Teorema de Coase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Teorema de Coase é uma teoria desenvolvida pelo economista Ronald Coase (Prémio de Ciências Económicas, 1991), que procura demonstrar a possibilidade de uma solução privada óptima às externalidades, isto é, uma solução sem a intervenção do Estado que maximiza o bem-estar social.[1]

Basicamente, segundo o teorema de Coase, se os agentes afectados por externalidades puderem negociar (sem custos de transação) a partir de direitos de propriedade bem definidos pelo Estado, poderão negociar e chegar a um acordo em que as estas serão internalizadas. Adicionalmente, considerando-se preferências quase-lineares, pode-se afirmar, com base nesse teorema, que a quantidade eficiente do bem causador da externalidade é independe da distribuição dos direitos de propriedade.[1]

Fontes

  1. a b Pereira, Paulo Trigo et al. Economia e Finanças Públicas. 3ª ed. ed. Lisboa: Escolar Editora, 2009. Capítulo: Teorias e políticas públicas num contexto de incerteza. , 147-9 p. ISBN 978-972-592242-2
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.