Temporada 2008-09 da NHL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A temporada 2008-09 da NHL, a 91.ª da história da liga, realizou-se entre 4 de outubro de 2008 e 12 de abril de 2009, com os playoffs iniciando-se em 15 de abril e encerrando-se em 12 de junho. O campeão foi o Pittsburgh Penguins, que derrotou o Detroit Red Wings em sete jogos nas finais.

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Foi a primeira temporada desde 2003-04 em que todos os times terão jogado ao menos uma vez contra cada adversário.[1] Também foi a primeira vez que a NHL abriu sua temporada na Europa, com dois jogos em Estocolmo, na Suécia, entre Pittsburgh Penguins e Ottawa Senators, e dois jogos em Praga, na República Tcheca, entre New York Rangers e Tampa Bay Lightning.[2] As quatro partidas foram realizadas entre os dias 4 e 5 de outubro, mas os demais times só abririam suas respectivas temporadas a partir do dia 10.

Para esta temporada, o teto salarial para cada time foi aumentado em 6,4 milhões de dólares, passando para 56,7 milhões de dólares.[3] Com isso, o piso salarial para cada time passou para 40,7 milhões de dólares e já é maior que o teto salarial de 2005-06, a primeira com tal limite.[3] Naquela temporada, o teto para cada time foi de 39 milhões de dólares. Esta foi também a primeira temporada em que a folha salarial total da liga excedeu 50% das receitas totais desde a implantação do teto salarial.[4] A crise econômica mundial, no entanto, tem feito com que os clubes trabalhem com um teto salarial decrescente já em 2009-10, com possibilidade de uma queda ainda maior na temporada seguinte.[5]

Em 1 de janeiro de 2009 houve o "Clássico de Inverno", jogo disputado em um estádio descoberto. Na temporada anterior o jogo foi em Buffalo, com a partida entre Buffalo Sabres e Pittsburgh Pengins. Desta vez, a partida foi no Wrigley Field, estádio de beisebol do Chicago Cubs, em Chicago. O mandante foi o Chicago Blackhawks, que perdeu por 6 a 4 para o Detroit Red Wings, o atual campeão. O jogo foi considerado um sucesso de público e de marketing.[6]

O principal recorde conquistado na temporada foi o de vitórias: o goleiro Martin Brodeur, do New Jersey Devils, alcançou-o com a 552.ª vitória de sua carreira em 17 de março, ao bater os Blackhawks. Com isso, ele passou o ex-goleiro Patrick Roy, que estava presente na partida em que Brodeur igualara o recorde no dia 14, em Montreal.[7] Aos 36 anos, projeta-se que ele possa estender seu recorde até um nível difícil de ser batido.[7] "Se isso continuar a ser divertido, ainda vou ficar por um bom tempo", disse Brodeur depois de bater o recorde.[7] Nessa mesma partida, Patrik Elias tornou-se o maior artilheiro da história dos Devils, com 702 pontos, ao marcar um gol em desvantagem numérica.[7]

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Times em verde classificaram-se aos playoffs. Times em amarelo conquistaram suas respectivas divisões. Time em laranja conquistou sua conferência. Time em vermelho conquistou o Troféu dos Presidentes, com a melhor campanha da liga. Números entre parênteses indicam a classificação na conferência. Líderes de divisão são automaticamente classificados como os três primeiros da conferência. Os oito primeiros em cada conferência classificam-se aos playoffs.

