Temporada de Fórmula 1 de 1990

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Temporada de Fórmula 1 de 1990 foi a 41.ª realizada pela FIA, decorrendo entre 11 de março e 4 de novembro de 1990, com dezesseis corridas.

Teve como campeão o brasileiro Ayrton Senna, da equipe McLaren, sendo vice-campeão o francês Alain Prost, da Ferrari.

Pilotos e equipes[editar | editar código-fonte]

Ayrton Senna, campeão mundial de Fórmula 1 em 1990 pela McLaren.
Alain Prost, vice-campeão mundial de Fórmula 1 em 1990, 6 pontos atrás de Ayrton Senna.
Equipe Construtor Chassis Motor Pneu No Piloto Piloto(s) de testes
Itália Scuderia Ferrari SpA Ferrari F1 641 Ferrari 036 3.5 V12 G 1 França Alain Prost Itália Gianni Morbidelli
2 Reino Unido Nigel Mansell
Reino Unido Tyrrell Racing Organisation Tyrrell 018
019
Ford Cosworth DFR 3.5 V8 P 3 Japão Satoru Nakajima Alemanha Volker Weidler
4 França Jean Alesi
Reino Unido Canon Williams Team Williams FW13B Renault RS2 3.5 V10 G 5 Bélgica Thierry Boutsen Reino Unido Mark Blundell
6 Itália Riccardo Patrese
Reino Unido Motor Racing Developments Brabham BT58
BT59
Judd EV 3.5 V8 P 7 Suíça Gregor Foitek n/a
Austrália David Brabham
8 Itália Stefano Modena
Reino Unido Footwork Arrows Racing Arrows A11
A11B
Ford Cosworth DFR 3.5 V8 G 9 Itália Michele Alboreto n/a
10 Alemanha Bernd Schneider
Itália Alex Caffi
Reino Unido Camel Team Lotus Lotus 102 Lamborghini 3512 3.5 V12 G 11 Reino Unido Derek Warwick n/a
12 Reino Unido Martin Donnelly
Reino Unido Johnny Herbert
Itália Osella Squadra Corse Osella FA1M89
FA1ME
Ford Cosworth DFR 3.5 V8 P 14 França Olivier Grouillard n/a
Reino Unido Leyton House Racing Leyton House CG901 Judd EV 3.5 V8 G 15 Brasil Maurício Gugelmin Itália Bruno Giacomelli
16 Itália Ivan Capelli
França Automobiles Gonfaronaise Sportive AGS JH24
JH25
Ford Cosworth DFR 3.5 V8 G 17 Itália Gabriele Tarquini n/a
18 França Yannick Dalmas
Reino Unido Benetton Formula Ltd Benetton B189B
B190
Ford HBA4 3.5 V8 G 19 Itália Alessandro Nannini Reino Unido Johnny Dumfries
Brasil Roberto Pupo Moreno
Brasil Roberto Pupo Moreno
20 Brasil Nelson Piquet
Itália BMS Scuderia Italia Dallara F190 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 P 21 Itália Emanuele Pirro Itália Andrea Montermini
22 Itália Andrea De Cesaris
Itália SCM Minardi Team SpA Minardi M189
M190
Ford Cosworth DFZ 3.5 V8 P 23 Itália Pierluigi Martini n/a
24 Itália Paolo Barilla
Itália Gianni Morbidelli
França Ligier Gitanes Ligier JS33B Ford Cosworth DFR 3.5 V8 G 25 Itália Nicola Larini França Emmanuel Collard
26 França Philippe Alliot
Reino Unido Honda Marlboro McLaren McLaren MP4/5B Honda RA109E 3.5 V10 G 27 Brasil Ayrton Senna Reino Unido Jonathan Palmer
Reino Unido Allan McNish
28 Áustria Gerhard Berger
França Espo Larrousse F1 Lola LC89B
LC90
Lamborghini 3512 3.5 V12 G 29 França Éric Bernard n/a
30 Japão Aguri Suzuki
Itália Subaru Coloni Racing
Itália Coloni Racing
Coloni FC189B
FC189C
Subaru 1235 3.5 F12
Ford Cosworth DFR 3.5 V8
P 31 Bélgica Bertrand Gachot n/a
Itália EuroBrun Racing EuroBrun ER189B Judd CV 3.5 V8 P 33 Brasil Roberto Moreno n/a
34 Itália Claudio Langes
Reino Unido Moneytron Onyx Formula One
Reino Unido Monteverdi Onyx Formula One
Onyx ORE-1
ORE-2
ORE-1B
Ford Cosworth DFR 3.5 V8 G 35 Suécia Stefan Johansson n/a
Suíça Gregor Foitek
36 Finlândia J.J. Lehto
Itália Life Racing Engines Life F190 Life F35 3.5 W12
Judd CV 3.5 V8
G 39 Austrália Gary Brabham n/a
Itália Bruno Giacomelli

