Tentilhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Como ler uma caixa taxonómicaTentilhão-comum
Macho de tentilhão

Macho de tentilhão
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Fringillidae
Género: Fringilla
Espécie: F. coelebs
Nome binomial
Fringilla coelebs
Linnaeus, 1758


O tentilhão-comum (de tintim, vocativo onomástico) é um pássaro de pequeno porte, com cerca de 15 cm, da família dos fringilídeos (Fringilla coelebs), sedentário, de coloração bastante viva e de canto mavioso. É também denominado batachim, chapim, chincalhão, chincho, chopim, pachacim, pardal-de-asa-branca, pardal-dos-castanheiros, patachim, pimpalhão, pincha, pintalhão, pintarroxo e pimpim.

Fêmea de tentilhão
Fringilla coelebs

Existe um marcado dimorfismo sexual em relação à plumagem. O macho possui cores vivas enquanto a fêmea e juvenis têm uma cor cinzenta esverdeada e monótona. A cor da cabeça do macho muda de cinza azulado para castanho, a mesma cor do dorso, durante o inverno.

Distribui-se por toda a Europa, pela Ásia central e pelo Norte de África. Frequenta zonas florestais, como pinhais, sobreirais e matas de folhosas. Constrói o seu ninho nas árvores.

As fêmeas das aves nas regiões mais a norte fazem uma curta migração para sul no outono, permanecendo apenas os machos. A observação deste comportamento por parte de Linnaeus nas aves do seu país, a Suécia, deu origem ao nome científico coelebs que significa celibatário.

Nidifica em florestas, tanto de caducifólias como de coníferas. Faz o ninho na forquilha das árvores, camuflando o ninho com líquenes e musgos. Põe cerca de seis ovos. Se bem que os adultos comam apenas sementes, as crias são alimentadas quase exclusivamente com insectos.

Em Portugal o tentilhão-comum é uma espécie residente, que está presente durante todo o ano, mas durante o Outono e o Inverno verifica-se um aumento dos efectivos, devido à chegada de indivíduos provenientes do Norte da Europa, que aqui vêm passar a estação fria.

Canto[editar | editar código-fonte]

Subespécies[editar | editar código-fonte]

Estão referenciadas as seguintes subespécies:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Tentilhão
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

>A importancia dos Tentilhôes para o Darwin

Em uma das viagens de Darwin ele parou no Arquipélago de Galápagos e a espécie predominante lá eram os tentilhôes. Por falta de alimento os tentilhoes começavam a migrar paras as ilhas vizinhas do mesmo arquipélago. Os alimentos nas outras ilhas eram outros, e vários tentilhoes foram para ilhas diferentes umas das outras. Os tentilhôes foram se adaptando aos alimentos das outras ilhas, mudando o formato do bico, e outras coisas em sua genética. Assim nasceram vários tipos de tentilhôes diferentes, e hoje são descobertas mais de 14 espécies diferentes. Com base nisso Darwin percebeu que as espécies se adaptam e evoluem. Um dos fatores que fez ele chegar a Teoria do Evolucionismo.