Conferência Leste[editar | editar código-fonte]

Divisão do Atlântico J V D DP GP GC PG
New Jersey Devils (3) 82 51 27 4 244 209 106
Pittsburgh Penguins (4) 82 45 28 9 264 239 99
Philadelphia Flyers (5) 82 44 27 11 264 238 99
New York Rangers (7) 82 43 30 9 210 218 95
New York Islanders (15) 82 26 47 9 201 279 61
Divisão Nordeste J V D DP GP GC PG
Boston Bruins (1) 82 53 19 10 274 196 116
Montreal Canadiens (8) 82 41 30 11 249 247 93
Buffalo Sabres (10) 82 41 32 9 250 234 91
Ottawa Senators (11) 82 36 35 11 217 237 83
Toronto Maple Leafs (12) 82 34 35 13 250 293 81
Divisão Sudeste J V D DP GP GC PG
Washington Capitals (2) 82 50 24 8 272 245 104
Carolina Hurricanes (6) 82 45 30 7 239 226 97
Florida Panthers (9) 82 41 30 11 234 231 93
Atlanta Thrashers (13) 82 35 41 6 257 280 76
Tampa Bay Lightning (14) 82 24 40 18 210 279 66

Conferência Oeste[editar | editar código-fonte]

Divisão Central J V D DP GP GC PG
Detroit Red Wings (1) 82 51 21 10 295 244 112
Chicago Blackhawks (4) 82 46 24 12 264 216 104
St. Louis Blues (6) 82 41 31 10 233 233 92
Columbus Blue Jackets (8) 82 41 31 10 226 230 92
Nashville Predators (10) 82 40 34 8 213 233 88
Divisão Noroeste J V D DP GP GC PG
Vancouver Canucks (3) 82 45 27 10 246 220 100
Calgary Flames (5) 82 46 30 6 254 248 98
Minnesota Wild (9) 82 40 33 9 219 200 89
Edmonton Oilers (11) 82 38 35 9 234 248 85
Colorado Avalanche (15) 82 32 45 5 199 257 69
Divisão do Pacífico J V D DP GP GC PG
San Jose Sharks (1) 82 53 18 11 257 204 117
Anaheim Ducks (8) 82 42 33 7 245 238 91
Dallas Stars (12) 82 36 35 11 230 257 83
Phoenix Coyotes (13) 82 36 39 7 208 252 79
Los Angeles Kings (14) 82 34 37 11 207 234 79

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Lista completa (em inglês)

J = jogos disputados; G = gols; A = assistências; Pts = pontos; +/– = mais/menos; PIM = minutos de penalidades

Jogador Time J G A Pts +/– PIM
Evgeni Malkin Pittsburgh Penguins 82 35 78 113 +17 80
Alexander Ovechkin Washington Capitals 79 56 54 110 +8 72
Sidney Crosby Pittsburgh Penguins 77 33 70 103 +3 76
Pavel Datsyuk Detroit Red Wings 81 32 65 97 +34 22
Zach Parise New Jersey Devils 82 45 49 94 +30 24
Ilya Kovalchuk Atlanta Thrashers 79 43 48 91 -12 50
Ryan Getzlaf Anaheim Ducks 81 25 66 91 +5 121
Jarome Iginla Calgary Flames 82 35 54 89 -2 37
Marc Savard Boston Bruins 82 25 63 88 +25 70
Niklas Backström Washington Capitals 82 22 66 88 +16 46

Playoffs da Copa Stanley[editar | editar código-fonte]

Na primeira fase, a maior surpresa foi a eliminação do San Jose Sharks pelo Anaheim Ducks, a prmeira série envolvendo times californianos desde 1969[8] . Os Sharks foram o quinto time nas seis últimas temporadas a ganhar o Troféu dos Presidentes e não ficar com o título da Copa Stanley.[9] Já no Leste o destaque ficou para o Carolina Hurricanes, que venceu sua série contra o New Jersey Devils em sete jogos, vencendo dois deles com gols no último minuto, incluindo um gol a 0,2 segundo do fim do jogo 4, marcado por Jussi Jokinen, que precisou ser analisado no replay para ser confirmado.[10] No jogo 7, o time perdia por 3 a 2 a 1:20 do final do jogo, quando o mesmo Jokinen empatou, e Eric Staal deu a vitória ao Carolina a 31,7 segundos do fim.[11]