Trocas de pilotos[editar | editar código-fonte]

  • Ferrari: Para 1990, a Scuderia contratou Alain Prost, desgastado na McLaren mesmo após o tricampeonato. O francês teve o inglês Nigel Mansell, na Ferrari desde 1989, como seu novo companheiro de time.
  • Tyrrell: Jean Alesi disputaria sua primeira temporada completa pela Tyrrell, pela qual havia estreado no ano anterior. Satoru Nakajima, vindo da Lotus, pilotaria o carro #3.
  • Williams: Riccardo Patrese é mantido na equipe, além do belga Thierry Boutsen.
  • Brabham: Por 10 corridas, o suíço Gregor Foitek formou dupla com o italiano Stefano Modena, mas acabou perdendo a vaga para David Brabham, filho do tricampeão e fundador da equipe, Jack Brabham.
  • Footwork: Com a compra da Arrows, a equipe adotaria o nome Footwork, usado até 1996. Seus pilotos foram o italiano Michele Alboreto e o italiano Alex Caffi - Bernd Schneider, desempregado desde que a Zakspeed encerrou suas atividades, foi inscrito para duas corridas, mas obteve classificação apenas para o GP dos EUA.
  • Lotus: Em declínio financeiro, a equipe fundada por Colin Chapman passa a ser equipada com motores Lamborghini. A dupla de pilotos foi formada por dois britânicos: o inglês Derek Warwick e o norte-irlandês Martin Donnelly. O desempenho de ambos foi fraco: Warwick marcou apenas três pontos, e sofreu um forte acidente no GP da Itália. Donnelly teve sua carreira abreviada na F-1 após os treinos para o GP da Espanha, ao bater violentamente no guard-rail. As imagens do carro destruído e do piloto caído no asfalto, com o banco preso ao corpo, impressionaram. Levado ao hospital, Donnelly sobreviveu, mas não voltaria a guiar carros da categoria e foi substituído por Johnny Herbert.
  • Osella: Em sua última temporada com o nome Osella, a escuderia teve apenas o francês Olivier Grouillard como piloto.
  • Leyton House: Assim como em 1989, Maurício Gugelmin e Ivan Capelli foram os pilotos da equipe.
  • AGS: Gabriele Tarquini e Yannick Dalmas fizeram um campeonato fraco em 1990: o italiano não se classificou para 12 corridas, enquanto que o francês não conquistou a vaga em 11. O melhor resultado da AGS foi um nono lugar de Dalmas, no GP da Espanha.
  • Benetton: Até o GP da Espanha, Nelson Piquet e Alessandro Nannini formaram a dupla titular da equipe inglesa em 1990. Um acidente de helicóptero encerrou a carreira do italiano na F-1, e o tricampeão sugeriu Roberto Pupo Moreno, seu amigo pessoal, como substituto de Nannini. Com o segundo lugar conquistado no GP do Japão, onde Senna conquistaria o bicampeonato, Moreno garantiu sua permanência para 1991.
  • Scuderia Italia: Em sua terceira temporada, a equipe italiana contratou teve, inicialmente, Gianni Morbidelli e Andrea De Cesaris como pilotos. Morbidelli acabou dispensado após o GP do Brasil, e outro italiano, Emanuele Pirro, foi contratado para seu lugar.
  • Minardi: Pierluigi Martini continuou na escuderia de Faenza, não pontuando em nenhuma corrida. Paolo Barilla foi seu companheiro de equipe até o GP da Espanha, quando perdeu sua vaga para Gianni Morbidelli.
  • Ligier: Equipada com motores Ford, a Ligier teve desempenho fraco: seus pilotos, Nicola Larini e Philippe Alliot, não pontuaram. O francês chegou a ser desclassificado dos GPs do Brasil (perdeu a vaga nos treinos) e da Alemanha (este por receber ajuda dos fiscais).
  • McLaren: Em sua terceira temporada na escuderia de Woking, Ayrton Senna, às turras com o então presidente da FIA, Jean-Marie Balestre, passaria a ter o austríaco Gerhard Berger, vindo da Ferrari, como seu novo companheiro de equipe.
  • Larrousse: Éric Bernard fez sua estreia na categoria pela Larrousse, que contratou ainda o japonês Aguri Suzuki. A equipe fez uma temporada razoável, marcando 11 pontos, com destaque para o terceiro lugar de Suzuki no GP do Japão, sendo o primeiro - e único - pódio conquistado pela equipe, e o primeiro de um piloto japonês.
  • Coloni: Antes da temporada, firmou parceria com a Subaru para que a fábrica equipasse seus carros. O projeto fracassou, e Enzo Coloni recorreu aos motores Ford para tentar reagir no campeonato. A estratégia também não foi bem-sucedida, e o franco-belga Bertrand Gachot não se classificou para nenhuma corrida - chegou a ficar na pré-classificação por 10 corridas seguidas.
  • Onyx Grand Prix: Stefan Johansson, responsável pelo único pódio do time, em 1989, permaneceria até o GP do Brasil, quando foi dispensado. Gregor Foitek assumiu a vaga, enquanto que J.J. Lehto permaneceria até o GP da Hungria.
  • Life Racing Engines: Herdou a vaga da equipe FIRST Racing, cujo chassi foi reprovado nos crash-tests. Inovou com um motor W12, que se mostrou um grande fiasco, assim como o L190, o carro da escuderia para 1990. Gary Brabham, irmão de David Brabham e o segundo filho de Jack Brabham, foi contratado para guiar o monoposto. Não se classificou para os GPs dos EUA e do Brasil, sempre com tempos altos. A Life tentou contratar Bernd Schneider, Paulo Carcasci e Rob Wilson, mas não teve sucesso, e recorreu ao italiano Bruno Giacomelli, que não disputava provas de F-1 desde 1983, quando corria na Toleman. Nem a presença de Giacomelli ajudou: ele não se classificou para nenhuma etapa e encerrou definitivamente sua carreira como piloto titular na categoria.
  • EuroBrun: A equipe de Walter Brun teve o italiano Claudio Langes e o brasileiro Roberto Pupo Moreno como seus pilotos. Langes não passou da pré-classificação em nenhuma oportunidade, enquanto Moreno largou em duas corridas. A EuroBrun faliu após o GP da Espanha, mas o brasileiro não permaneceu desempregado: indicado por Nelson Piquet, assinou com a Benetton para substituir Alessandro Nannini.

