The Green Hornet (2011)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Green Hornet
Green Hornet (PT)
O Besouro Verde (BR)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
2011 • cor • 119 min 
Direção Michel Gondry
Produção Neal H. Moritz
Roteiro Seth Rogen
Evan Goldberg
Elenco Seth Rogen
Jay Chou
Christoph Waltz
Cameron Diaz
Género ação e comédia
Idioma Inglês
Música James Newton Howard
Cinematografia John Schwartzman
Edição Michael Tronick
Estúdio Original Film
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 14 de janeiro de 2011
Portugal 3 de fevereiro de 2011
Brasil 18 de fevereiro de 2011
Orçamento US$ 120 milhões[1]
Receita US$ 227.817.248[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Green Hornet (O Besouro Verde (título no Brasil) ou Green Hornet (título em Portugal)) é um filme estadunidense de 2011, dos gêneros ação e comédia, baseado no personagem de mesmo nome que teve origem em um programa de rádio na década de 1930 e já apareceu em série de televisão, história em quadrinhos e outras mídias. Dirigido por Michel Gondry, o filme é estrelado por Seth Rogen, Jay Chou, Christoph Waltz e Cameron Diaz.

O filme foi lançado na América do Norte em 14 de janeiro de 2011, em versões como RealD Cinema e IMAX 3D.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Britt Reid é um milionário imaturo e irresponsável de 28 anos de idade, filho do viuvo James Reid, editor e proprietário do jornal de Los Angeles The Daily Sentinel ("O Sentinela Diário"). Pai e filho nunca se deram bem e quando James é encontrado morto devido a uma reação alérgica em função da picada de um inseto, Britt demite todos os empregados domésticos do pai. Um dos demitidos é o mecânico asiático Kato, que acaba sendo recontratado quando Britt descobre que era ele quem fazia o excelente café que tomava diariamente.

Ao contar ao patrão o segredo de seu café ser tão bom, Kato se revela um inventor genial e um mestre das artes marciais. Os dois se tornam amigos e saem à noite para beber e farrear num carro todo equipado por Kato e acabam espancando uma gangue de traficantes que ameaçava um casal na rua. Britt fica entusiasmado e propõe a Kato começarem a agir como super-heróis diferentes, fazendo com que todos pensem que são vilões. Para dar prosseguimento a seus planos, Britt contraria o veterano editor Mike Axford e faz seu jornal dar imensa publicidade e grandes manchetes ao novo vilão, apelidado de "Besouro Verde". Ele começa a ir diariamente ao jornal para orientar a campanha e contrata a bela e inteligente secretária Lenore Case, especialista em jornalismo e criminologia. A moça usa seus conhecimentos para "prevêr" os próximos passos do Besouro Verde e Britt aproveita essas ideias para pô-las em prática durante a noite. Mas as coisas começam a sair do controle quando ele e Kato são igualmente atraídos por Lenore e acabam brigando. Além disso, suas ações afetam os negócios na cidade do poderoso mafioso russo Benjamin Chudnofsky que resolve se livrar do Besouro.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A revista Variety noticiou em outubro de 1992 que O Besouro Verde tinha os direitos representados pela Leisure Concepts Inc. e que a sua comercialização estava no "limbo",[2] apesar de já estar em curso negociações com a Universal Pictures.[3] Em setembro de 1993, Chuck Pfarrer havia finalizado o roteiro.[4] Rich Wilkes foi contratado para reescrever o roteiro de Pfarrer e que teria levado George Clooney a assinar um contrato para atuar no filme. Clooney saiu do projeto em dezembro de 1995 para protagonizar Batman e Robin e Greg Kinnear foi cogitado para o papel do Besouro Verde.[5] Jason Scott Lee tinha assinado na mesma época para atuar como Kato.[5] A Universal contratou o diretor de videoclips Michel Gondry em janeiro de 1997 para dirigir o que seria o seu primeiro filme de longa-metragem.[6] Gondry reescreveu o roteiro de Wilkes junto de Edward Neumeier. Ao sair do projeto ele afirmou (em tradução livre) "após um ano e meio, o projeto foi engavetado pelo estúdio... Nós já tínhamos desenhado os carros, as armas... [7] Lawrence Gordon e Lloyd Levin tinham assinado como produtores em janeiro de 1997.[6] Foi oferecido o papel do protagonista a Mark Wahlberg,[8] mas a aprovação para o início das filmagens continuava incerta.[7]

