Temporada de ciclones no Pacífico Sul de 2007-2008

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Temporada de ciclones no Pacífico Sul de 2007-2008
Primeiro sistema1 formado: 01F em 17 de Outubro de 2007
Sistemas ativos1: Temporada encerrada
Total de tempestades nomeadas: 4
Total de ciclones: 3
Grandes ciclones (Cat. 3+): 3
Tempestade mais forte: Daman - 925 mbar, 195 Km/h
Número de sistemas1 que atingiram terras emersas: 1
Danos totais: Desconhecido
ECA Total: 35,486
Fatalidades confirmadas: 7
1Inclui depressões tropicais e depressões subtropicais

A temporada de ciclones no Pacífico sul de 2007-08 ou estação de ciclones no Pacífico sul de 2007-08 ou ainda época de ciclones no Pacífico sul de 2007-08 foi um evento no ciclo anual de formação de ciclones tropicais. A temporada começou em 1º de Novembro de 2007 e terminou em 30 de Abril de 2008. Estas datas delimitam convencionalmente o período de cada ano quando a maioria dos ciclones tropicais se formam no Oceano Pacífico sul a leste do meridiano 160 E. Além do mais, o plano de operações sobre ciclones tropicais define um 'ano de ciclones tropicais' separado da temporada de ciclones tropicais. Este 'ano' começou em 1º de Julho de 2007 e terminou em 30 de Julho de 2008.[1]

Os ciclones tropicais que se formam entre os meridianos 160°L e 120°O e entre a Linha do Equador e a latitude 25°S são monitorados pelo Serviço Meteorológico de Fiji. Os ciclones tropicais que se formam entre os mesmos meridianos citados acima e ao sul da latitude 25°S são monitorados pelo Centro de Aviso de Ciclone Tropical (CACT) em Wellington, Nova Zelândia.[1]

A temporada ciclônica de 2007-08 no Pacífico sul foi normal, com 16 ciclones tropicais, 4 ciclones tropicais nomeados (aqueles que apresentaram ventos máximos sustentados superiores a 63 km/h) e 3 ciclones tropicais intensos. O ciclone tropical Daman foi o mais intenso ciclone da temporada, mas causou apenas danos mínimos em Fiji. Dentre todos os ciclones da temporada , o ciclone Gene tem o maior destaque. Gene atingiu as ilhas Fiji, causando 7 fatalidades. Outros ciclones com destaque são os ciclones Funa e Elisa.

Tempestades[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 01F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 01F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 17 de Outubro de 200718 de Outubro de 2007
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1000 hPa (mbar)

Uma área de distúrbios meteorológicos formou-se a sudeste de Papua-Nova Guiné no final de 16 de Outubro. No dia seguinte, o Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi, Fiji classificou este sistema como a perturbação tropical 01F.[2] A perturbação continuou a se fortalecer e tornou-se uma depressão tropical pouco antes da meia-noite de 18 de Outubro.[3]

O sistema começou a ser atingido duramente por ventos de cisalhamento e no final de 18 de Outubro, a depressão se enfraqueceu para uma perturbação tropical.[4] No dia seguinte, a perturbação se enfraqueceu para uma área de baixa pressão remanescente e logo depois se dissipou.[5]

Depressão tropical 02F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 02F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 20 de Novembro de 200722 de Novembro de 2007
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1003 hPa (mbar)

Em 20 de Novembro, uma área de distúrbios meteorológicos formou-se a oeste da Linha Internacional de Data. Logo depois, o CMRE de Nadi classificou este sistema como a perturbação tropical 02F.[6] A perturbação continuou a se fortalecer e depois, ainda no mesmo dia, o sistema se tornou uma depressão tropical.[7]

Entretanto, suas áreas de convecção associadas eram desorganizada,e, juntamente com ventos de cisalhamento desfavoráveis e águas frias, o sistema se enfraqueceu. Em 22 de Novembro, o CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema.

