The Hollow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Hollow
Sangue na Piscina ou
Poirot, o Teatro e a Morte
 (PT)
A Mansão Hollow (BR)
Autor (es) Agatha Christie
Idioma inglês
País Estados Unidos
Género romance policial
Editora Dodd, Mead and Company
Lançamento 1946
Páginas 279 (1ª edição, capa dura)
Cronologia
Último
Último
Sparkling Cyanide
Come, Tell Me How You Live
Próximo
Próximo

The Hollow (A Mansão Hollow, no Brasil[1] / Sangue na Piscina, em Portugal) é um romance policial de Agatha Christie, publicado em 1946. É protagonizado pelo detetive Hercule Poirot.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Poirot é convidado para almoçar na mansão Hollow em um fim-de-semana organizado pela anfitriã, Lady Lucy Angkatell. Quando chega, ele encontra uma autêntica cena do crime, mas em um primeiro momento pensa que é uma representação para comemorar a sua presença.

O jovem Dr. John Christow está deitado com a cabeça numa poça de sangue ao lado da piscina. Perto dele está a sua tímida mulher com uma arma na mão.

Logo Poirot se dá conta que não é uma brincadeira e tudo indica que Gerda, mulher de John, descobriu que o seu marido a traía e, por ciúmes, decidiu acabar com a vida dele.

Mas a história se complica. A arma na mão de Gerda não é aquela que matou John. Morrendo, John pronunciou o nome de Henrietta, sua amante. John tinha desprezado as propostas da sua ex-namorada Veronica Cray, que prometeu vingar-se. Lady Angkatell tinha uma arma em um cestinho de ovos em suas mãos, e Edward Angkatell era apaixonado por Henrietta. E ainda tem uma série de personagens que parecem estar encobrindo o caso, como a doce e vivaz Midge, o misterioso mordomo Gudgeon, além de Henry Angkatell, um homem de idade avançada e tranquilo. Mas Poirot, mais uma vez, não se deixou enganar por cenas, representações e enganos, e desvendou outro mistério.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.