The Great Train Robbery (1903)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Great Train Robbery
O grande assalto ao comboio (PT)
O grande roubo do trem[1]
O Roubo do Grande Expresso[2]
 (BR)
 Estados Unidos
1903 • P&B • 12 min 
Direção Edwin S. Porter
Roteiro Scott Marble (história de 1896)
Edwin S. Porter (roteiro)
Elenco Justus D. Barnes
Gilbert M. Anderson
Género Western
Idioma Mudo
Página no IMDb (em inglês)

The Great Train Robbery (br: O grande roubo do trem; pt: O grande assalto ao comboio) é um filme estadunidense de 1903 dirigido por Edwin S. Porter, antigo operador de câmera de Thomas Edison. Foi produzido pelo Edison Studios, e distribuído por Edison Studios e Kleine Optical Company, sendo lançado em 1 de dezembro de 1903[3] .

Com apenas doze minutos de duração, é um dos grandes marcos da história do cinema e um dos responsáveis, pelo grande sucesso que teve na época, por mostrar a viabilidade da indústria cinematográfica. É considerado também o segundo filme western, sendo mais antigo apenas Kit Carson. O elenco inclui A.C. Abadie, Broncho Billy Anderson e Justus D. Barnes, embora nenhum ator tenha sido creditado.

Inovações[editar | editar código-fonte]

Além de ser um dos primeiros exemplos de narrativa realista no cinema, o filme foi inovador em outros aspectos: é o primeiro a ter filmagem em ambientes externos, primeiro a ser filmado em vários locais, primeiro a utilizar bonecos como "duplos" dos atores e pioneiro na utilização de movimentos de câmera e no uso, ainda muito incipiente, da montagem paralela.

Cortes para mostrar ações em locais paralelos e o uso do zoom, técnica avançada para a época, na famosa cena do tiro em direção à platéia foram também utilizados.

Como segundo filme western da história, estabeleceu alguns paradigmas do gênero, como os tiros que forçam uma pessoa a dançar, as perseguições a cavalo e o tiroteio final[2] .

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Justus D. Barnes na famosa cena do tiro em direção à platéia. Geralmente, os espectadores reagiam com medo à cena, depois com alívio e até com risos.

O filme inicia apresentando dois bandidos mascarados, em um escritório de telégrafo da estrada de ferro, onde eles forçam o operador com uma arma para parar o trem e dar ordens para encher o trem no tanque de água na estação. Depois eles o derrubam e amarram. Quando o trem pára de abastecer, os bandidos, agora quatro, embarcam no trem e, enquanto dois dos bandidos entram um carro expresso, matam um mensageiro e abrem uma caixa de objectos de valor com dinamite, os outros param o trem e desconectam a locomotiva.

Os bandidos então forçam os passageiros para fora do trem e saqueiam os seus pertences. Um passageiro tenta escapar, mas é imediatamente abatido. Carregando seus despojos, os bandidos escapam na locomotiva, posteriormente parando num vale de onde continuam a cavalo.

No escritório de telégrafo, o operador acorda e tenta fugir, entrando em colapso novamente. Sua filha entra e restaura sua consciência, jogando água em seu rosto. Ele vai para um salão de dança próximo para obter assistência, e os homens pegam suas armas e perseguem os bandidos, e em um tiroteio final, todos os bandidos são mortos.

Uma cena adicional é incluída no filme. Há um close-up do líder dos bandidos, interpretado por Justus D. Barnes, disparando em direção à câmera. Enquanto geralmente colocada no final, Porter declarou que a cena também poderia ser colocada no início do filme.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Os bandidos fogem sob o fogo dos perseguidores.
  • Alfred C. Abadie … Sherife
  • Broncho Billy Anderson … Bandido
  • Justus D. Barnes … Bandido que atira contra a Câmera
  • Walter Cameron … Sherife
  • Donald Gallaher … garoto
  • Frank Hanaway … Bandido
  • Adam Charles Hayman … Bandido
  • John Manus Dougherty, Sr. … Bandido
  • Marie Murray … dançarina
  • Mary Snow … garota
  • George Barnes (não-creditado)
  • Morgan Jones (não-creditado)

O ator Tom London é creditado em diversos impressos de The Great Train Robbery, porém só tinha 14 anos na época, o que pode tornar improvável sua participação no filme.

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • Edison Studios fez uma paródia de “The Great Train Robbery”, intitulado “The Little Train Robbery” (1905), com um elenco infantil em que uma quadrilha de bandidos mantém-se em um mini trem e tenta roubar suas bonecas e doces[4] .
  • A cena final é homenageada por Martin Scorsese em Goodfellas, quando o personagem de Joe Pesci dispara uma arma para a câmera no final do filme.
  • Ridley Scott também homenageou o filme, após os créditos finais de American Gangster, quando o personagem de Denzel Washington dispara uma arma para a câmera.
  • Acredita-se que a seqüência com Justus D. Barnes foi a inspiração para a seqüência de cena com arma em filmes de James Bond.
  • O filme foi reeditado dentro de “A Invenção de Hugo Cabret”, de Martin Scorsese, em 2011.

Gilbert M. Anderson[editar | editar código-fonte]

Broncho Billy Anderson, que inspirou-se no sucesso do filme para dedicar-se aos seus próprios westerns.

Gilbert M. Anderson atuou no filme e, vendo o filme pela primeira vez em um teatro de vaudeville e observando a reação positiva do público, ele decidiu trabalhar exclusivamente na indústria cinematográfica. Ele começou a escrever, dirigir e atuar em seus próprios westerns, sob o nome Gilbert M. Anderson, criando posteriormente, ao lado de George Kirke Spoor, o Essanay Studios ("S and A" de Spoor e Anderson), um dos maiores estúdios dos primórdios do cinema, e lançando, em 1909, seu primeiro western, Broncho Billy and the Baby Anderson, começando aí a série de westerns com o personagem, e fazendo de Gilbert o primeiro cowboy estelar, "Broncho Billy".[5]

Filme no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em Cine Silencioso, há o relato da estreia de um filme sob o título “Assalto e roubo num trem”, no Cine Maison Moderne, no Rio de Janeiro, a 20 de janeiro de 1907, pela Empresa Paschoal Segreto. Aventa-se a possibilidade de ser “O Grande Roubo do Trem[6] .

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. O Grande Roubo do Trem no IMDB
  2. a b Mattos, A. C. Gomes de. A Outra Face de Hollywood: Filme B. [S.l.]: Rio de Janeiro: Rocco. ISBN 85-325-1496-0.
  3. The Great Train Robbery no Silen era
  4. Overview of Edison Motion Pictures by Genre - Drama & Adventure. Visitado em 2012-10-11.
  5. Kiehn, David.. Broncho Billy and the Essanay Film Company. Berkeley, Calif: Farwell Books, 2003. ISBN 0-9729226-5-2. , p. 162.
  6. Assalto e roubo num trem no Cine Silencioso

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.