Depressão tropical 03F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 03F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 22 de Novembro de 20072 de Dezembro de 2007
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 999 hPa (mbar)

Em 22 de Novembro, uma área de distúrbios meteorológicos formou-se próximo do limite da área de responsabilidade do CMRE de Nadi. Logo depois, esta área tornou-se consolidou e tornou-se a perturbação tropical 03F.[8] O sistema se fortaleceu lentamente e em 25 de Novembro, a perturbação tornou-se uma depressão tropical.[8]

O sistema manteve sua intensidade por vários dias, mas em 28 de Novembro o sistema se enfraqueceu, tornando-se uma perturbação tropical. A tendência de enfraquecimento continuou e o sistema se enfraqueceu para uma área de baixa pressão remanescente em 29 de Novembro, quando o CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema.

Entretanto, em 30 de Novembro, a área de baixa pressão se regenerou e o CMRE recomeçou a emitir avisos sobre o mesmo sistema, classificando-o novamente como uma perturbação tropical. A intensificação continuou e a perturbação tornou-se novamente uma depressão tropical. O sistema começou a deslocar-se mais rapidamente para sudeste, movendo-se sobre águas frias.

Este fator em conjunção com o aumento dos ventos de cisalhamento causaram o enfraquecimento das áreas de convecção profunda e o enfraquecimento subseqüente do sistema.[9] O CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema em 2 de Dezembro assim que a tempestade ficou desorganizada, com seu centro muito exposto devido aos ventos de cisalhamento.[10]

Ciclone tropical intenso Daman[editar | editar código-fonte]

Daman
Ciclone tropical severo (CTS)  (CMRE Fiji)
Categoria 3  (EFSS)
{{{image}}} Daman 2007 track.png
Duração 3 de Dezembro de 20079 de Dezembro de 2007
Intensidade 110 nós (204 km/h, 127 mph) 1 min
100 nós (185 km/h, 115 mph) 10 min, 925 hPa (mbar)

Em 3 de Dezembro, uma área de distúrbios meteorológicos tornou-se a depressão tropical 04F a oeste-noroeste de Pago Pago.[11] Em 4 de Dezembro, o JTWC começou a emitir avisos regulares sobre o ciclone tropical "05P".[12] Em 5 de Dezembro, O CMRE de Nadi, Fiji classificou o sistema para um ciclone tropical e lhe deu o nome de "Daman".[13] No dia seguinte, Daman começou a sofrer rápida intensificação e alcançou a categoria 4 na escala australiana (categoria 3 na Escala de furacões de Saffir-Simpson[14]

Entretanto, a intensificação foi de curta duração e Daman começou a se enfraquecer assim que passou ao norte de Fiji.[15] Daman continuou a se enfraquecer e em 8 de Dezembro, o centro de Daman ficou exposto e quase todas as áreas de convecção estavam a leste do sistema devido aos ventos de cisalhamento.[16] No começo da madrugada de 9 de Dezembro, o CMRE de Nadi "rebaixou" Daman para uma depressão tropical ao mesmo tempo em que o JTWC emitiu seu último aviso sobre o sistema. Segundo o JTWC, a justificativa de não emitir mais avisos regulares é devido à falta de áreas de convecção de ar no sistema.[17] Então, o CMRE de Nadi emitiu também seu último aviso sobre o sistema em 10 de Dezembro.[18]

Depressão tropical 05F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 05F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 11 de Dezembro de 200715 de Dezembro de 2007
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1000 hPa (mbar)

No começo da madrugada de 11 de Dezembro, uma área de distúrbios tropicais que estava localizada perto de Samoa Americana foi classificada como a depressão tropical "05F" pelo Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi, Fiji.[19]

Entretanto, o sistema não se fortaleceu assim que afetou o sul das Ilhas Cook. O CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema em 15 de Dezembro.[18]

Depressão tropical 06F[editar | editar código-fonte]

Perturbação tropical 06F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 26 de Dezembro de 200728 de Dezembro de 2007
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1006 hPa (mbar)

No começo da madrugada de 26 de Dezembro, uma área de distúrbios meteorológicos ao sul das Ilhas Cook foi classificado como a perturbação tropical 06F.[20] Entretanto, o sistema não se fortaleceu, pois estava sobre águas frias.[21]

O CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre a perturbação em 28 de Dezembro assim que o sistema deixava a área de responsabilidade da agência meteorológica.[22]

Ciclone tropical Elisa[editar | editar código-fonte]