Em abril de 2000 foram iniciadas as negociações com Jet Li para que ele interpretasse Kato[9] com o cachê de 5.2 milhões de dólares mas 5% da bilheteria.[10] Dark Horse Entertainment e Charles Gordon indicaram Larry Gordon e Lloyd Levin para produtores.[9] Christopher McQuarrie tinha escrito um roteiro em junho de 2000,[10] mas como continuava incompleto em outubro, Li acertou para trabalhar em The One mas permanecia ligado a The Green Hornet.[11] Após gastos de quase 10 milhões de dólares em desenvolvimento desde 1992, a Universal ofereceu os direitos de The Green Hornet em novembro de 2001, quando Li e os produtores não estavam mais envolvidos. Paramount e Columbia Pictures mostraram interesse mas a Miramax Films assumiu os direitos em um negócio de aproximadamente 3 milhões de dólares, segundo a Variety.[12] Em maio de 2003 o Estúdio negociava com as fabricantes de automóveis para a construção do Black Beauty ("Beleza Negra", o carro do Besouro Verde). Variety notou que o negócio atingiria a cifra recorde de 35 milhões.[13]

Em fevereiro de 2004, o presidente da Miramax Harvey Weinstein contratou o cineasta e quadrinista Kevin Smith para escrever e dirigir o filme.[14] Jon Gordon e Hannah Minghella eram agora os produtores, com Harold Berkowitz e George Trendle, filho do co-criador do personagem, como produtores executivos.[14]

Smith indicou Jake Gyllenhaal para ser o protagonista em março de 2004.[15] Em meados de novembro daquele ano, ele afirmara que tinha escrito cerca de 100 páginas e estimado outras 100 para completar o trabalho.[16] Em fevereiro de 2006, foi anunciado que Smith estava fora do projeto.[17] Smith vendeu seus escritos para quadrinhos para a Dynamite Entertainment que lançou a série Green Hornet de onze revistas em 2010.[18] [19]

Em março de 2007, o produtor Neal H. Moritz que tentara durante anos adquirir os direitos do personagem, finalmente o conseguiu e a Columbia Pictures entrou na produção.[20] Em julho de 2007 Seth Rogen foi indicado para ser o protagonista além de co-escrever o roteiro com seu frequente colaborador Evan Goldberg. A Columbia também contratou Rogen como produtor executivo de The Green Hornet.[21] Em julho de 2007, Rogen afirmou que o roteiro não estava finalizado mas adiantava que o filme teria o estilo "dupla de amigos" com muito humor, como Lethal Weapon e 48 Hrs..[22] Em setembro de 2008, a Columbia Pictures anunciou o filme e a contratação do astro de Hong Kong Stephen Chow para dirigir e co-estrelar como Kato.[23] Chow desistiu da direção no mês seguinte alegando incompatibilidades criativas.[24] Em 24 de fevereiro de 2009, a Columbia Pictures anunciou Michel Gondry para dirigir o filme, com Chow permanencendo como Kato.[25] [26] Gondry voltava assim ao projeto, depois de ter trabalhado na versão de 1997 a ser filmada pela Universal Pictures que acabou desistindo.[6]

Chow saiu de vez do projeto em julho de 2009.[27] Em agosto foi substituído pelo cantor taiwanense Jay Chou.[28] O Estúdio contatou então Nicolas Cage para ser o vilão mafioso, e Cameron Diaz para o papel de Lenore Case (no programa original ela era chamada de "Leonore").[28] Cage não acertou a participação.

Os produtores queriam que Van Williams, que interpretara o Besouro Verde na série de TV dos anos de 1960, fizesse uma participação especial como o guarda do cemitério, mas o ator não estava disponível.[29]

Produção[editar | editar código-fonte]

Locações[editar | editar código-fonte]

O produtor Neal H. Moritz considerou filmar The Green Hornet em Detroit, Michigan, Nova Iorque e Louisiana, mas ficou com Los Angeles, Califórnia como o cenário principal.[30] O apartamento de Kato ficou em Chinatown, Los Angeles e outras locações na cidade foram no distrito de Sun Valley, Holmby Hills (especificamente a mansão "Fleur de Lys" como cenário da residência de Reid), Bel-Air, Hawthorne e vários cenários centrais, incluindo o prédio da prefeitura e o Los Angeles Times Building.[30]

Carros[editar | editar código-fonte]

Um modelo do "Black Beauty" usado no filme

A produção modificou 29 Imperial Crown sedans, modelos de 1964 a 1966, para serem usados como o luxuoso super-carro "Black Beauty".[31] 26 carros foram destruídos durante a produção, sobrando apenas três.[32]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

The Green Hornet recebeu críticas variadas. No site Rotten Tomatoes o filme possui um indíce de aprovação de 44%, baseado em 214 criticas, com uma média de 5.2/10.[33] Por comparação do Metacritic, o filme tem uma aprovação de 39/100, baseado em 39 críticas.[34]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme The Green Hornet alcançou aproximadamente 11,1 milhões de dólares no primeiro dia de exibição[35] e, no primeiro final de semana, 33,5 milhões.[36] Obteve um lucro de US$ 227.817.248 mundialmente.

