The Fairly OddParents in: Abra Catastrophe!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Fairly OddParents in: Abra Catastrophe!
Os Meus Padrinhos são Mágicos: Abra-Catastrophe: O Filme (PT)
Os Padrinhos Mágicos: Abracatástrofe!: O Filme (BR)
 Estados Unidos
2002
Gênero animação
Idioma inglês

Abracatástrofe é o primeiro filme do programa The Fairly OddParents, e foi exibido pela primeira vez no dia 12 de Julho de 2002 e criado por Butch Hartman.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa com Timmy tendo um sonho que seus Padrinhos Mágicos, Cosmo e Wanda fizeram para ele, para que podessam organizar a festa de Fadaniversário. Assim que Timmy acorda ele se depara com uma festa em seu quarto. No fim da festa ele recebe um Bolinho Mágico de Jorgen Von Strangle. O Bolinho Mágico é um bolinho sem regras que se pode pedir tudo, menos o bolinho com um gosto melhor pois o gosto do bolinho não era dos melhores. No decorrer da história o Bolinho cai nas mãos do macaco de A.J., Bipy que pede para que o mundo vire um Mundo dos Primatas. Mas Crocker acha o bolinho e pede para que o Mundo dos Primatas vire o Mundo Crocker e Timmy tentará fazer que o mundo volte ao normal.

Os Primatas[editar | editar código-fonte]

Quando o bolinho cai nas mãos de Bipy (macaco do AJ), o mundo é dominado pelos macacos e os padrinhos mágicos tem que ser da espécie dominante da Terra e então Cosmo e Wanda ficam sendo os padrinhos de Bipy. A cidade Dimmsdale ganha seu novo nome: Chimpsdale (originalmente pronunciado como "Chimpandale", A cidade dos Primatas.

Crocker[editar | editar código-fonte]

Logo após Bippy desejar que o mundo volte ao normal, Crocker consegue comer o bolinho e pede uma rede que capture fadas, ele captura a Wanda e a aprisiona no globo. Timmy aparece na cidade e enfrenta o professor Crocker, que está hiperpoderoso e louco com o poder que conquistou. Então, durante a batalha, Cosmo reaparece com muitos músculos (obtidos, segundo ele, pela fita 'peitorais maciços em 5 minutos') e enfrenta Crocker. Quando Cosmo parcialmente o derrota, ele conversa com Wanda e Crocker, que estava caído no chão, aperta um botão que suga Cosmo para dentro do globo. O mundo vira o mundo do Crocker, onde todos usam fardamentos com um C no peito, todos gostam de camarão empanado e lêem o Crockerdiário, o novo jornal de Scravodale. Crocker e Timmy lutam em diversos locais (nos anéis de saturno, no Egito Antigo e logo depois vão parar no universo sub-atômico dentro de uma borracha, daquelas encontradas em lápis comuns). Crocker descobre a identidade de Timmy (que estava usando uma máscara que lhe foi dada no seu Fadaniversário. Até então Crocker achava que ele era 'um dos comediantes mais amados da América') e percebe que já que ele não tem poder para derrotá-lo, os pais dele teriam. Crocker escapa e vai atrás dos pais de Timmy, obrigando ele a se render caso contrário mandaria seus pais para a superfície do Sol. Timmy supostamente se rende e pede a Crocker que o deixe falar com seus pais pela última vez. Crocker acorrenta Timmy e reluta em atender seu pedido, mas acaba concedendo-o a Timmy. Então, é revelado que as criaturas mágicas que Crocker possui em seu cetro são os padrinhos mágicos de Timmy, e já que o mesmo quebrou a regra de mantê-los em segredo, os dois são tirados de Crocker, que perde os poderes. Os pais de Timmy lutam com Crocker para puni-lo pelo que fez, e então no meio da luta, o bolinho mágico cai perto de Timmy (nessa cena há uma falha grotesca, pois ele está totalmente acorrentado, mas mesmo assim consegue pegar o bolinho, e a mão dele aparece totalmente livre, sem correntes). Timmy come todo o bolinho e deseja que Cosmo e Wanda sejam seus padrinhos mágicos outra vez. Os dois voltam e abraçam Timmy, que deseja que tudo volte ao normal e que todos esqueçam que ele tem Padrinhos Mágicos. Então, é lançada uma das magias mais poderosas desejadas por Timmy até então, pois Crocker havia alterado o mundo à sua (louca) imagem e semelhança. Tudo volta ao normal: Crocker obcecado por fadas, os pais de Timmy passam a falar a verdade, e as fadas retornam a seus afilhados na Terra. Vale lembrar que os cenários são um dos pontos altos da história, pois foram desenvolvidos em 3D, assim como a magia que Timmy pede ao final de tudo.

Fadaniverssário[editar | editar código-fonte]

Quando uma criança que tem padrinhos mágicos e completa um ano com eles (caso muito difícil), ela ganha um fadaniverssário, onde todas as criaturas mágicas que conhece estarão lá, caso de Timmy Turner.

Alguns personagens que compareceram[editar | editar código-fonte]

  • Jorgen Von Estranho
  • Fada dos Dentes
  • Cosmo
  • Wanda
  • Papai Noel
  • Coelho da Páscoa
  • "Sr. Cabelo de Chapinha Jr." (pianista)
  • Mama Cosma
  • Ano Novo
  • 1º de Abril
  • Juandissimo Magnifico
  • Cupido

Bolinho de Fadaniversário[editar | editar código-fonte]

É um bolo que cria desejos sem restrições. Alguns desses desejos são:

  • Um enxaguante bucal
  • O mundo dominado pelos macacos
  • Uma rede que captura fadas
  • Cosmo e Wanda de volta

Presentes do Timmy[editar | editar código-fonte]

Eles são:

  • Espelho Mágico (Juandissimo)
  • Óculos "vira tudo" (1º de Abril)
  • Fio Dental da verdade (da Fada dos Dentes)
  • Arco e Flecha (Cupido)
  • Ovos Explosivos (Coelho da Páscoa)
  • Trouxa do Papai Noel (para guardar tudo)
  • Bolinho de Fadaniversário
  • Mochila a Jato (Jorgen)

Referências

Frases[editar | editar código-fonte]

  • Ô peitinho poderoso (Crocker diz essa frase depois de Cosmo refletir um raio lançado pelo globo onde Wanda está presa).
  • Cosmo: Era isso ou ele queria outra banana...eu não sei, posso ter me confundido!
  • Timmy: Sei…não sei não.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o dublador Alexandre Drummond foi cotado a dublar a voz de Timmy Turner, mas se recusou, porque agora foi substituído por Thiago Farias (a segunda voz de Timmy Turner).

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.