Tenjin shinyō-ryū

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Tenjin shinyō-ryū (em japonês: 天神真杨流, Tenjin shinyō-ryū, "escola salgueiro da divina verdade"), pode ser classificada como uma escola tradicional (koryu) de jujutsu. Foi fundada por Iso Mataemon Minamoto no Masatari na década de 1830. Uma vez que foi um sistema de jujutsu muito popular no Japão, um dos alunos famosos que estudou a arte foi Jigoro Kano, cuja arte moderna do judô foi muito inspirado no tenjin Shin'yō-ryū, e Morihei Ueshiba, fundador do aiquidô.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O estilo Tenjin shinyo-ryu teve como um dos espeques o estilo Shin no shinto-ryu, que foi criado por um membro da guarda do castelo de Osaca de nome Yamamoto Tamiza Hideya, que tinha estudado os estilo Yoshin-ryu, de jiu-jitsu, sobre o qual promoveu algumas alterações e estabeleceu um currículo composto por 68 técnicas.

O mestre Masatari praticou o estilo Yoshin-ryu, de jiu-jitsu, sob os auspícios de Hitotsuyanagi Oribe, e o estilo Shin no shinto-ryu com Homma Jouemon. O mestre Masatari empreendeu um musha shugyo, isto é, uma viagem através do país com o escopo de melhorar suas técnicas e evoluir moralmente. Nesse período, o mestre submeteu-se a vários treinamentos e enfrentou vários desafios, dos quais se diz que ele nunca foi vencido. Diz-se ainda, de acordo co'a tradição da escola, que em cert'altura o mestre Masatari viu-se no meio de uma contenda com uma centena de bandidos, e este evento foi o que incutiu a ele a importância das atemi waza, ou seja, os golpes traumáticos, que foram incorporados à sua escola ao lado das nage waza, katame waza e shime waza, ou técnicas de projeção, imobilização e estrangulamento, mais comuns nos demais estilos de jiu-jitsu.[2] [3]

Por volta do ano 1800, o mestre Masatari criou formalmente seu sistema, chamado de Tenjin Shin'yo ryu, que incorpora as técnicas dos estilo Yoshin-ryu e Shin no Shinto-ryu, mais as experiências próprias. A denominação é formada por «Tenjin/Tenshin», significando uma eventual inspiração divina para sua criação, e «shin», de Shin no shinto, e «yo», de Yoshin-ryu.

O mestre Masatari tornou-se instrutor do Shogunato Tokugawa, pelo que sua escola se beneficiou desse apoio, passando a ser uma das mais importantes da arte marcial, no século XIX, no Japão, contando aproximadamente com 5000 alunos. Essa influência decaiu com o advento da Restauração Meiji, em 1868, quando toda a cultura vigente foi abalada, declinando o estilo de vida dos samurais e tudo a eles relacionado, como as artes marciais, notadamente jiu-jitsu e kendo.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tenjin Shinyo-ryu (em inglês). Página visitada em 19.out.2011.
  2. Brunel Kobu-Jutsu Karate Dojo (em inglês). Página visitada em 19.out.2011.
  3. Makotokan .::. Tenjin Shinyo Ryu Jujutsu.::. Castle Hill, Sydney. Australia (em inglês). Página visitada em 19.out.2011.
  4. JUDÔ. Página visitada em 9.out.2011.