Texto-tipo Ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Tipo Textual Ocidental é um dos vários tipos textuais usados na crítica textual para descrever e agrupar o carater textual do grego dos manuscritosdo Novo Testamento .

Testemunhos[editar | editar código-fonte]

Sinal Nome Data Conteúdo
\mathfrak{P}37 Papyrus 37 ca. 300 fragmento de Mateus 26
\mathfrak{P}38 Papyrus Michigan ca. 300 fragmento de Atos
\mathfrak{P}48 Papyrus 48 século 3 fragmento de Atos 23
\mathfrak{P}69 Oxyrhynchus XXIV século 3 fragmento de Lucas 22
0171 século 4 fragmento de Mateus e Lucas
(01) ﬡ {Codex Sinaiticus} século 4 João 1:1–8:38
Dea (04) Codex Bezae ca. 400 Evangelhos e Atos
W (032) Codex Washingtoniensis século 5 Marcos 1:1–5:30
Dp (05) Codex Claromontanus século 6 Atos, CE, e epístolas paulinas
Fp (010) Codex Augiensis século 9 Epístolas paulinas
Gp (012) Codex Boernerianus século 9 Epístolas paulinas

Outros manuscritos: \mathfrak{P}25, \mathfrak{P}29 (?), \mathfrak{P}41, 066, 0177, 36, 88, 181 (epístolas paulinas), 255, 257, 338, 383 (Atos), 440 (Atos), 614 (Atos), 913, 915, 917, 1108, 1245, 1518, 1611, 1739, 1836, 1874, 1898, 1912, 2138, 2298, 2412 (Atos).[1]

Notas e referências

  1. David Alan Black, New Testament Textual Criticism, Baker Books, 2006, p. 65.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.