Temporada 1970-71 da NHL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A temporada 1970–71 da NHL foi a 54.ª temporada da National Hockey League (NHL). Catorze times jogaram 78 jogos (seis contra cada adversário). Dois novos times, Buffalo Sabres e Vancouver Canucks, fizeram sua estreia e foram ambos colocados na Divisão Leste. O Chicago Black Hawks foi transferido para a Divisão Oeste. No início da temporada, o Oakland Seals foi renomeado California Golden Seals. O Montreal Canadiens venceu a Stanley Cup ao bater os Black Hawks em sete jogos nas finais. Desta temporada até a temporada 2002-03, as equipes utilizaram jerseys brancos em casa e escuros fora de casa.

Um novo prêmio para o melhor jogador votado pelos membros da NHL Players Association, o Prêmio Lester B. Pearson, foi introduzido nesta temporada e o primeiro vencedor foi Phil Esposito.

Temporada Regular[editar | editar código-fonte]

Em 1970-71 a NHL teve um calendário equilibrado, com cada equipe enfrentado outra 6 vezes, três em casa e três fora, sem contar com o alinhamento por divisões. Porém, a classificação aos playoffs foi determinada inteiramente pela classificação divisional com os quatro melhores times de cada divisão se qualificando.

Esta temporada viu um grande aumento no número de gols, especialmente pelo Boston Bruins, que destruiu vários recordes de gols para marcar o recorde de mais gols por um time (399), com quase cem de diferença para o recorde anterior. Ele também estabeleceu recordes para mais vitórias (57) e pontos (121). Phil Esposito estabeleceu recordes de mais gols em uma temporada, com 76, e de mais pontos, com 152. O defensor Bobby Orr venceu o seu segundo consecutivo Troféu Memorial Hart e estabeleceu um novo recorde de assistências, com 102. Os Bruins também tiveram os quatro artilheiros da liga, a primeira vez na história da liga em que isso aconteceu (a única outra vez também foi pelos Bruins em 1974), e sete dos dez maiores artilheiros, a única vez na história da liga em que isso foi possível. Além disso, os Bruins estabeleceram marcas de maiores artilheiros em cada posição: centro (Esposito), asa esquerda (John Bucyk com 116), asa direita (Ken Hodge com 105) e defensor (Orr), além da linha ofensiva (Esposito no centro de Wayne Cashman e Hodge).

Boston venceu a Divisão Leste de ponta a ponta. Na Divisão Oeste, o poderoso Chicago Black Hawks foi movido para parcialmente acomodar as expansões Buffalo Sabres e Vancouver Canucks (ambos colocados na Divisão Leste) porém mais para garantir um equilíbrio entre ambas as divisões. Chicago quebrou o domínio do St. Louis na divisão, vencendo facilmente os Blues e avançando às finais da Stanley Cup.

O Montreal Canadiens, não atingiu os playoffs em 1969–70, parecia estar naufragando novamente. Os jogadores não gostavam da regra ditatorial de Claude Ruel como treinador, e Ralph Backstrom e John Ferguson se aposentaram. Ruel pediu demissão e Al MacNeil assumiu. Tanto Ferguson como Backstrom voltaram, mas Backstrom foi posteriormente trocado com Los Angeles por escolhas no draft.

O Vancouver Canucks jogou bem no início e estava próximo à marca de 0.500 no meio da temporada. Então, Orland Kurtenbach sofreu uma lesão e o time caiu de rendimento.

Em 29 de outubro, Gordie Howe tornou-se o primeiro jogador a atingir a marca de 1000 assistências na vitória por 5–3 sobre Boston no Detroit Olympia.

Detroit introduziu um bom goleiro estreante, Jim Rutherford, que teve momentos brilhantes apesar do término dos Red Wings na última posição. Todavia, eles sofreram sua pior derrota na história da franquia em 2 de janeiro, quando foram esmagados pelo Toronto por 13-0.

Em 12 de março, o jogador de Boston Phil Esposito quebrou a marca de Bobby Hull de gols por um jogador em uma temporada aos 7:03 do primeiro período em Denis DeJordy, de Los Angeles, no Forum em Inglewood, Califórnia. Então, aos 15:40 ele se tornou o primeiro jogador a marcar 60 gols. Os Bruins venceram por 7–2.

