Terceira revolução tecnológica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

.

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

A Terceira Revolução Tecnológica seria integrada por:

  • Integração da ciência à tecnologia e produção;
  • Uso de novas tecnologias na produção e na fabricação de novos produtos a serem consumidos pela sociedade, seja na indústria, agricultura, comércio em serviços do dia-a-dia de forma positiva ou negativa etc.
  • As novas tecnologias são desenvolvidas por tecnopólos - áreas industriais onde se desenvolvem centros de pesquisas, universidades ligadas as empresas e aos governos onde se criam novas tecnologias para serem usadas no dia-a-dia.
  • Os governos e as empresas dos países ricos são os que mais investem capital (dinheiro) para o desenvolvimento dessas novas tecnologias. Eles abrigam os principais tecnopólos e as pricipais indústrias de tecnologia de ponta (avançadas) do mundo. Ex.: Vale do Silicio- na California (EUA), Tsukuba no Japão, Vale do Ruhr na Alemanha, Toulouse na França.
  • As tecnologias estão mais acessíveis aos países ricos e às pessoas que dispõem de melhor renda.
  • As novas tecnologias quando empregadas nas indústrias substituem o trabalho humano gerando desemprego.
  • As empresas em geral utilizam novas tecnologias na produção visando baixar custos, aumentar a produtividade e melhorar a qualidade dos produtos e do trabalho, em consequência exigem maior qualificação profissional e conhecimentos de vários assuntos

O período verificou impressionante expansão nas tecnologias de processamento de dados que o marcam fundamentalmente. Esta expansão possibilitou técnicas e métodos revolucionários como o Toyotismo e o Controle de Qualidade

Áreas que se destacariam[editar | editar código-fonte]