Tesouro de Hoxne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

[[Ficheiro:|miniaturadaimagem|direita|Tesouro de Hoxne]]

Tesouro de Hoxne
Material Ouro, prata, bronze, ferro e material orgânico
Criado (a) Século IV ou V
Descoberto (a) 16 de novembro de 1922 em Hoxne, Suffolk, por Eric Lawes
Exposto (a) atualmente Sala 49, Museu Britânico, Londres

O Tesouro de Hoxne (em inglês:Hoxne Hoard) é o maior tesouro de prata e ouro da Britânia e a maior coleção de moedas de ouro e prata dos séculos IV e V encontrados dentro do Império Romano. Foi encontrada com um detector de metais na vila de Hoxne em Suffolk, Inglaterra em 16 de novembro de 1992. O tesouro consiste aproximadamente de 15.000 moedas de ouro, prata e bronze romanas do final do século IV e início do século V e aproximadamente 200 itens de utensílios de prata e joias de ouro. Os objetos estão no Museu Britânico em Londres, onde as peças mais importantes e uma seleção do restante estão em exibição permanente. Em 1993, o Comitê de Avaliação do Tesouro avaliou o tesouro em 1.75 milhões de libras esterlinas.[1] [2] [3]

Referências

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.