Buffalo tinha uma estrela, Gilbert Perreault, que em 18 de março quebrou o recorde de estreantes de Nels Stewart, Danny Grant e Norm Ferguson com seus 35º gol na vitória por 5–3 sobre St. Louis. Ele terminaria a temporada com 38.

Billy Taylor e Don Gallinger, agora na meia-idada, foram finalmente perdoados por sua briga em 1948 e tiveram permissão para voltar à NHL. Todavia, eles não retornaram à liga.

Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Nota: PJ = Partidas Jogadas, V = Vitórias, D = Derrotas, E = Empates, Pts = Pontos, GP = Gols Pró, GC = Gols Contra,PEM=Penalizações em Minutos
Times que se classificaram aos play-offs estão destacados em negrito

Divisão Leste J V D E Pts GP GC PEM
Boston Bruins 78 57 14 7 121 399 207 1154
New York Rangers 78 49 18 11 109 259 177 952
Montreal Canadiens 78 42 23 13 97 291 216 1271
Toronto Maple Leafs 78 37 33 8 82 248 211 1133
Buffalo Sabres 78 24 39 15 63 217 291 1188
Vancouver Canucks 78 24 46 8 56 229 296 1371
Detroit Red Wings 78 22 45 11 55 209 308 988
Divisão Oeste J V D E Pts GP GC PEM
Chicago Black Hawks 78 49 20 9 107 277 184 1280
St. Louis Blues 78 34 25 19 87 223 208 1092
Philadelphia Flyers 78 28 33 17 73 207 225 1060
Minnesota North Stars 78 28 34 16 72 191 223 898
Los Angeles Kings 78 25 40 13 63 239 303 775
Pittsburgh Penguins 78 21 37 20 62 221 240 1079
California Golden Seals 78 20 53 5 45 199 320 937

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

PJ = Partidas Jogadas, G = Gols, A = Assistências, Pts = Pontos, PEM = Penalizações em Minutos

Jogador Time PJ G A Pts PEM
Phil Esposito Boston Bruins 78 76 76 152 71
Bobby Orr Boston Bruins 78 37 102 139 91
John Bucyk Boston Bruins 78 51 65 116 8
Ken Hodge Boston Bruins 78 43 62 105 113
Bobby Hull Chicago Black Hawks 78 44 52 96 32
Norm Ullman Toronto Maple Leafs 73 34 51 85 24
Wayne Cashman Boston Bruins 77 21 58 79 100
John McKenzie Boston Bruins 65 31 46 77 120
Dave Keon Toronto Maple Leafs 76 38 38 76 4
Jean Beliveau Montreal Canadiens 70 25 51 76 40
Fred Stanfield Boston Bruins 75 24 52 76 12

Goleiros Líderes[editar | editar código-fonte]

PJ = Partidas Jogadas, MJ=Minutos Jogados, GC = Gols Contra, TG = Tiros ao Gol, MGC = Média de gols contra, V = Vitórias, D = Derrotas, E = Empates, SO = Shutouts

Player Team PJ MJ GC MGC V D E SO
Jacques Plante Toronto Maple Leafs 40 2329 73 1.88 24 11 4 4
Ed Giacomin New York Rangers 45 2641 95 2.16 27 10 7 8
Tony Esposito Chicago Black Hawks 57 3325 126 2.27 35 14 6 6
Gilles Villemure New York Rangers 34 2039 78 2.30 22 8 4 4
Glenn Hall St. Louis Blues 32 1761 71 2.42 13 11 8 2
Lorne Worsley Minnesota North Stars 24 1369 57 2.50 4 10 8 0
Ed Johnston Boston Bruins 38 2280 96 2.53 30 6 2 4
Rogatien Vachon Montreal Canadiens 47 2676 118 2.64 23 12 9 2
Doug Favell Philadelphia Flyers 44 2434 108 2.66 16 15 9 2
Cesare Maniago Minnesota North Stars 40 2380 107 2.70 19 15 6 5

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Mudança de Formato[editar | editar código-fonte]

