The Bellboy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
The Bellboy
O Mensageiro Trapalhão (BR)
 Estados Unidos
1960 • preto e branco • 72 min 
Direção Jerry Lewis
Produção Jerry Lewis
Ernest D. Glucksman
Roteiro Jerry Lewis
Elenco Jerry Lewis
Alex Gerry
Bob Clayton
Milton Berle
Género comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Bellboy (no Brasil, O Mensageiro Trapalhão), é um filme de comédia de 1960, escrito, produzido, dirigido e protagonizado por Jerry Lewis.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme começa com um executivo cinematográfico apresentando-o. Ele explica que o filme em si não tem uma história centrada, mas que simplesmente mostra Jerry Lewis como Stanley, um mensageiro, que se mete em absurdas situações, se safando delas de uma cena para outra. Stanley não fala, exceto por alguns segundos antes do desfecho do filme.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • As filmagens foram do dia 8 de Fevereiro a 5 de Março de 1960 e marca a estréia de Jerry Lewis como diretor. Elas ocorreram no Fontainebleu Hotel na California. Lewis tinha filmado ali durante a sua temporada de shows no hotel.
  • Antes das filmagens começarem, Jerry Lewis consultou a opinião de Stan Laurel sobre o roteiro. Como Laurel tinha trabalhado em filmes mudos e sabia sobre pantomima, ele ofereceu a Lewis sugestões para o filme. Não se sabe se Lewis aplicou elas para o filme ou não.
  • Jerry Lewis pronunciou 24 palavras no filme somente na cena final como o mensageiro. Como ele mesmo, ele pronunciou somente 16 palavras.
  • Jerry Lewis e Milton Berle interpretam mensageiros e eles mesmos. Lewis como ele mesmo vê Berle como Mensageiro e Berle como ele mesmo, fala com Lewis como o Mensageiro.
  • No filme, o co-roteirista de Jerry Lewis, Bill Richmond aparece várias vezes como Stan Laurel. A sua imitação, com o personagem mudo de Lewis e as imagens em preto e branco mostram a intenção de Lewis em se fazer um filme mudo.
  • Outro filme de Lewis, Cinderfella, estava para ser lançado no verão daquele ano (1960), mas Jerry quis que a Paramount esperasse até o Natal, para que fosse um filme para toda a família. Como a Paramount queria um filme para o verão de qualquer jeito, Lewis foi obrigado a gravar The Bellboy sob um prazo de quatro semanas, com ele mesmo no cargo de diretor pois, ninguém outro iria conseguir completar o filme sob um prazo tão curto.
  • Jerry Lewis escreveu o roteiro em apenas oito dias. Seu roteiro contou com 165 páginas, equivalente a um filme com uma duração de 2 horas e meia. Mas como deram um prazo a ele de quatro semanas para rodar o filme inteiro, muitas cenas que estavam prontas em seu roteiro tiveram que ser excluídas, dando ao filme a duração de 71 minutos, equivalente a 1 hora e 11 minutos.
  • Este filme foi o primeiro a ser feito com o video assist. Lewis queria arrumar um jeito em que ele pudesse vê-lo no cargo de diretor, até quando ele mesmo estava em cena. Com isso, ele teve a idéia em usar um vídeo monitor para rever a cena pouco depois de ela ter sido gravada. Com essa invenção, Lewis foi premiado com o Golden Light Technical Achievement Award e se responsabilizou por sua evidência.
  • O filme arrecadou 10 milhões de dólares somente nos EUA.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o