The Apple Dumpling Gang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Apple Dumpling Gang
A gangue em apuros (BR)
 Estados Unidos
1975 • cor • 100 min 
Direção Norman Tokar
Roteiro Don Tait
Elenco Bill Bixby
Susan Clark
Tim Conway
Don Knotts
Harry Morgan
Slim Pickens
Género faroeste
comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Apple Dumpling Gang (br.: A gangue em apuros) é um filme estadunidense de 1975 do gênero "comédia western" produzido pela Disney e dirigido por Norman Tokar. O roteiro de Don Tait adapta a história homônima de Jack Bickham, cujo título original traduzido para a língua portuguesa é "A gangue das tortinhas de maçãs". Buddy Baker compôs a trilha sonora desse e da sequência de 1979, The Apple Dumpling Gang Rides Again. A canção "The Apple Dumpling Gang" que abre os letreiros iniciais é de Shane Tatum e foi cantada por Randy Sparks e The Back Porch Majority.

O filme foi bem de bilheteria e o maior sucesso da Disney na década de 1970. Em outubro de 1980 se tornou o primeiro lançamento desse estúdio para exibição em vídeocassetes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Um cavaleiro solitário chega a cidade californiana do Velho Oeste chamada Quake City, que recebeu esse nome devido aos frequentes terremotos. Ele escapa de ser assaltado pela dupla de ladrões atrapalhados Theodore Olgive e Amos Tucker e vai até o saloon. Ele é o jogador Russell Donovan e diz que está em viagem até New Orleans. Enquanto joga reencontra um conhecido trapaceiro e vagabundo que lhe pede que receba para ele uma carga que chegará na diligência do dia seguinte enquanto viaja até São Francisco. Donovan que perdia no jogo aceita quando este lhe dá cinco dólares.

No dia seguinte, Donovan descobre que a "carga" são três irmãos crianças órfãs - Bobby, Clovis e Celia - e o xerife o obriga a cumprir o trato e ficar cuidando delas. As crianças querem ir para a mina do pai delas e quando estão lá, ocorre um terremoto e o desmoronamento revela uma pepita de 160 quilos de ouro. Donovan leva a pepita para o banco e isso desperta a cobiça de vários ladrões que planejam roubá-la. Também aparecem várias famílias interesseiras querendo cuidar das crianças sob a alegação de que Donovan é solteiro. Russel Donavan então resolve se casar por conveniência com a masculinizada Dusty para dar um lar para os órfãos mas o plano não dá certo quando o vagabundo retorna para reclamar a custódia como tio. As crianças percebem que ele só quer o ouro e resolvem pedir para que Theodore e Amos roubem o banco para que elas possam ficar com Donovan e Dusty.

Tim Conway e Don Knotts[editar | editar código-fonte]

Tim Conway e Don Knotts interpretam um par de bandidos atrapalhados que tenta roubar o ouro das crianças e isso foi a estreia da dupla no cinema. Eles protagonizaram a sequência pois além deles apenas Harry Morgan foi mantido do elenco original. Nessa comédia, o personagem de Conway é o mais burro dos dois e Knotts assume como o "cérebro" da dupla mas é igualmente inepto A dupla faria mais dois filmes (ambos produções independentes e co-escritas por Conway: The Prize Fighter em 1979 e The Private Eyes em 1981). Eles estão também no elenco de Gus de 1976 mas não nas mesmas cenas e o personagem de Tom Bosley assume as características do de Conway nesse filme. Conway e Knotts aparecem rapidamente juntos como um par de patrulheiros rodoviários ineptos em Cannonball Run II de 1984.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]