Devido a três anos consecutivos de finais não-competitivas (nas quais o vencedor do Oeste St. Louis Blues foi derrotado nos 3 anos por um clube estabelecido da Divisão Leste), a NHL mudou os confrontos das semifinais, com o vencedor da série entre o 1º e o 3º da Divisão Leste enfrentando o vencedor entre o 2º e o 4º da Divisão Oeste. Similarmente, a outra série semifinal colocou o vencedor entre o 1º e o 3º da Divisão Oeste contra o vencedor do 2º e 4º times da Divisão Leste. Com a transferência do Chicago Black Hawks para a Divisão Oeste (a qual antes só continha times da expansão), a série da Final da Stanley Cup Final deveria se tornar mais competitiva. O realinhamento e a mudança no formato dos playoffs trouxe os resultados desejados, com a Final da Stanley Cup dos três anos seguintes sendo disputada por dois times do Leste ou por um times do Leste contra Chicago. Nenhuma das finais foi decidida facilmente. Até o realinhamento em 1974-75, quando os Seis Originais e os times da expansão foram mais misturados, o Philadelphia Flyers foram a única equipe da Expansão de 1967 a chegar a uma final da Stanley Cup (eles venceram).

Uma grande controvérsia surgiu antes dos playoffs, na qual o Minnesota North Stars - com uma grande vantagem na briga pela terceira posição do Oeste sobre o Philadelphia Flyers - perdeu vários jogos seguidos para terminar em 4º lugar por um único ponte. Foi espalhado que eles fizeram isso para evitar a disputa contra o muito superior Chicago Black Hawks, já que durante os playoffs, nessa época, o primeiro colocado enfrentava o terceiro, e o segundo, o quarto. Nada foi provado contra os North Stars (que derrotaram seu primeiro adversário nos playoffs, St. Louis, por quatro a dois, enquanto os Flyers foram surrados pelo poderoso Black Hawks), mas o formato foi modificado no ano seguinte para o formato 1-4/2-3 que prevaleceu desde então.

O Montreal Canadiens foi desafiado contra o Boston Bruins, e em uma das zebras mais espetaculares na história do hóquei, Ken Dryden esteve muito bem no gol para os Canadiens enquanto eles derrotaram os Bruins em sete jogos. O Jogo 2 teve o que muitos definem como a maior virada da história da NHL. Com os Bruins liderando por 5-2 no início do terceiro período, os Canadiens, que chegaram a perder por 5–1, marcaram cinco gols no último período para virar por 7–5. O proeminente jornalista de esportes canadense Red Fisher lista a virada dos Canadiens como o 8º momento memorável em seus mais de 49 anos de cobertura do esporte. No Jogo 4, Bobby Orr tornou-se o primeiro defensor a conseguir um hat trick em um jogo de playoff, quando o Boston venceu por 5–2. A zebra dos Canadiens foi tão sensacional que os Canadiens quase sofreram uma queda fatal contra o Minnesota North Stars. A derrota dos Canadiens por 6–3 em Montreal em 22 de abril para o Minnesota, liderados pelo goleiro Cesare Maniago, foi a primeira derrota em playoffs de um time dos Seis Originais nas mãos de uma franquia da Expansão de 1967 da NHL. Todavia, Montreal se recuperou para vencer a série em seis jogos e avançar à final. John Ferguson de Montreal criticou abertamente o treinador Al MacNeil.

New York bateu Toronto, mas Bobby Hull e o Chicago Black Hawks eram muito para os Rangers e os Black Hawks avançaram à final em sete jogos. Hull venceu dois jogos com gols frente a frente com o goleiro face-offs, apesar da cobertura de Glen Sather para tentar impedi-lo.

