Teresa Rita Lopes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Teresa Rita Lopes (n. Faro, 1937), é uma escritora (e importante investigadora pessoana) portuguesa.
Licenciada em Filologia Românica, doutorou-se, em Paris com uma tese sobre Fernando Pessoa, tendo consagrado a sua carreira de investigação ao estudo da obra deste.
É Professora Catedrática de Literaturas Comparadas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, desde 1979.
A sua produção literária vai desde a poesia ao teatro, para além de inúmeros ensaios sobre literatura.

Obra poética[editar | editar código-fonte]

  • Os dedos os Dias as Palavras (1987, Prémio Cidade de Liboa 1987)
  • Por assim Dizer (1994)
  • Cicatriz (1996, Prémio Eça de Queiroz de Poesia 1996)
  • Afectos (2000)
  • Jogos, Versos e Redacções (2001)
  • A Nova Descoberta de Timor (2002)
  • A Fímbria da Fala (2002)

Obra dramática[editar | editar código-fonte]

  • Três Fósforos (1962)
  • Sopinhas de Mel (1981)
  • Rimance da Mal Maridada e Sopinhas de Mel (1994)
  • Andando andando (1999)
  • Esse tal Alguém (2001, Grande Prémio de Teatro da Associação Portuguesa de Escritores 2001)
  • As Barbas de Sua Senhoria (2003)
  • A Asa e a Casa (2004)

Obra em prosa[editar | editar código-fonte]

  • Estórias do Sul (2005)

Fonte[editar | editar código-fonte]

Gonçalves, Ilena Luís Candeias. Escritores Portugueses do Algarve. Edições Colibri, Lisboa, 2006.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.