The Big Four

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Big Four
As Quatro Potências do Mal (PT)
Os Quatro Grandes (BR)
Autor (es) Agatha Christie
Idioma inglês
País Reino Unido
Género romance policial
Editora William Collins & Sons
Lançamento 27 de janeiro de 1927
Páginas 282 (1ª edição, capa dura)
Edição portuguesa
Tradução Maria Gaspar
Editora Livros do Brasil
Lançamento 1982
Páginas 365
Edição brasileira
Tradução Maria Marta de Miranda
Editora Editora Nova Fronteira
ISBN 000.85.209.0616-8
Cronologia
Último
Último
The Murder of Roger Ackroyd
The Mystery of the Blue Train
Próximo
Próximo

The Big Four (Os quatro grandes, no Brasil[1] / As quatro potências do mal ou Os Quatro Grandes[2] , em Portugal) é um romance policial de Agatha Christie, publicado em 1927, protagonizado pelo detetive Hercule Poirot, Capitão Hastings e pelo Inspetor Japp. A origem da obra são vários contos anteriormente publicados na revista The Sketch, unidos de forma mais ou menos artificial.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Poirot se prepara para viajar ao Rio de Janeiro, quando uma visita inesperada o faz mudar de opinião, um homem à beira da morte chega a casa do detetive referindo-se insistentemente aos quatro grandes, dos quais o número um é o chinês Li Chang Yen, o número dois um multimilionário norte-americano, o número três é uma cientista francesa, e o número quatro é "O Destruidor", após isso o visitante caiu morto, o fato causa em Poirot uma reação inesperada, pois é um dos poucos que acredita na história.

Poirot inicia então a maior investigação de sua carreira para descobrir e derrotar essa grande organização cujo objetivo é acabar com a civilização ocidental e dominar o mundo, se tornando os grandes ditadores do mundo. O primeiro passo do detetive é descobrir tudo sobre Li Chang Yen com a ajuda de John Ingles, um dos maiores conhecedores da cultura chinesa em toda a Europa, descobre então a identidade do número dois, o multimilionário Abe Ryland(que havia chamado Poirot a América do Sul), o número três, madame Olivier uma das maiores cientistas de todo o mundo, e finalmente o número quatro "O Destruidor", um ator de teatro que usando diversas identidades conseguiu enganar Poirot e Hastings. O detetive precisa então contar com a ajuda de uma de suas maiores inimigas, a condessa de Rossakoff para acabar de vez com os quatro.

Neste livro Hercule Poirot chega a simular sua morte para tentar derrotar os quatro grandes, além disso inventa um irmão fictício Achille Poirot(uma sátira a Aquiles), sob a pele do qual engana Hastings, e aos criminosos.

Referências

  1. Editora Nova Fronteira
  2. Na primeira versão portuguesa intitulava-se As Quatro Potências do Mal», porém na primeira edição na Edições Asa, em 2003, chama-se Os Quatro Grandes


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.