Calendário[editar | editar código-fonte]

Prova Grande Prêmio Data Local
1 Estados Unidos GP dos Estados Unidos 11 de Março Phoenix
2 Brasil GP do Brasil 25 de Março Interlagos
3 San Marino GP de San Marino 13 de Maio Ímola
4 Mónaco GP de Mônaco 27 de Maio Mônaco
5 Canadá GP do Canadá 10 de Junho Circuit Gilles Villeneuve
6 México GP do México 24 de Junho Hermanos Rodriguez
7 França GP da França 8 de Julho Paul Ricard
8 Reino Unido GP da Grã-Bretanha 15 de Julho Silverstone
9 Alemanha GP da Alemanha 29 de Julho Hockenheimring
10 Hungria GP da Hungria 12 de Agosto Hungaroring
11 Bélgica GP da Bélgica 26 de Agosto Spa-Francorchamps
12 Itália GP da Itália 9 de Setembro Monza
13 Portugal GP de Portugal 23 de Setembro Estoril
14 Espanha GP da Espanha 30 de Setembro Jerez
15 Japão GP do Japão 21 de Outubro Suzuka
16 Austrália GP da Austrália 4 de Novembro Adelaide

Resultados[editar | editar código-fonte]

Grandes Prêmios[editar | editar código-fonte]

