Terceira Crise do Estreito de Taiwan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Terceira Crise do Estreito de Taiwan
Taiwan Strait.png
Estreito de Taiwan
Data 1995-1996
Local Estreito de Taiwan
Desfecho Cessar-fogo
Combatentes
República da China República da China
Estados Unidos Marinha dos Estados Unidos
República Popular da China República Popular da China

A Terceira Crise do Estreito de Taiwan (também conhecida como Crise do Estreito de Taiwan de 1995-1996) foi o resultado de uma série de testes com mísseis realizados pela República Popular da China em águas circundantes de Taiwan - incluindo o Estreito de Taiwan - entre 21 de julho de 1995 a 23 de março de 1996.

O primeiro conjunto de mísseis, disparados de meados ao final de 1995, teriam sido destinados a enviar um sinal forte ao governo da República da China sob Lee Teng-hui, que era visto como pertencente ao movimento de uma política externa distante da Política de Uma China e pró-independência de Taiwan. O segundo conjunto de mísseis foram disparados no início de 1996, supostamente com a intenção de intimidar o eleitorado de Taiwan na corrida para a eleição presidencial de 1996.

O Exército de Libertação Popular também foi mobilizado na província de Fujian, que realiza manobras navais de 15 a 25 agosto de 1995. Em resposta, os Estados Unidos enviaram uma frota militar na Ásia, considerada a maior desde a Guerra do Vietnã.[1] O presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, também ordenou que outros navios fossem implantados na região em março de 1996.[2] .

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bush, R. & O'Hanlon, M. (2007). A War Like No Other: The Truth About China's Challenge to America. Wiley. ISBN 0-471-98677-1.
  • Bush, R. (2006). Untying the Knot: Making Peace in the Taiwan Strait. Brookings Institution Press. ISBN 0-8157-1290-1
  • American Enterprise Institute for Public Policy Research (Corporate Author), James R. Lilley (Editor), Chuck Downs (Editor). (1997). Crisis in the Taiwan Strait. National Defense University (NDU). ISBN 978-1-57906-000-8.
  • Carpenter, T. (2006). America's Coming War with China: A Collision Course over Taiwan. Palgrave Macmillan. ISBN 1-4039-6841-1.
  • Cole, B. (2006). Taiwan's Security: History and Prospects. Routledge. ISBN 0-415-36581-3.
  • Copper, J. (2006). Playing with Fire: The Looming War with China over Taiwan. Praeger Security International General Interest. ISBN 0-275-98888-0.
  • Federation of American Scientists et al. (2006). Chinese Nuclear Forces and U.S. Nuclear War Planning
  • Gill, B. (2007). Rising Star: China's New Security Diplomacy. Brookings Institution Press. ISBN 0-8157-3146-9.
  • Ross, Robert S., "The 1995-1996 Taiwan Strait Confrontation: Coercion, Credibility, and Use of Force", International Security, 25:2, pp. 87–123, Fall 2000, Retrieved: April 14, 2006 (PDF file)—This article traces in detail the course of the crisis and analyzes the state of Sino-American relations both before and after the crisis.
  • Shirk, S. (2007). China: Fragile Superpower: How China's Internal Politics Could Derail Its Peaceful Rise. Oxford University Press. ISBN 0-19-530609-0.
  • Thies, Wallace, and Patrick Bratton, “When Governments Collide in the Taiwan Strait”, Journal of Strategic Studies, 27, no. 4 (December 2004), 556-84.
  • Tsang, S. (2006). If China Attacks Taiwan: Military Strategy, Politics and Economics. Routledge. ISBN 0-415-40785-0.
  • Tucker, N.B. (2005). Dangerous Strait: the U.S.-Taiwan-China Crisis. Columbia University Press. ISBN 0-231-13564-5.
  • Moore, Gregory J.. In: Gregory J.. . New York: Palgrave Macmillan, 2007. 171–194 p. ISBN 1-4039-7975-8

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre conflitos armados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.