Terminal Rodoviário Tietê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Terminal Rodoviário Tietê
Governador Carvalho Pinto
Parte das plataformas de embarque do terminal
Uso atual Estação Rodoviária
Estação de metropolitano
Localização Avenida Cruzeiro do Sul, 1800, Santana - São Paulo, SP
Coordenadas Gnome-globe.png Terminal Tietê
Linhas Metroviárias
1-Azul
Rodoviárias
-Nacionais
Estado de São Paulo
Região Sudeste
Região Nordeste
Parte da região Norte, Centro-Oeste e Sul (com exceção do Paraná)
-Internacionais
Argentina
Chile
Paraguai
Peru
Uruguai.
Administração Socicam
Inauguração 9 de maio de 1982
Movimento em 2007 66 000/dia
Serviços ÔnibusTáxiRestauranteEstacionamentoAcesso à deficiente físicoEscada rolanteElevadorFarmáciaBiblioteca ou banca de livros

Terminal Rodoviário Tietê (oficialmente Terminal Rodoviário Governador Carvalho Pinto) é o maior terminal rodoviário da América Latina e o segundo maior do mundo, superado apenas pelo Terminal Rodoviário de Nova Iorque.[1] Situado na cidade de São Paulo, foi inaugurado em 9 de maio de 1982, durante a gestão do governador Paulo Maluf, para substituir o antigo Terminal Rodoviário da Luz, que estava saturado. Situa-se na Avenida Cruzeiro do Sul, no bairro de Santana, zona norte da capital paulista. O acesso pode ser feito pela Estação Portuguesa-Tietê do Metrô.

Características[editar | editar código-fonte]

Sinalização na rodoviária

Compreendendo uma área de 120.000 metros quadrados, sendo 54.480 metros quadrados de área construída, esse terminal funciona durante 24 horas por dia e atende a 21 estados brasileiros. São 65 empresas rodoviárias, 135 bilheterias e 304 linhas de ônibus, que atendem a 1.010 cidades. Para atender a essa demanda, existem setenta plataformas de embarque e dezenove de desembarque. Em dias de maior movimento, de acordo com a necessidade, essas plataformas tornam-se reversíveis. Os ônibus também contam com um estacionamento de espera, que tem capacidade para setenta veículos. Em 2007, o terminal registrou o movimento diário de 66.000 pessoas.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]