Ciclone tropical Elisa
Ciclone tropical (CT)  (CMRE Fiji)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Elisa 2008 track.png
Duração 6 de Janeiro de 200811 de Janeiro de 2008
Intensidade 50 nós (93 km/h, 58 mph) 1 e 10 min, 980 hPa (mbar)

Em 6 de Janeiro, o Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi, Fiji, começou a emitir avisos regulares sobre uma área de baixa pressão tropical próximo a Linha Internacional de Data.[23] No começo da manhã do dia seguinte, o sistema foi classificado como uma depressão tropical mesmo apresentando um centro altamente exposto e estando num sistema com fortes ventos de cisalhamento.[24] Porém, estes ventos de cisalhamento se enfraqueceram assim que a depressão movia-se para o sul e posteriormente para sul-sudeste. Em 10 de Janeiro, o CMRE de Nadi classificou o sistema como o ciclone tropical Elisa.[25] Pouco depois, o Joint Typhoon Warning Center (JTWC) começou a emitir avisos regulares sobre o ciclone tropical '11P'.[26] Ainda no mesmo dia, Elisa alcançou seu pico de intensidade, com ventos de 95 km/h.[27]

A partir deste momento, Elisa começou a se enfraquecer rapidamente assim que encontrou ventos de cisalhamento e águas frias[28] e no dia seguinte, o CMRE de Nadi e o JTWC emitiram seus últimos avisos sobre o sistema.[28]

Depressão tropical 08F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 08F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 9 de Janeiro de 200815 de Janeiro de 2008
Intensidade 25 nós (46 km/h, 29 mph) 1 min, 998 hPa (mbar)

Em 9 de Janeiro, O Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi, Fiji, classificou uma área de baixa pressão tropical perto de Vanuatu como a depressão tropical 08F.[29] Nos dias seguintes, a depressão moveu-se erraticamente sobre o Oceano Pacífico sul e em 11 de Janeiro, o sistema começou a se deslocar para oeste-sudoeste.

Entretanto, a depressão não se fortaleceu e dissipou-se em 15 de Janeiro.[30]

Depressão tropical 09F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 09F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 13 de Janeiro de 200814 de Janeiro de 2008
Intensidade 25 nós (46 km/h, 29 mph) 1 min, 999 hPa (mbar)

Em 13 de Janeiro, uma área de distúrbios meteorológicos formou-se a nordeste de Tonga ganhou organização suficiente para ser declarado como uma depressão tropical pelo CMRE de Nadi, Fiji.[31]

No dia seguinte, por influência de ventos de cisalhamento e águas frias, a depressão se dissipou.[32]

Ciclone tropical intenso Funa[editar | editar código-fonte]

Funa
Ciclone tropical severo (CTS)  (CMRE Fiji)
Categoria 3  (EFSS)
{{{image}}} Funa 2008 track.png
Duração 15 de Janeiro de 200820 de Janeiro de 2008
Intensidade 95 nós (176 km/h, 109 mph) 1 min
105 nós (194 km/h, 121 mph) 10 min, 930 hPa (mbar)

Em 12 de Janeiro, uma área de distúrbios tropicais formou-se a nordeste de Nova Caledônia. Aos poucos, essa área organizou-se e em 16 de Janeiro, o CMRE de Nadi classificou o sistema como uma depressão tropical.[33] Poucas horas depois, O CMRE de Nadi classificou novamente o sistema como o ciclone tropical Funa, a terceira tempestade nomeada da temporada de 2007-08, assim que movia-se para leste, em direção a Vanuatu.[34] No dia seguinte, Funa intensificou e tornou-se um ciclone de categoria 2 na escala australiana, ou um furacão de categoria 1 na escala de furacões de Saffir-Simpson assim que começou a rumar para leste-sudeste e para sudeste. Em 18 de janeiro, formou-se um olho no centro de Funa. No mesmo dia, Funa começou a sofrer rápida intensificação e no final daquele dia, já era considerado um ciclone equivalente a um furacão de categoria 3 na escala de furacões de Saffir-Simpson.[35]

Assim que Funa moveu-se para o sul, encontrou águas frias e rapidamente começou a se enfraquecer. A interação com águas frias e ventos de latitude média causou o começo da transformação de Funa para um ciclone extratropical.[36] Já como um sistema extratropical, Funa atingiu a Ilha Norfolk, mas não causou danos. Logo após, Funa começou a seguir para sul e posteriormente sudeste, indo em direção à Nova Zelândia.

