Tetraetilchumbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tetra-etil Chumbo
Alerta sobre risco à saúde
Tera-ethyl-lead-chemical.png
Tetraethylblei.svg
Nome IUPAC Tetraetilchumbo
Outros nomes TEL; Chumbo tetraetila
Identificadores
Número CAS 78-00-2
Número RTECS TP4550000
SMILES
Propriedades
Fórmula química C8H20Pb
Massa molar 323.44 g mol-1
Aparência Líquido viscoso incolor
Densidade 1,65 g·cm-3[1]
Ponto de fusão

-136 °C [1]

Ponto de ebulição

180 °C [1]

Solubilidade em água insolúvel [2]
Solubilidade facilmente miscível com solventes orgânicos [2]
Pressão de vapor 35 Pa (20 °C)[1]
Índice de refracção (nD) 1.519 [carece de fontes?]
Estrutura
Forma molecular tetrahédrica
Momento dipolar 0 D
Riscos associados
Principais riscos
associados
tóxico, inflamável
NFPA 704
NFPA 704.svg
2
3
3
 
Frases R R61, R26/27/28, R33, R35, R62
Frases S S53, S45, S60, S61
Ponto de fulgor 346 K - 73 °C - 163 °F
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Tetrametilchumbo
Tetrafenilchumbo
Outros catiões/cátions Tetraetilsilano
Tetraetilestanho
Compostos relacionados Cloreto de chumbo (II)
Decafenilplumboceno
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Tetraetilchumbo ou chumbo tetraetila é um aditivo para gasolina cuja fórmula é Pb(C2H5)4. Faz com que a octanagem da gasolina seja elevada, pois é resistente à pressão, porém é tóxico e libera partículas de chumbo (metal pesado) no ar. É citado na literatura com a abreviatura TEL, do inglês tetraethyl lead.

No Brasil e na União Europeia o chumbo tetraetila está proibido de ser adicionado à gasolina de veículos terrestres. Em seu lugar, usa-se no Brasil álcool anidro a um teor de 20–25%, que é estabelecido pelo Ministério da Agricultura.

Porém, este continua a ser utilizado na gasolina de aviação (Avgas). Com a tecnologia atual, somente é possível atingir um índice de octanagem maior que 100 com viabilidade econômica através da adição do chumbo tetraetila.[3]

Ele é exemplo de um composto organo-metálico, no qual um ou mais grupos orgânicos estão ligados a um átomo de metal. Nesse caso, a molécula pode ser visualizada como quatro grupos etila ligados num átomo de chumbo central em arranjo tetraédrico.

A molécula de tetraetil-chumbo é útil não pelo átomo de chumbo, mas como fonte eficaz de grupos etila. As ligações carbono-chumbo são frágeis e os quatro grupos etila separam-se da ligação com o chumbo na câmara quente de um motor de combustão interna. Eles, então, promovem a queima suave do combustível hidrocarbônico por meio de reações em cadeia.

O chumbo envenena tanto pessoas quanto conversores catalíticos instalados em carros. Tais conversores estão lá para completar a queima do combustível, produzindo dióxido de carbono e água antes que ele escape para a atmosfera e seja convertido em poluentes pelo peróxido de hidrogênio.

Referências

  1. a b c d Registo de Tetraethylblei na Base de Dados de Substâncias GESTIS do IFA, accessado em 28 de Dezembro de 2007
  2. a b Roempp Online - Version 3.5, 2009, Georg Thieme Verlag, Stuttgart.
  3. Homa, Jorge M. (1997), "Aeronaves e Motores, Conhecimentos Técnicos", ASA edições e artes gráficas LTDA, São Paulo-SP

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto orgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.