Referências

  1. a b The Green Hornet (2011) (em inglês) Box Office Mojo. Página visitada em 26-02-2011.
  2. Eller, Claudia, and John Evan Frook. "NL spins slick pic for Dummies", Variety, 1992-10-09. Página visitada em 29-08-2009..
  3. Broeski, Pat H.. "From the Comics to a Screen Near You", The New York Times, 1992-10-18. Página visitada em 31-08-2009.
  4. Fleming, Michael. "Woo Abuse", Variety, 1993-09-02. Página visitada em 29-08-2009.
  5. a b Staff. "Hornet's Best", Entertainment Weekly, 1996-05-03. Página visitada em 31-08-2009.
  6. a b c Cox, Dan. "'Hornet' Flies with Gondry", Variety, 1997-01-29. Página visitada em 29-08-2009.. WebCitation archive.
  7. a b Hebron, Sandra. "Michel Gondry", The Guardian, 2007-02-07. Página visitada em 04-09-2009.. WebCitation archive.
  8. Petrikin, Chris. "Wahlberg Eyes 'Corruptor' Pic", Variety, 1997-10-28. Página visitada em 29-08-2009..
  9. a b McNary, Dave. "U Eyes Li for 'Green Hornet'", Variety, 2000-04-11. Página visitada em 29-08-2009.. (Requires subscription.)
  10. a b Fleming, Michael. "Li sees green for 'Hornet'; wife boosts Stevens", Variety, 2000-06-22. Página visitada em 29-08-2009..
  11. Lyons, Charles, and Michael Fleming. "Li Is the 'One' for Roth pic", Variety, 2000-10-04. Página visitada em 29-08-2009..
  12. Brodesser, Claude. "New Buzz for 'Hornet' After U Option Expires", Variety, 2001-11-20. Página visitada em 29-08-2009..
  13. Graser, Marc, and Nicole LaPorte. "H'wood Hot Rods Spinning Wheels", Variety, 2003-05-27. Página visitada em 29-08-2009..
  14. a b Rooney, David; Michael Fleming; Dave McNary. "'Hornet' Buzzes Smith", Variety, 2004-02-17. Página visitada em 29-08-2009..
  15. Susman, Gary. "Miller Time", Entertainment Weekly, 2004-03-18. Página visitada em 31-08-2009.
  16. Murray, Rebecca. "Kevin Smith on "The Green Hornet" Script, "Star Wars", and Other Projects", About.com, 2004-10-14. Página visitada em 30-08-2009.
  17. Cryer, Jay. "Wondercon: What We Learned!", News Askew, 2006-02-17. Página visitada em 05-09-2009.
  18. Bernardin, Marc. "EW Exclusive: Kevin Smith takes on Batman and the Green Hornet", Entertainment Weekly, 2009-05-13. Página visitada em 31-08-2009.
  19. Green Hornet, Dynamite Entertainment, 2010 Series do Grand Comics Database
  20. McNary, Dave, and Diane Garrett. "Columbia flies with 'Green Hornet'", Variety, 2007-03-20. Página visitada em 29-08-2009.
  21. Garrett, Diane. "Columbia flies with 'Green Hornet'", Variety, 2007-07-19. Página visitada em 29-08-2009.
  22. Murray, Rebecca. "Exclusive Interview with the Cast of Superbad", About.com, 2007-07-29. Página visitada em 27-10-2010.
  23. Siegel, Tatiana. "Chow to direct Columbia's 'Hornet'", Variety, 2008-09-19. Página visitada em 29-08-2009.
  24. Fleming, Michael (2008-12-18). Chow No Longer to Direct ''Hornet'' Variety.com. Página visitada em 25-12-2010.. WebCitation archive.
  25. Michel Gondry to Direct 'The Green Hornet' Columbia Pictures press release (February 24, 2009). Página visitada em 25-12-2010.. WebCitation archive
  26. Fleming, Michael. "Michel Gondry set for 'Green Hornet'", Variety, 2009-02-24. Página visitada em 29-08-2009.
  27. Graser, Marc. "Chow buzzes out of 'Hornet'", Variety, 2009-07-14. Página visitada em 29-08-2009.
  28. a b McNary, Dave. "'Green Hornet' casts Kato role", Variety, 2009-08-07. Página visitada em 29-08-2009.. WebCitation archive.
  29. Marshall, Rick. "Michel Gondry Talks 'Green Hornet' Legacy, No Cameo For Van Williams", MTV News, 22 de março de 2010. WebCitation archive.
  30. a b Verrier, Richard. "'The Green Hornet' does battle in LA", Los Angeles Times, 2009-09-09. Página visitada em 10-09-2009.. WebCitation archive
  31. Huffman, John Pearley. "Twenty-Nine Imperials as Black Beauty in One 'Green Hornet'", The New York Times, 2010-05-14. Página visitada em 03-12-2010. [ligação inativa]
  32. Behind the Scenes in the Green Hornet's Garage
  33. The Green Hornet (em inglês) Rotten Tomatoes. Página visitada em 14-07-2011.
  34. The Green Hornet (em inglês) Metacritic. Página visitada em 14-07-2011.
  35. The Green Hornet (em inglês) Box Office Mojo. Página visitada em 14-07-2011.
  36. January 14-16,2011 (em inglês) Box Office Mojo. Página visitada em 14-07-2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]