Depressão tropical 11F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 11F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 20 de Janeiro de 200823 de Janeiro de 2008
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 999 hPa (mbar)

Uma área de distúrbios meteorológicos formou-se a leste de Samoa Americana e em 21 de Janeiro, o CMRE de Nadi, Fiji, classificou este sistema como uma depressão tropical.[37]

Em 23 de Janeiro, o CMRE de Nadi retirou a designação "tropical", pois os ventos mais fortes estão já afastados do seu centro, subentendendo-se que o sistema tenha se tornado uma depressão subtropical.[38]

Movendo-se rapidamente para sul-sudeste, a depressão encontrou águas frias e rapidamente ficou pouco definida e logo depois se dissipou.[39]

Ciclone tropical intenso Gene[editar | editar código-fonte]

Gene
Ciclone tropical severo (CTS)  (CMRE Fiji)
Categoria 3  (EFSS)
{{{image}}} Gene 2008 track.png
Duração 26 de Janeiro de 20086 de Fevereiro de 2008
Intensidade 100 nós (185 km/h, 115 mph) 1 min
85 nós (157 km/h, 98 mph) 10 min, 945 hPa (mbar)

Em 26 de Janeiro, o Serviço Meteorológico de Fiji classificou uma área de distúrbios meteorológicos como a depressão tropical 12F. No dia seguinte, o JTWC começou a emitir avisos regulares sobre o ciclone tropical 15P.[40] Mais tarde naquele dia, o Serviço Meteorológico de Fiji classificou a depressão como o ciclone tropical Gene.[41] Durante a sua passagem em Fiji, Gene causou a morte de 6 pessoas e causou muitos danos nas duas ilhas principais do país.[42] Em 30 de Janeiro, O CMRE de Nadi classificou Gene como um ciclone tropical intenso.[43] Em 1º de Fevereiro, Gene alcançou o pico de intensidade, com ventos constantes de 165 km/h assim que começou a seguir para o sul.

Adentrando uma área com ventos de cisalhamento moderados, Gene começou a se enfraquecer ligeiramente.[44] Em 4 de Fevereiro, Gene encontrou ventos de média latitude e águas frias. Como resultado, Gene começou a se transformar um sistema extratropical. Em 6 de Fevereiro, Gene finalizou a sua transformação para um ciclone extratropical.[45]

Depressão tropical 13F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 13F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 17 de Fevereiro de 200819 de Fevereiro de 2008
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1008 hPa (mbar)

O Centro Meteorológico Regional Especializado de Nadi, Fiji, classificou uma área de distúrbios meteorológicos como a depressão tropical 13F em 17 de Fevereiro.[46] Logo depois, a depressão deixou a área de responsabilidade de Nadi para adentrar na área de responsabilidade do Centro de Aviso de Ciclone Tropical de Wellington, Nova Zelândia. Em 19 de fevereiro, o Joint Typhoon Warning Center emitiu um alerta de formação de ciclone tropical para o sistema em desenvolvimento.

No entanto, no dia seguinte, o alerta foi cancelado assim que o sistema seguiu rapidamente para o sul e adentrou a zona baroclínica, tornando-se um ciclone extratropical.[47]

Depressão tropical 14F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 14F
Ciclone tropical 24P
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 19 de Março de 200823 de Março de 2008
Intensidade 35 nós (65 km/h, 40 mph) 1 min
30 nós (56 km/h, 35 mph) 10 min, 998 hPa (mbar)

Uma área de distúrbios meteorológicos a oeste de Vanuatu foi classificada pelo Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi no final de 19 de Março como a perturbação tropical 14F.[48] Logo em seguida, o CMRE de Nadi classificou a perturbação como a depressão tropical 14F.[49] Em 20 de Março, o Joint Typhoon Warning Center (JTWC) emitiu um alerta de formação de ciclone tropical (AFCT) sobre o sistema em desenvolvimento. Horas depois, o JTWC começou a emitir avisos regulares sobre o ciclone tropical 24P.[50] No dia seguinte, a depressão atingiu a porção noroeste de Nova Caledônia.

