Teste do elefante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O termo teste do elefante refere-se a situações em que uma ideia ou coisa é "difícil de descrever, mas instantaneamente reconhecida quando for vista".[1]

Usos[editar | editar código-fonte]

O termo é geralmente usado em caso legais onde há algo passível de interpretação,[2] [3] como ocorreu na disputa judiciária inglesa Cadogan Estates Ltd v Morris, onde o Lord Justice Stuart-Smith se referiu "ao bem conhecido teste do elefante. É difícil de descrever, mas você o reconhece quando o vê".[4]

Referências

  1. Valuing and Judging Partners — Beyond the Elephant Test!, Edge International Review, Summer 2006
  2. B.Wedderburn, The Worker and the Law (3ª edição, Harmondsworth, Penguin, 1986), 116.
  3. Catherine Barnard,The Personal Scope of the Employment Relationship, in T.Araki and S.Ouchi (eds), The Mechanism for establishing and Changing Terms and Conditions of Employment/The Scope of Labor Law and the Notion of Employees, The Japan Institute for Labour Policy and Training Report, 2004, vol.1, 131-136.
  4. Cadogan Estates Ltd v Morris; EWCA Civ 1671 (4 de novembro de 1998) (parágrafo 17)