O esperado[12] duelo na segunda fase entre os Capitals de Alexander Ovechkin e os Penguins de Sidney Crosby foi considerado "um sonho" para a liga pela publicidade que gerou não só pelo confronto entre dois de seus maiores astros, mas também pelas suas atuações, como no jogo 2, quando ambos marcaram hat tricks[13] . A série foi tão equilibrada que cinco jogos foram decididos por um gol de diferença e outro por dois. O único jogo com placar mais elástico foi justamente o jogo 7, que garantiu a classificação dos Penguins: 6 a 2. Os Penguins tornaram-se, com isso, o primeiro time a perder as finais da Copa Stanley em um ano e alcançar as finais de conferência no ano seguinte desde os Red Wings de 1995-96.[14] A série teve, em seu jogo 7, a maior audiência de um jogo de hóquei da NHL em uma regional norte-americana da emissora Fox Sports Network, com um índice Nielsen de 24,97[15] , batendo o recorde de 24,2 estabelecido dois dias antes, no jogo 6, que por sua vez quebrara o recorde de 21,2 estabelecido no jogo 5[16] . O recorde seria quebrado mais uma vez no jogo decisivo dos Penguins nas finais de conferência, contra os Hurricanes: 27,1.[17]

Além da série entre Penguins e Capitals, outras duas séries foram ao sétimo jogo, e a série restante, entre Blackhawks e Canucks, foi decidida em favor do time de Chicago em seis partidas. O total de 27 partidas na segunda fase igualou o recorde estabelecido nos playoffs de 1986.[18]

Durante as finais de conferência, Crosby igualou um obscuro recorde, com seu sexto gol a abrir o placar, feito antes conquistado por Bobby Hull, dos Blackhawks, em 1962, e por Fernando Pisani, dos Oilers, em 2006.[19] Os Penguins eliminaram os Hurricanes em quatro jogos, enquanto os Red Wings passaram em cinco pelos Blackhawks, garantindo a primeira vez que a final se repete em anos consecutivos desde 1984. Foi também a primeira vez desde aquele ano em que o time que perdeu uma final alcançou a mesma fase no ano seguinte.

Finais[editar | editar código-fonte]

Os Penguins ficaram com o título após vencer a sétima partida, em Detroit, por 2 a 1, com dois gols de Maxime Talbot. Foi apenas a segunda vez na história que um time ganhou a série final depois de perder as duas primeiras partidas fora de casa e a primeira vez desde 1971 que um time ganhou o jogo 7 das finais da Copa Stanley fora de casa.[20] Esse jogo 7 foi também o jogo da NHL com a maior audiência da televisão desde as finais de 1973, com uma média de 8 milhões de espectadores, 4,3 pontos de audiência e 8 pontos de share.[21]

Tabela[editar | editar código-fonte]

  Quartas-de-final de conferência Semifinais de conferência Finais de Conferência Finais da Copa Stanley
                                     
1  Boston Bruins 4  
8  Montreal Canadiens 0  
  1  Boston Bruins 3  
  6  Carolina Hurricanes 4  
2  Washington Capitals 4
7  New York Rangers 3  
  4  Pittsburgh Penguins 4  
Conferência Leste
  6  Carolina Hurricanes 0  
3  New Jersey Devils 3  
6  Carolina Hurricanes 4  
  2  Washington Capitals 3
  4  Pittsburgh Penguins 4  
4  Pittsburgh Penguins 4
5  Philadelphia Flyers 2  
  L4  Pittsburgh Penguins 4
  O2  Detroit Red Wings 3
1  San Jose Sharks 2  
8  Anaheim Ducks 4  
  2  Detroit Red Wings 4
  8  Anaheim Ducks 3  
2  Detroit Red Wings 4
7  Columbus Blue Jackets 0  
  2  Detroit Red Wings 4
Conferência Oeste
  4  Chicago Blackhawks 1  
3  Vancouver Canucks 4  
6  St. Louis Blues 0  
  3  Vancouver Canucks 2
  4  Chicago Blackhawks 4  
4  Chicago Blackhawks 4
5  Calgary Flames 2  