A circulação ciclônica de baixos níveis interagiu com os terrenos montanhosos da ilha e, com a associação de ventos de cisalhamento e águas mais frias, a depressão começou a se enfraquecer. No final de 21 de março, o JTWC emitiu seu último aviso sobre a depressão,[51] enquanto que o CMRE de Nadi desclassificou-no numa perturbação tropical. em 23 de Março, o CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema.

Depressão tropical 15F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 15F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Depressão tropical  (EFSS)
{{{imagem}}}
Duração 4 de Abril de 20087 de Abril de 2008
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 min, 1002 hPa (mbar)

Uma área de distúrbios meteorológicos próximo à Nova Caledônia foi classificada como uma perturbação tropical pelo Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi em 4 de Abril. Logo em seguida, a perturbação tornou-se a depressão tropical 15F.

No entanto, a depressão começou a se enfraquecer e em 7 de Abril, o CMRE de Nadi emitiu seu último aviso sobre o sistema.[52]

Depressão tropical 16F[editar | editar código-fonte]

Depressão tropical 16F
Depressão tropical (DT)  (CMRE Fiji)
Tempestade tropical  (EFSS)
{{{image}}} Cyclone Temporaire.png
Duração 17 de Abril de 200820 de Abril de 2008
Intensidade 30 nós (56 km/h, 35 mph) 1 e 10 min, 998 hPa (mbar)

Em 17 de Abril, uma área de distúrbios meteorológicos formou-se a leste da Austrália. O sistema fortaleceu-se assim que seguia para leste-sudeste, e, assim que adentrou a área de responsabilidade do Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) de Nadi, Fiji, foi classificado por esta como a depressão tropical 16F.[53] No mesmo dia, o Joint Typhoon Warning Center emitiu um alerta de formação de ciclone tropical (AFCT) sobre o sistema em desenvolvimento e emitiu seu primeiro aviso sobre o ciclone tropical 27P (16F) no começo da madrugada (UTC) de 18 de Abril.[54]

No entanto, os ventos de cisalhamento aumentaram dramaticamente[55] e o JTWC emitiu seu último aviso sobre o sistema na madrugada (UTC) de 19 de Abril.[56] O CMRE de Nadi fez o mesmo no dia seguinte.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

O gráfico abaixo mostra de forma clara a duração e a intensidade de cada ciclone tropical:

Energia ciclônica acumulada[editar | editar código-fonte]

ECA (104kt²) — Tempestade:
1 15,573 Gene 4 1,013 Elisa
2 9,819 Funa 5 0,613 16F
3 8,468 Daman 6
Total: 35,486[57]

A tabela a direita mostra a Energia ciclônica acumulada (ECA) para cada ciclone tropical formado durante a temporada. A ECA é, de forma abrangente, uma energia medida da tempestade multiplicada pelo tempo em que a mesma existiu. Quanto mais tempo dura e quanto mais forte a tempestade, a mesma terá uma ECA maior. A ECA somente é calculada para aqueles sistemas que alcancem força de tempestade tropical, ou seja, sistemas cujos ventos alcancem 63 km/h ou mais.

Nomes das tempestades[editar | editar código-fonte]

Áreas de baixa pressão de escala sinótica que se formam sobre águas quentes são nomeados a qualquer momento, desde que análises via Técnica Dvorak indicassem ventos fortes perto do centro do sistema. Diferente do padrão atlântico, um sistema tropical não nomeado poderá ter ventos fortes em um ou mais quadrantes, mas nunca perto do centro.[1]

Ciclones tropicais que se formam entre os meridianos 160°E e 120°W são monitorados pelo Serviço Meteorológico de Fiji (SMF). Nunca foi observado a formação de um ciclone tropical a leste do meridiano 120°W e a costa oeste da América do Sul.[58] Se futuramente um ciclone tropical se formar nesta região, é incerto como ele será monitorado.

