The Graveyard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Graveyard
Álbum de estúdio de King Diamond
Lançamento 30 de setembro de 1996
Gravação The Dallas Sound Lab, entre março e maio de 1996
Gênero(s) Heavy Metal
Duração 61:11
Gravadora(s) Massacre Records
Produção King Diamond
Tim Kimsey
Andy La Rocque
Cronologia de King Diamond
Último
Último
The Spider's Lullabye
(1995)
Voodoo
(1998)
Próximo
Próximo


The Graveyard é um disco conceitual da banda King Diamond lançado em 1996. Também foi o primeiro disco da banda King Diamond lançado pela gravadora Massacre Records.

O disco foi remasterizado por Andy LaRocque e re-lançado em 2009.

Este disco é um dos álbuns da banda King Diamond de maior sucesso, alcançando a posição #23 nas paradas finlandesas e permanecendo por duas semanas no Top 40.[1]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. The Graveyard (1:22)
  2. Black Hill Sanitarium (4:28)
  3. Waiting (4:26)
  4. Heads On The Wall (6:20)
  5. Whispers(0:31)
  6. I'm Not A Stranger (4:03)
  7. Digging Graves (6:55)
  8. Meet Me At Midnight (4:46)
  9. Sleep Tight Little Baby (5:38)
  10. Daddy (3:22)
  11. Trick Or Treat (5:09)
  12. Up From The Grave (3:18)
  13. I Am (5:50)
  14. Lucy Forever (4:56)

Créditos[editar | editar código-fonte]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Nesta história, o personagem de King é um empregado de um prefeito pervertido e imoral, o prefeito McKenzie. Uma noite, o personagem de King flagra seu chefe, o prefeito, molestando sua filha Lucy. King não mantém segredo sobre isso, mas o prefeito diz que King é louco e tranca-o no manicômio Black Hill. Depois de anos preso no manicômio King vê sua chance de escapar e aproveita-a. Agora destruído mentalmente, King foge para o cemitério local para se esconder da polícia. Traçando sua vingança contra o prefeito McKenzie e matando as pessoas que passam pelo cemitério à noite, King está obcecado com o boato de que se você morrer em um cemitério e perder a cabeça, sua alma não escapa e vive para sempre em sua cabeça. Com esse pensamento em sua mente ele sequestra Lucy McKenzie, a filha do prefeito, e chama o prefeito até o cemitério para que eles dois joguem um jogo. Eventualmente, o prefeito McKenzie chega depois que King o chama por telefone. Antes do prefeito chegar, King enterra Lucy (que está consciente) em um dos sete túmulos vazios. Ela é enterrada no túmulo que tem escrito "LUCY PARA SEMPRE" na lápide.

King, eventualmente, revela-se ao prefeito e propõe-lhe um jogo. O prefeito deve desenterrar sua pequena filha de uma das sete sepulturas enquanto usa uma venda nos olhos. Há sete covas e ele têm três chances de adivinhar em qual túmulo está enterrada Lucy ou então ele vai matar os dois. O prefeito adivinha a sepultura correta em sua terceira tentativa, mas King nocauteia, arrasta-o para seu túmulo e amarra-o.

Enquanto o prefeito recupera lentamente a consciência, King desenterra Lucy e leva-a para fora do caixão. King começa a torturar o prefeito. Para a surpresa de King, Lucy acaba puxando uma corda que solta um pedaço de vidro quebrado de uma janela quebrada da capela em direção a King, decapitando-o. A lenda que ele estava obcecado acaba se tornando realidade e, como sua cabeça viva, pede para Lucy não deixá-lo. Para seu alívio, Lucy pega a cabeça de King e coloca em sua mochila. Então, King pode ficar com Lucy para sempre.[2]

Referências

  1. Steffen Hung. King Diamond - The Graveyard finnishcharts.com. Página visitada em 2014-01-02.
  2. Lyrics: http://www.darklyrics.com/lyrics/kingdiamond/thegraveyard.html
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de King Diamond é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.