The African Lion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The African Lion
O Leão Africano (PT/BR)
 Estados Unidos
1955 • cor • 75 min 
Direção James Algar
Roteiro James Algar
Winston Hibler
Ted Sears
Jack Moffitt
Elenco Winston Hibler (narrador)
Género Documentário da vida animal
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

The African Lion (br/pt.: O Leão Africano) é um filme/documentário de 1955 dos Estados Unidos, dirigido por James Algar. Filmado durante três anos, com foco na vida dos leões e do complexo eco-sistema da selva africana [1] . Participou do 6º Festival Internacional de Berlim e ganhou o Urso de Prata [2] . De acordo com os créditos, as filmagens ocorreram em Tanganica (atual Tanzânia), Uganda, Quênia e África do Sul (inclusive a Reserva de Zululândia). Música de Paul Smith. As imagens foram dos biólogos Alfred e Elma Milotte para a série de documentários da Walt Disney Productions chamada True-Life Adventures.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após uma breve animação sobre a história e geografia do continente africano, as imagens documentais se iniciam mostrando o Monte Kilimanjaro e a planície africana ou savana onde ele está localizado, chamada de domínios do leão africano, o "rei dos animais". Há uma tomada geral quando aparece um grande número de animais de pastoreio e famílias de leões permanecendo nos arredores. À seguir são mostradas as diferentes espécies de animais, começando pelas presas preferidas dos leões (gnus e antílopes), outros predadores, necrófagos e muitas aves, além de grandes caçadas realizadas por leoas, leopardos e guepardos. Na parte final os animais executam longa marcha em busca d'água, durante o período da "sêca" quando sofrem com flagelos dos gafanhotos e tempestades de areia.

Animais que aparecem no filme[editar | editar código-fonte]

Quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Assim como era comum com os filmes da Disney, houve uma adaptação para quadrinhos, publicada pela primeira vez em novembro de 1955, sendo escrita e desenhada por August Lenox[3] . No Brasil foi publicado na revista Almanaque Disney número 11, de abril de 1972. A trama central, contudo, diverge bastante do documentário, pois nela o protagonista de fato é um leão que vive muitas aventuras inclusive lutando contra um elefante e formando uma nova família,quando encontra uma jovem leoa.

Referências

  1. Bosley Crowther. ""The African Lion" (1955)", The New York Times, 27 de junho de 1952. Página visitada em 25 de outubro de 2009.
  2. 6th Berlin International Film Festival: Prize Winners berlinale.de. Visitado em 27 de dezembro de 2009.
  3. Inducks Acessado em 27-09-14
Outros
  • Os Melhores Filmes de Todos os Tempos, de Alan Smithee, 1995

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
A Dama e o Vagabundo
Lista de filmes da Disney
1950
Sucedido por
A Bela Adormecida
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.