os documentos ultrassecretos que comprovam espionagem da presidencia do Brasil. Arquivos foram obtidos com o ex-analista da NSA Edward Snowden

Referências