The Chess Players (pintura)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Chess Players
Autor Thomas Eakins
Data 1876
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 29,8 cm × 42,6 cm
Localização Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque

The Chess Players é uma pintura de gênero de 1876 do artista norte-americano Thomas Eakins (1844–1916). É uma pequena Óleo sobre tela retratando o pai de Eakins observando uma partida de xadrez. Os dois jogadores são Bertrand Gardel (esquerda), um professor de francês idoso, e de alguma forma o jovem George Holmes, um pintor. Os homens estão num escuro, num salão de festas Vitoriano almofadado em madeira com um tipo de luz que sugere um final de tarde. A partida está bem desenvolvida e muitas peças foram removidas do tabuleiro. Holmes, o mais jovem, parece estar vencendo a partida uma vez que capturou a Dama do seu oponente (cujo topo aparece na gaveta lateral da mesa), e sua Dama está bem posicionada no centro do tabuleiro. Eakins pintou o quadro para seu pai, e o assinou em Latim , "BENJAMINI. EAKINS. FILIUS. PINXIT. '76"—"o filho de Benjamin Eakins pintou isto"—em pequenas letras na gaveta da mesa.

O autor Martin Berger analisou o contéudo da pintura em detalhes, encontrando uma evocação da passagem do tempo e relacionando com um significado altamente pessoal da vida de Eakins. O jogador jovem tenta matar o Rei do jogador mais velho numa analogia ao Complexo de Édipo.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Berger, Martin (2000). Man made: Thomas Eakins and the construction of Gilded Age manhood. University of California Press, pp. 71–84.
Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.