Em cada fase, o time de classificação mais alta em cada conferência é pareado contra o de menor classificação remanescente e tem o mando de gelo, o que dá a ele um máximo de quatro jogos em casa, com o outro time podendo jogar em casa no máximo três vezes. Nas finais da Copa Stanley, o mando de gelo é determinado pelo número de pontos na temporada regular, o que deu ao Detroit Red Wings o mando nas finais. Cada série melhor-de-sete segue o formato 2-2-1-1-1. Isso significa que o time melhor classificado jogará em casa os jogos 1 e 2, além dos jogos 5 e 7, se necessários; o adversário jogará em casa nos jogos 3 e 4, e no jogo 6, se necessário.

Referências

  1. "NHL teams will play each other at least once per season", ESPN.com, 30/11/2007, visitado em 27/6/2008
  2. "Pittsburgh beats Ottawa 4-3 in OT", Stephan Nasstrom, Yahoo! Sports, 4/10/2008, visitado em 9/10/2008
  3. a b "Orpik rejects contract offer from Penguins", Dave Molinari, Pittsburgh Post-Gazette, 27/6/2008, pág. D-1
  4. "Capped out", Peter Keating, ESPN The Magazine número 11.24, 1/12/2008, pág. 29
  5. "Salary cap side effects?", Dave Molinari, Pittsburgh post-Gazette, 20/1/2009, acessado em 18/2/2009
  6. "Hawks lose outdoors at Wrigley in 'Winter Classic'", International Herald Tribune, 2/1/2009, acessado em 18/2/2009
  7. a b c d "Brodeur new king of victories", Pittsburgh Post-Gazette, 18/3/2009, pág. D-4
  8. "Our top 2009 playoff moments", E.J.Hradek, ESPN.com, 13/2/2009, acessado em 16/6/2009
  9. "Whitney's rare fight gets some attention", Dave Molinari, Pittsburgh Post-Gazette, 29/4/2009, pág. D-6
  10. "Canes tie series with buzzer-beater", Chip Alexander, Raleigh News & Observer, 22/4/2009, acessado em 29/4/2009
  11. "Miracle at the Rock: Canes play on", Chip Alexander, Raleigh News & Observer, 29/4/2009, acessado em 29/4/2009
  12. "Seven games that provided a lifetime of memories", Dan Rosen, NHL.com, 14/5/2009, acessado em 14/5/2009
  13. "Why No One Is Seeing the NHL's Great Game", Sean Gregory, Time.com, 13/5/2009, acessado em 14/5/2009
  14. "Penguins' outburst of goals drives Varlamov from game in 2nd period", Dave Molinari, Pittsburgh Post-Gazette, 14/5/2009, págs. D-1 e D-4
  15. "Pens-Caps Game 7 shatters ratings record", Ron Musselman, Pittsburgh Post-Gazette, 14/5/2009, acessado em 14/5/2009
  16. "Monday night Pens game most-watched hockey game in FSN history", Pittsburgh Post-Gazette, 12/5/2009, acessado em 12/5/2009
  17. "Series ratings soar for Versus", Ron Musselman, Pittsburgh Post-Gazette, 28/5/2009, acessado em 28/5/2009
  18. "Conference Semifinals peak with three Game 7s", NHL.com, 13/5/2009, acessado em 15/5/2009
  19. "Pens lead 4-3 in fast and furious Game 2", Shelly Anderson, Pittsburgh Post-Gazette, 21/5/2009, acessado em 21/5/2009
  20. "Fleury robs Wings in final seconds to secure Stanley Cup for underdog Penguins", ESPN.com, 12/6/2009, acessado em 16/6/2009
  21. "Game 7 was most-watched NHL game in 36 years", Detroit Free Press, 15/6/2009, acessado em 16/6/2009