The Golden Age of Grotesque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Junho de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Golden Age of Grotesque
Álbum de estúdio de Marilyn Manson
Lançamento México5 de Maio de 2003
Alemanha 12 de Maio de 2003
CanadáInglaterraEstados Unidos 13 de Maio de 2003
Austrália 19 de Maio de 2003
Japão17 de Junho de 2003
Gênero(s) Metal industrial
Metal alternativo
Duração 57:40
Gravadora(s) Nothing Records, Interscope Records
Produção Marilyn Manson, Tim Skold
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Marilyn Manson
Último
Último
Holy Wood (In the Shadow of the Valley of Death)
(2000)
Lest We Forget: The Best of
(2004)
Próximo
Próximo

The Golden Age of Grotesque é o quinto álbum de estúdio da banda Marilyn Manson, lançado em 2003.

A sonoridade deste The Golden Age of Grotesque é bastante diferente de seus álbuns anteriores, graças à Tim Skold, que entrou substituindo Twiggy Ramirez no baixo. O baixo futurístico e os arranjos em geral são mais eletrônicos e criam um paradoxo com a intenção de Manson de ser um disco voltado para a primeira metade do século XX. Com isso, o teclado ganha força quando o assunto é distorcer sons e a bateria perde impacto, cedendo-se à programação eletrônica e à já utilizada bateria eletrônica. A guitarra de John 5, porém, entra mais rasgada, assim como o baixo de Skold. Essa mistura de instrumento com mixagem resulta num dos álbuns mais experimentais da banda, assim como Mechanical Animals, de 1998. The Golden Age of Grotesque é de longe, um dos melhores trabalhos da Banda.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Thaeter" - 1:14 (Marilyn Manson, Madonna Wayne Gacy, Tim Skold)
  2. "This Is the New Shit" - 4:19 (Manson, Skold)
  3. " Mobscene " - 3:25 (Manson, John 5)
  4. "Doll-Dagga Buzz-Buzz Ziggety-Zag" - 4:11 (Manson, Skold)
  5. "Use Your Fist and Not Your Mouth" - 3:34 (Manson, 5)
  6. "The Golden Age of Grotesque" - 4:05 (Manson, 5)
  7. "(s)AINT" - 3:42 (Manson, 5, Skold)
  8. "Ka-boom Ka-boom" - 4:02 (Manson, 5, Skold)
  9. "Slutgarden" - 4:06 (Manson, 5)
  10. "♠" (símbolo que significa "Espadas") - 4:34 (Manson, 5)
  11. "Para-noir" - 6:01 (Manson, 5, Skold, Gacy,)
  12. "The Bright Young Things" - 4:19 (Manson, 5)
  13. "Better of Two Evils" - 3:48 (Manson, 5, Skold, Gacy)
  14. "Vodevil" - 4:39 (Manson, 5, Skold)
  15. "Obsequey (The Death of Art)" - 1:48 (Manson, Skold)

Banda[editar | editar código-fonte]

  • Ginger Fish - Bateria e Direção de Ritmo.
  • Lily & Pat - Voz em ("mOBSCENE" e "Para-noir").
  • Marilyn Manson - Voz, Sintetizador, Teclado, Loops, Edição.
  • John 5 - Guitarra e Piano
  • Tim Skold - Baixo, Guitarra, Acordeon, Teclado, Loops, Edição Digital, Programação de Bateria, Eletrónicos, Batidas
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Marilyn Manson é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.