GP Grande Prêmio Pole Position Volta mais rápida Vencedor Equipe Descrição
1 Estados Unidos GP dos Estados Unidos Áustria Gerhard Berger Áustria Gerhard Berger Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
2 Brasil GP do Brasil Brasil Ayrton Senna Áustria Gerhard Berger França Alain Prost Itália Ferrari Detalhes
3 San Marino GP de San Marino Brasil Ayrton Senna Itália Alessandro Nannini Itália Riccardo Patrese Reino Unido Williams-Renault Detalhes
4 Mónaco GP de Mônaco Brasil Ayrton Senna Brasil Ayrton Senna Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
5 Canadá GP do Canadá Brasil Ayrton Senna Áustria Gerhard Berger Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
6 México GP do México Áustria Gerhard Berger França Alain Prost França Alain Prost Itália Ferrari Detalhes
7 França GP da França Reino Unido Nigel Mansell Reino Unido Nigel Mansell França Alain Prost Itália Ferrari Detalhes
8 Reino Unido GP da Grã-Bretanha Reino Unido Nigel Mansell Reino Unido Nigel Mansell França Alain Prost Itália Ferrari Detalhes
9 Alemanha GP da Alemanha Brasil Ayrton Senna Bélgica Thierry Boutsen Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
10 Hungria GP da Hungria Bélgica Thierry Boutsen Itália Riccardo Patrese Bélgica Thierry Boutsen Reino Unido Williams-Renault Detalhes
11 Bélgica GP da Bélgica Brasil Ayrton Senna França Alain Prost Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
12 Itália GP da Itália Brasil Ayrton Senna Brasil Ayrton Senna Brasil Ayrton Senna Reino Unido McLaren-Honda Detalhes
13 Portugal GP de Portugal Reino Unido Nigel Mansell Itália Riccardo Patrese Reino Unido Nigel Mansell Itália Ferrari Detalhes
14 Espanha GP da Espanha Brasil Ayrton Senna Itália Riccardo Patrese França Alain Prost Itália Ferrari Detalhes
15 Japão GP do Japão Brasil Ayrton Senna Itália Riccardo Patrese Brasil Nelson Piquet Reino Unido Benetton-Ford Detalhes
16 Austrália GP da Austrália Brasil Ayrton Senna Reino Unido Nigel Mansell Brasil Nelson Piquet Reino Unido Benetton-Ford Detalhes

Classificação Mundial de Pilotos[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto USA Estados Unidos BRA Brasil SMR San Marino MON Mónaco CAN Canadá MEX México FRA França GBR Reino Unido GER Alemanha HUN Hungria BEL Bélgica ITA Itália POR Portugal ESP Espanha JPN Japão AUS Austrália Pontos[1]
1 Brasil Ayrton Senna 1 3 Ret 1 1 20 3 3 1 2 1 1 2 Ret Ret Ret 78
2 França Alain Prost Ret 1 4 Ret 5 1 1 1 4 Ret 2 2 3 1 Ret 3 71 (73)
3 Brasil Nelson Piquet 4 6 5 DSQ 2 6 4 5 Ret 3 5 7 5 Ret 1 1 43 (44)
4 Áustria Gerhard Berger Ret 2 2 3 4 3 5 14 3 16 3 3 4 Ret Ret 4 43
5 Reino Unido Nigel Mansell Ret 4 Ret Ret 3 2 18 Ret Ret 17 Ret 4 1 2 Ret 2 37
6 Bélgica Thierry Boutsen 3 5 Ret 4 Ret 5 Ret 2 6 1 Ret Ret Ret 4 5 5 34
7 Itália Riccardo Patrese 9 13 1 Ret Ret 9 6 Ret 5 4 Ret 5 7 5 4 6 23
8 Itália Alessandro Nannini 11 10 3 Ret Ret 4 16 Ret 2 Ret 4 8 6 3 21
9 França Jean Alesi 2 7 6 2 Ret 7 Ret 8 11 Ret 8 Ret 8 Ret DNS 8 13
10 Itália Ivan Capelli Ret DNQ Ret Ret 10 DNQ 2 Ret 7 Ret 7 Ret Ret Ret Ret Ret 6
11 Brasil Roberto Moreno 13 DNPQ Ret DNQ DNQ DSQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ 2 7 6
12 Japão Aguri Suzuki Ret Ret Ret Ret 12 Ret 7 6 Ret Ret Ret Ret 14 6 3 Ret 6
13 França Éric Bernard 8 Ret 13 6 9 Ret 8 4 Ret 6 9 Ret Ret Ret Ret Ret 5
14 Reino Unido Derek Warwick Ret Ret 7 Ret 6 10 11 Ret 8 5 11 Ret Ret Ret Ret Ret 3
15 Japão Satoru Nakajima 6 8 Ret Ret 11 Ret Ret Ret Ret Ret Ret 6 DNS Ret 6 Ret 3
16 Itália Alex Caffi Ret DNQ 5 8 DNQ Ret 7 9 9 10 9 13 9 DNQ 2
17 Itália Stefano Modena 5 Ret Ret Ret 7 11 13 9 Ret Ret 17 Ret Ret Ret Ret 12 2
18 Brasil Mauricio Gugelmin 14 DNQ Ret DNQ DNQ DNQ Ret DNS Ret 8 6 Ret 12 8 Ret Ret 1
19 Itália Nicola Larini Ret 11 10 Ret Ret 16 14 10 10 11 14 11 10 7 7 10 0
20 Reino Unido Martin Donnelly Ret Ret 8 Ret Ret 8 12 Ret Ret 7 12 Ret Ret DNS 0
21 Itália Pierluigi Martini 7 9 DNS Ret Ret 12 Ret Ret Ret Ret 15 Ret 11 Ret 8 9 0
22 Suíça Gregor Foitek Ret Ret Ret 7 Ret 15 DNQ DNQ Ret DNQ 0
23 França Philippe Alliot DSQ 12 9 Ret Ret 18 9 13 DSQ 14 DNQ 13 Ret Ret 10 11 0
24 Itália Michele Alboreto 10 Ret DNQ DNQ Ret 17 10 Ret Ret 12 13 12 9 10 Ret DNQ 0
25 França Yannick Dalmas DNPQ Ret DNPQ DNPQ DNPQ 17 DNPQ DNQ DNQ DNQ Ret Ret 9 DNQ DNQ 0
26 Itália Emanuele Pirro Ret Ret Ret Ret Ret 11 Ret 10 Ret Ret 15 Ret Ret Ret 0
27 Itália Andrea de Cesaris Ret Ret Ret Ret Ret 13 DNS Ret DNQ Ret Ret 10 Ret Ret Ret Ret 0
28 Itália Paolo Barilla Ret Ret 11 Ret DNQ 14 DNQ 12 Ret 15 Ret DNQ DNQ DNQ 0
29 Finlândia Jyrki Järvilehto DNQ DNQ 12 Ret Ret Ret DNQ DNQ NC DNQ 0
30 Alemanha Bernd Schneider 12 DNQ 0
31 França Olivier Grouillard Ret Ret Ret DNQ 13 19 DNPQ DNQ DNQ DNPQ 16 Ret DNQ Ret DNQ 13 0
32 Itália Gabriele Tarquini DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNQ Ret DNPQ 13 DNQ DNQ DNQ Ret DNQ Ret 0
33 Itália Gianni Morbidelli DNQ 14 Ret Ret 0
34 Austrália David Brabham DNQ Ret DNQ Ret 15 DNQ Ret DNQ Ret DNQ Ret DNQ Ret Ret 0
35 Reino Unido Johnny Herbert Ret Ret 0
- Suécia Stefan Johansson DNQ DNQ -
- Bélgica Bertrand Gachot DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNQ DNQ DNQ DNQ DNQ DNQ -
- Itália Bruno Giacomelli DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ -
- Itália Claudio Langes DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ DNPQ -
- Austrália Gary Brabham DNPQ DNPQ -
Pos Piloto USA Estados Unidos BRA Brasil SMR San Marino MON Mónaco CAN Canadá MEX México FRA França GBR Reino Unido GER Alemanha HUN Hungria BEL Bélgica ITA Itália POR Portugal ESP Espanha JPN Japão AUS Austrália Pontos
  • Em negrito indica pole position e itálico volta mais rápida.

