The Italian Bob

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"The Italian Bob"
Episódio de The Simpsons
O Bob Italiano screenshot.PNG

Os Simpsons descobrem que Sideshow Bob é o prefeito da vila "Salsichia"
Episódio nº 364
Título nos Estados Unidos The Italian Bob
Código de produção HABF02
Estreia original 11 de Novembro de 2005
Diretor(es) Mark Kirkland[1]
Convidado(s) Kelsey Grammer como Sideshow Bob
Maria Grazia Cucinotta como Francesa Terwilliger
Temporada 17ª Temporada
Couch gag Duas mãos aparecem na sala. Uma delas joga cartas de baralho no sofá, e cada carta lembra um personagem da família Simpson.
Frase do quadro negro Não teve
Cronologia de episódios de The Simpsons
Último
Último
"A Última das mães de Chapéu Vermelho"
"O Conto de Natal dos Simpsons"
Próximo
Próximo

"O Bob Italiano"[2] é o oitavo episódio da 17ª Temporada de Os Simpsons. Esse episódio foi exibido originalmente nos Estados Unidos no canal da FOX, no dia 11 de Novembro de 2005. Nesse episódio, o Sr. Burns decide comprar um carro novo na Itália, e pede que os Simpsons vão lá buscá-lo. Entretanto, o carro sofre um acidente, e os Simpsons descobrem que o prefeito da cidade fala inglês: Sideshow Bob! E então, Bob lhes pede que guardem segredo sobre seu passado negro. Esse episódio teve 10.39 milhões de Telespectadores.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Os alunos da Escola Primária de Springfield se decepcionam com a surpresa da Sra. Krabappel: um filme educativo multicultural (mas no início eles criaram alguma expectativa), e por isso, eles olham pra janela só para não verem o filme, e acabam fazendo pouco do carro antigo do Sr. Burns. Na Usina Nuclear, o Sr. Burns diz a Homer que comprou um carro importado da Itália, mas o carro ainda estava lá; e pede que Homer e sua família vão lá para buscar o carro. No avião, Homer estranha o fato de um passageiro ter tirado uma televisão do suporte esquerdo do avião, e tenta imitá-lo; mas acaba fazendo uma das turbinas do avião cair. Quando chega no aeroporto, Lisa diz que ela "será canadense por algum tempo", devido ao fato de alguns europeus acharem algumas atitudes americanas erradas.

Logo, os Simpsons pegam o carro; mas Marge não acha que vale a pena ir a Itália só para pegar um carro, sem curtir um pouco; e convence o resto da família a passear um pouco pela cidade. Entretanto, o carro acaba sendo atingido por um monte de tipos de queijo e um pedaço enorme de mortadela; tendo assim que ser consertado. Mas eles não conhecem ninguém na Itália que fale inglês. Com a ajuda de uma velhinha, os Simpsons decidem falar com o prefeito da cidade; mas acabam descobrindo que o prefeito é Sideshow Bob. Bob logo diz que ele foi para a Itália porque ele queria recomeçar a vida em outro canto, e que sua vida melhorou quando começou a época da colheita da uva; pois seus pés enormes aumentaram a produtividade e o lucro da colheita. Ele também diz que na primavera seguinte, ele foi eleito prefeito.

Francesca, a esposa italiana de Bob; logo aparece e elogia Bob, e mostra para os Simpsons, o seu filho, Gino (que só fala em matar Bart) e convida os Simpsons para jantarem com eles. Bob pede para os Simpsons que não falem para Francesca sobre seu passado negro em Springfield; e Homer diz que eles não contarão nada se Bob consertar o carro de Burns. A farsa do "Bob bonzinho" dura algum tempo, só que quando todos fazem uma festa para comemorar a ida dos Simpsons para os Estados Unidos, Lisa toma vinho, e fica bêbada à ponto de contar a todos a verdade sobre Bob, e lhes mostrar a roupa de prisioneiro de Bob. Bob jura uma vingança contra os Simpsons, que fogem no carro de Burns; mas a perseguição não dura muito, porque o carro fica preso em um monumento. Lisa sugere que eles peçam ajuda a Krusty, que está ali para uma ópera. Krusty disfarça os Simpsons, mas logo são reconhecidos por Bob e sua família.

Bob aparece na ópera e toma o lugar de Krusty, para iludir a todos, enquanto Gino e Francesca matam os Simpsons. Lisa conta que estão tentando realmente matá-los, mas não adiantou de nada. Na última hora, Krusty aparece em uma limusine, e salva os Simpsons; só para ajudá-lo a contrabandear antigüidades italianas. Bob e sua família voltam para casa.

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

O nome do aeroporto em que os Simpsons chegam na Itália se chama "Da Vinci", fazendo referência ao nome do famoso pintor italiano, Leonardo da Vinci. Uma das lojas em que os Simpsons visitam, é uma loja de Mc Donald's. Dentre os criminosos americanos, estavam Petter Griffin, de Family Guy, e Stan Smith, de American Dad. Quando Bart faz pouco do carro de Burns, ele o chama de "Guardião da Cripta", fazendo referência à Abertura da A Casa da Árvore dos Horrores XVII, da temporada seguinte, em que uma versão zumbificada do Sr. Burns se autodenomina o "Guardião da Cripta".

Recepção[editar | editar código-fonte]

Kelsey Grammer ganhou um Emmy pela sua atuação no episódio como Sideshow Bob

O Episódio teve 10.39 milhões de telespectadores[3] . Com esse episódio, a FOX chegou em quarto lugar. Com esse episódio, "Os Simpsons" ganhou mais um prêmio: outro WGA (Writers Guild Award)[4] . Kelsey Grammer ganhou um Emmy de "melhor atuação de voz" nesse episódio, com o personagem Sideshow Bob. No IGN, entre os "dez melhores episódios de Sideshow Bob", O Bob Italiano ficou em décimo lugar.[5]

Referências