Os nomes são dados em listas seqüenciais. Estão sendo mostrados abaixo apenas os quatro nomes usados na temporada de 2007-08.[59]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

  1. a b c http://www.wmo.ch/pages/prog/www/tcp/documents/TCP-24-OP-PLN-2006-edition-english.pdf
  2. http://www.webcitation.org/5SfR6QYGw
  3. http://www.webcitation.org/5SfXOnSZg
  4. http://www.webcitation.org/5SguPEG0o
  5. http://www.webcitation.org/5Si7trKVm
  6. http://www.webcitation.org/5TVLCpC1R
  7. http://www.webcitation.org/5TVJEUdTP
  8. a b http://www.webcitation.org/5TbTtH467
  9. http://www.webcitation.org/5TlyxGtRN
  10. http://www.webcitation.org/5TnUKTv2g
  11. http://www.webcitation.org/5ToVgvSjz
  12. http://www.webcitation.org/5TqlPLcSx
  13. http://www.webcitation.org/5TqmvPPyl
  14. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2007120700.WTPS11
  15. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2007120800.WTPS11
  16. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2007120900.WTPS11
  17. http://www.webcitation.org/5TxBUz7SH
  18. a b http://www.webcitation.org/5UhJuABAX
  19. Tropical Disturbance Summary Dec 11/0445 UTC 2007 UTC. (em inglês). Página visitada em December 12 2007.
  20. http://www.webcitation.org/5UNUnD2VT
  21. http://www.webcitation.org/5UP90CPZW
  22. http://www.webcitation.org/5UQXg7QQp
  23. http://www.webcitation.org/5Ueo63PD4
  24. http://www.webcitation.org/5UfJyoSVK
  25. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008011006.WTPS11
  26. http://www.webcitation.org/5UjVLpxzs
  27. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008011021.WTPS11
  28. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008011112.WTPS11
  29. http://www.webcitation.org/5UjObDNu3
  30. http://www.webcitation.org/5Uq4Fsfef
  31. http://www.webcitation.org/5UnzqLEul
  32. http://www.webcitation.org/5UpQSGs2E
  33. http://www.webcitation.org/5UsF2i4K8
  34. http://www.webcitation.org/5UsyjEGTT
  35. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008011806.WTPS11
  36. http://www.webcitation.org/5UyLM1zSb
  37. http://www.webcitation.org/5V05Gs5np
  38. http://severe.worldweather.wmo.int/tc/sp/acronyms.html#d
  39. http://www.webcitation.org/5V4ix0j1I
  40. http://www.webcitation.org/5V94fZ3wg
  41. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008012800.WTPS01
  42. Cyclone strikes Fiji (em inglês). CNEWS. Página visitada em 30-01-2008.
  43. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008013006.WTPS11
  44. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008020218.WTPS11
  45. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Fiji/2008020315.WTPS11
  46. http://www.webcitation.org/5ViBAIvyj
  47. http://www.webcitation.org/5ViBYcsRW
  48. http://www.webcitation.org/5WRbIoNpv
  49. http://www.webcitation.org/5WRkGhzIx
  50. http://weather.unisys.com/hurricane/archive/08032018
  51. http://www.webcitation.org/5WUz8stpf
  52. http://listserv.uiuc.edu/wa.cgi?A2=ind0804a&L=wx-tropl&D=0&T=0&P=38707
  53. Serviço Meteorológico de Fiji (2008). April 17 2000z Marine Weather Bulletin. Página visitada em 18-04-2008.
  54. Joint Typhoon Warning Center (2008). Tropical Cyclone 26P Warning NR 001.
  55. Serviço Meteorológico de Fiji (2008). April 18 1800z Marine Weather Bulletin.
  56. Joint Typhoon Warning Center (2008). Tropical Cyclone 26P Warning NR 003. Página visitada em 18-04-2008.
  57. http://www.ncdc.noaa.gov/oa/climate/research/2008/2008-south-pacific-trop-cyclones.html
  58. https://metocph.nmci.navy.mil/jtwc/best_tracks/shindex.html
  59. http://www.wmo.int/pages/prog/www/tcp/documents/FactShtTCNames1July05.pdf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ciclones tropicais da Temporada de ciclones no Pacífico sul de 2007-08
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



# JTWC