Classificação Mundial de Construtores[editar | editar código-fonte]

Pos. Construtor Chassis Motor Pneu Pontos Vitórias Pódiums Poles
1 Reino Unido McLaren MP4/5B Honda RA109E V10 G 121 6 18 12
2 Itália Ferrari F1 641 Ferrari 036 V12 G 110 6 14 3
3 Reino Unido Benetton B189B
B190
Ford HBA4 V8 G 71 2 8
4 Reino Unido Williams FW13B Renault RS2 V10 G 57 2 4 1
5 Reino Unido Tyrrell 018
019
Ford Cosworth DFR V8 P 16 2
6 Reino Unido Lola LC89B
LC90
Lamborghini 3512 V12 G 11 1
7 Reino Unido Leyton House CG901 Judd EV V8 G 7 1
8 Reino Unido Lotus 102 Lamborghini 3512 V12 G 3
9 Reino Unido Arrows A11
A11B
Ford Cosworth DFR V8 G 2
10 Reino Unido Brabham BT58
BT59
Judd EV V8 P 2
11 França Ligier JS33B Ford Cosworth DFR V8 G 0
12 Itália Minardi M189
M190
Ford Cosworth DFR V8 P 0
13 Reino Unido Onyx ORE-1
ORE-2
ORE-1B
Ford Cosworth DFR V8 G 0
14 França AGS JH24
JH25
Ford Cosworth DFR V8 G 0
15 Itália Dallara F190 Ford Cosworth DFR V8 P 0
16 Itália Osella FA1M89
FA1ME
Ford Cosworth DFR V8 P 0
17 Itália Euro Brun ER189B Judd CV V8 P 0
- Itália Coloni FC189B Subaru 1235 F12 P -
FC189C Ford Cosworth DFR V8
- Itália Life F190 Life F35 W12 G -
Judd CV V8

Notas

  1. Somente os 11 melhores resultados contam para o Campeonato de Pilotos. Números sem parênteses são os pontos do Campeonato; números com parênteses são os pontos totais.