Tenrikyo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblema da religião

Tenrikyo (, Tenrikyō?) é uma religião monoteísta que originou-se a partir das revelações feitas a uma mulher japonesa chamada Miki Nakayama, cognominada de Oyassama pelos seus seguidores.[1] Segundo a doutrina da religião, Deus, conhecido por vários nomes, incluindo o de "Tenri-O-no-Mikoto", revelou-se ao mundo através de Oyassama, tomando esta como seu sacrário.[2]

O ensinamento baseia-se nos três textos originais (Ofudesaki, Mikagura-Uta e Osashizu)[3] e na "vida modelo" (modelo de vida ensinado e vivido pela Oyassama),[2] [4] que pregam principalmente a vida plena de alegria e felicidade (Youkigurashi), na qual harmonizam-se Deus e os seres humanos.[5]

A sede principal da religião está localizado onde anteriormente era a Vila Shoyashiki, atualmente parte da cidade de Tenri no província de Nara. O complexo do "Recinto de Reverência" principal se encontra em torno de Jiba, o local original da criação dos seres humanos. O líder religioso é chamado de Shimbashira (lit. Pilar Principal). A história do Tenrikyo é turbulenta, tendo sido estabelecida durante um tempo de grande mudança no Japão. Eventuais conexões modernas com o Xintoísmo podem ser explicados através do entendimento da perseguição pela qual os primeiros seguidores passaram.

A comunidade Tenrikyo incluia, segundo dados de 2002, 16 833 igrejas gerenciadas localmente no Japão.[6] Estima-se que a religião tenha 1 750 000 seguidores no Japão,[6] 20 000 em Taiwan[7] e mais de 2 milhões no mundo todo.[8] Tenrikyo é classificado como um novo movimento religioso (shinshūkyō) na literatura popular, pois foi fundado no século XIX. É atualmente a maior religião que tem por fundadora uma mulher.

Conceitos[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Templo Tenrikyo em Bauru, São Paulo, Brasil.

A Tenrikyo é uma religião monoteísta que tem Tenri-Ô-no-Mikoto (lit. Senhor da Razão do Céu) como Deus, que é definido como o criador e parentes (pai e mãe) cuidadoso para com toda a humanidade. É chamado também de Oyagamissama (Deus-Parens). A reencarnação contínua é uma parte da religião, mas não um ponto central. Os ensinamentos principais incluem: Moto-no-Ri - A Razão da origem; Kashimono-Karimono (coisa emprestada e tomada emprestada) – o relacionamento natural entre o corpo humano e Deus; Hinokishin – Todo e qualquer ato surgido do sentimento de gratidão pelo corpo emprestado estar sendo vivificado pelo trabalho de Deus-Parens; Tanno (Satisfação Sincera) – uma atitude construtiva com relação a problemas, doenças e dificuldades; e Juzen-no-Shugo – Dez Providências, envolvidas na criação do mundo e dos seres humanos.

Na Tenrikyo há três níveis sucessivos de entendimento da natureza de Deus: o primeiro é Kami, que é Deus propriamente dito, o segundo é Tsukihi (lit. Lua Sol), Deus como o criador da natureza e das leis naturais, e por último Oya (Parens), que é Deus como o Pai e Mãe dos seres humanos. Estes termos referem-se a três níveis sucessivos de entendimento de um único Deus conforme eles crescem em maturidade espiritual. Muitas metáforas sobre construção e carpintaria são usadas nos ensinamentos da Tenrikyo, que propõem a construção de um mundo melhor e mais feliz num processo progressivo no qual as pessoas podem tomar pequenos passos na direção do progresso através do trabalho cooperativo.

Os ensinamentos da Tenrikyo, apesar de enfatizarem o trabalho em grupo, permitem um grau significativo de individualidade em meio aos seguidores - diferenças são vistas como complementares, e a organização geral é subdividida em muitos diferentes grupos com objetivos comuns mas focos diferentes. Estes objetivos diferem dependendo do Daikyokai (lit. Igreja-Mor), desde grupos de atendimento a vítimas de desastres naturais, pessoal médico em hospitais, universidades, um enorme museu, uma das maiores bibliotecas do Japão, várias escolas e muitos outros.

O Judô de Tenri é renomado como um estilo competitivo de Judô de sucesso que já produziu muitos campeões, como o único tri-campeão olímpico Tadahiro Nomura(JPN), e também há outros grupos de interesse em artes e esporte dentro da religião tenrikiana.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

  • Yo (陽) é "positivo", o mesmo caractere do Yang no Yin e Yang chinês.
  • Ki (氣) é "espírito" ou "energia", o mesmo caractere de Chi em chinês.
  • Yusan (遊山) é "uma caminhada pelas montanhas e campos" (lit. excursão), implicando em uma vida em meio à natureza.
  • Gurashi (暮) é "vivência", implicando a vida num senso maior de dia a dia.

Seguidores Famosos[editar | editar código-fonte]

Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tenrikyo Official Home Page. Página visitada em 21 de abril de 2008.
  2. a b Oyassama - A Mãe de toda a humanidade. Tenrikyo do Brasil. Página visitada em 22 de janeiro de 2012.
  3. Textos originais. Tenrikyo do Brasil. Página visitada em 22 de janeiro de 2012.
  4. Resumo da vida de Oyassama. Tenrikyo do Brasil. Página visitada em 22 de janeiro de 2012.
  5. Vida de Oyassama - minuta. 264 p.
  6. a b Ministério Japonês da Educação. Shuukyou Nenkan, Heisei 14-nen (宗教年鑑平成14年). 2002.
  7. Datapédia - Nova Enciclopédia Barsa. São Paulo: Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações, 1999. 300 p. ISBN 8570264704
  8. Picken, Stuart D. B. Historical dictionary of Shinto. [S.l.]: Rowman & Littlefield, 2002. 223 p. ISBN 0810840162

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]