Tabela dos Playoffs[editar | editar código-fonte]

  Quartas-de-final Semifinais Final da Stanley Cup
                           
  L1  Boston Bruins 3  
L3  Montreal Canadiens 4  
  L3  Montreal Canadiens 4  
  O4  Minnesota North Stars 2  
O2  St. Louis Blues 2
  O4  Minnesota North Stars 4  
    L3  Montreal Canadiens 4
  O1  Chicago Black Hawks 3
  O1  Chicago Black Hawks 4  
O3  Philadelphia Flyers 0  
  O1  Chicago Black Hawks 4
  L2  New York Rangers 3  
L2  New York Rangers 4
  L4  Toronto Maple Leafs 2  


Finais[editar | editar código-fonte]

As finais da Stanley Cup de 1971 foram disputadas pelo Montreal Canadiens e pelo Chicago Black Hawks. A sério chegou ao sétimo jogo, com os Canadiens vencendo em Chicago apesar de estar perdendo por 2–0 na metade do segundo período do Jogo 7. Jacques Lemaire deu um chute do meio da quadra que miraculosamente escapou do goleiro Tony Esposito, cortando a liderança dos Black Hawks para 2–1. Henri Richard empatou o jogo um pouco antes do fim do segundo período, e marcou novamente com 2:34 do terceiro período, dando a liderança aos Habs. O goleiro de Montreal Ken Dryden deixou Chicago longe do gol pelo resto da partida, e os Habs ganharam sua terceira Stanley Cup em quatro anos. Foi o último jogo para o astro e capitão dos Canadiens Jean Beliveau, que se aposentou após a temporada. Os Canadiens foram o último time a encer um jogo 7 da final da Stanley Cup fora de casa até o Pittsburgh Penguins em 2009. O único outro time a fazê-lo foi o Toronto Maple Leafs em 1945. Foi o últime jogo de Al MacNeil como treinador de Montreal — após ele colocar Richard no banco para o Jogo 5, O Pocket Rocket declarou que "[MacNeil] é o pior treinador para o qual ele trabalhou!"[1] Embora Richard tenha retratado seu "comentário raivoso", como ele definiu, MacNeil ainda assim se demitiu.

Prêmios da NHL[editar | editar código-fonte]

Prêmios de 1970-71 da NHL
Troféu Príncipe de Gales: Montreal Canadiens
Taça Clarence S. Campbell: Chicago Black Hawks
Troféu Art Ross: Phil Esposito, Boston Bruins
Troféu Memorial Bill Masterton: Jean Ratelle, New York Rangers
Troféu Memorial Calder: Gilbert Perreault, Buffalo Sabres
Troféu Conn Smythe: Ken Dryden, Montreal Canadiens
Troféu Memorial Hart: Bobby Orr, Boston Bruins
Troféu Memorial James Norris: Bobby Orr, Boston Bruins
Troféu Memorial Lady Byng: Johnny Bucyk, Boston Bruins
Prêmio Lester B. Pearson: Phil Esposito, Boston Bruins
Prêmio Mais/Menos da NHL: Bobby Orr, Boston Bruins
Troféu Vezina: Eddie Giacomin & Gilles Villemure, New York Rangers
Troféu Lester Patrick: William M. Jennings, John B. Sollenberger, Terry Sawchuk

Times das Estrelas[editar | editar código-fonte]

Primeiro Time   Position   Segundo Time
Ed Giacomin, New York Rangers G Jacques Plante, Toronto Maple Leafs
Bobby Orr, Boston Bruins D Brad Park, New York Rangers
J.C. Tremblay, Montreal Canadiens D Pat Stapleton, Chicago Black Hawks
Phil Esposito, Boston Bruins C Dave Keon, Toronto Maple Leafs
Ken Hodge, Boston Bruins RW Yvan Cournoyer, Montreal Canadiens
Johnny Bucyk, Boston Bruins LW Bobby Hull, Chicago Black Hawks

Estreias[editar | editar código-fonte]

O seguinte é uma lista de jogadores importantes que jogaram seu primeiro jogo na NHL em 1970-71 (listados com seu primeiro time, asterisco(*) marca estreia nos play-offs):

Últimos Jogos[editar | editar código-fonte]

O seguinte é uma lista de jogadores importantes que jogaram seu último jogo na NHL em 1970-71 (listados com seu último time):

NOTA: Bathgate terminaria sua carreira profissional na World Hockey Association.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Henri Richard. Página visitada em 2006–11–15. "In the 1971 Stanley Cup finals he was reported to have called his coach, Al MacNeil, the worst coach he had ever played under in the NHL."
Precedido por
1969-70
Anexo:Lista de temporadas da NHL
1970-71
Sucedido por
1971-72