The Ballad of John and Yoko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"The Ballad of John and Yoko"
Single de The Beatles
Lado B "Old Brown Shoe"
Lançamento Reino Unido 30 de maio de 1969
Estados Unidos 4 de junho de 1969
Formato(s) 7"
Gravação Abbey Road Studios, Londres, 14 de abril de 1969
Gênero(s) Rock
Duração 2:59
Gravadora(s) Apple Records
Composição Lennon/McCartney
Produção George Martin
Cronologia de singles de The Beatles
Último
Último
"Get Back/Don't Let Me Down" (1969)
"Something/Come Together"
(1969)
Próximo
Próximo

"The Ballad of John and Yoko" é uma canção dos Beatles composta por John Lennon, creditada à dupla Lennon-McCartney, e lançada em compacto simples (EP) em 30 de maio de 1969 como lado A, tendo "Old Brown Shoe" de George Harrison como lado B. A gravação foi realizada em 14 de abril de 1969.

A história[editar | editar código-fonte]

Em 8 de dezembro de 1968 sai o divórcio de John Lennon com Cynthia Powell, mãe de seu filho Julian Lennon. Em fevereiro de 1969 sai o divórcio de Yoko Ono com Anthony Cox, pai de sua filha Kyoko. Com isso, o caminho estava aberto para que os dois, John e Yoko, pudessem oficializar a sua união. Na Inglaterra não poderia ser, por um impedimento legal: Yoko não tinha visto de permanência no país. Tencionavam se casar no mar, a bordo de um navio, saindo de Southampton, Inglaterra, que cruzaria o Atlântico. Como não planejaram a viagem com antecedência, não puderam embarcar por falta de vagas. Tentaram ainda cruzar o Canal da Mancha em direção à Holanda, mas estavam sem os passaportes naquele instante. Então, abandonaram a idéia de núpcias no mar e foram para Paris.

De lá, acionaram um administrador da Apple Records, Peter Brown, que os aconselhou a se casarem em Gibraltar e providenciou toda a papelada e os preparativos do casamento. Assim, ele foi realizado, no dia 20 de março de 1969. Para a lua-de-mel o casal seguiu para Paris; e após alguns dias, de carro para o hotel Amsterdam Hilton, na Holanda. Lá, eles que já haviam convocado a imprensa, anunciam o que foi chamado de "Bed-in": um semana de protestos, sem sair da cama, por causa das guerras no mundo. Durante esses sete dias na cama, convidaram várias figuras de conhecimento público para visitá-los, sempre com a presença da imprensa mundial. Em seguida, vão para Viena, Áustria e de lá voltam para Londres, onde tinham encomendado 50 mudas de carvalho que enviariam aos pares para alguns líderes mundiais como símbolo da semente da paz.

Baseada neste episódio, a canção tinha o seguinte refrão: "Christ you know it ain't easy, you know how hard it can be. The way things are going, they're going to crucify me". ("Cristo, Você sabe como não é fácil, Você sabe quão difícil pode ser. Do jeito que as coisa vão, eles vão me crucificar"), John Lennon compôs a letra. A música atingiu o primeiro lugar nas paradas de sucesso na Inglaterra, nos EUA e em vários países ao redor do mundo. Por causa do refrão com menção à Cristo e à crucificação, a música foi boicotado pela maioria das rádios americanas e inglesas, e proibida na Austrália.

A gravação[editar | editar código-fonte]

Nesta gravação só John Lennon e Paul McCartney participam. Os outros dois Beatles estavam ausentes, Ringo filmando com Peter Sellers e George fora do país. John Lennon tinha pressa e por isso convenceu Paul a ir gravar junto com ele. A gravação foi realizada em uma só sessão (que durou 8 horas e meia) no dia 14 de abril de 1969. Esta foi a primeira música dos Beatles que não teve mixagem para mono; só foi produzida em estéreo

Os músicos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Turner, Steve. A Hard Day's Write: The Stories Behind Every Beatles' Song, Harper, New York: 1994, ISBN 0-06-095065-X
  • Lewisohn, Mark. The Complete Beatles Recording Sessions: The Official Story of the Abbey Road Years, Hamlyn Publishing Group Limited, London: 1988, ISBN 0-600-55798-7
  • Woodall, James. "John Lennon e Yoko Ono: Dois Rebeldes, uma Lenda Pop", Rio de Janeiro: Gryphus, 1999, ISBN 99-0180

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
"Dizzy" de Tommy Roe
Número um na UK Singles Chart
14 de junho de 19695 de julho de 1969
Sucedido por
"Something in the Air" de Thunderclap Newman


Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.