The Kills

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
The Kills
The Kills Heaven March 2011.jpg
The Kills em 2011.
Informação geral
País  Reino Unido
 Estados Unidos
Gênero(s) Art rock
Indie rock
Rock alternativo
Post-punk revival
Rock de garagem
Lo-fi
Período em atividade 2000 - atualmente
Gravadora(s) Domino Records
Rough Trade Records
RCA Records
Afiliação(ões) The Raconteurs
Blyth Power
Scarfo
Discount
The Dead Weather
Página oficial Site Oficial
Integrantes Alison "VV" Mosshart
Jamie "Hotel" Hince

The Kills é uma banda de garage rock, formada pela norte-americana Alison "VV" Mosshart (vocais e guitarra) e pelo britânico Jamie "Hotel" Hince (vocais, guitarra e bateria).

História[editar | editar código-fonte]

Antes de os dois músicos de juntarem para formarem os The Kills, Alison fazia parte da banda punk rock Discount, e Hince do grupo rock Scarfo. Os músicos conheceram-se quando Mosshart ouviu Hince a ensaiar num quarto de hotel, por cima do seu. Começaram, então, a enviar os seus trabalhos por correio mas, passado alguns meses, Mosshart decidiu viajar da Flórida para junto de Hince, em Londres.

Os seus primeiros trabalhos são apoiados por uma caixa de ritmos. Em 2002, participam na composição Restaurant Blouse, incluída na compilação If the Twenty-First Century Did Not Exist, It Would Be Necessary to Invent It, e pouco depois editam o primeiro EP, Black Rooster EP. A crítica comparou-os aos The White Stripes.

A gravação não poderia ser baseada em suas bandas anteriores. A gravação contou com fotos de Alison e Jamie em uma máquina que tira fotos 3x4. Musicalmente, eles são uma mistura de estilo lo-fi com Garage rock e Blues. Embora a dupla cite PJ Harvey, LCD Soundsystem, The Velvet Underground, The Fall, Patti Smith, Suicide e Royal Trux como influências diretas, sua música é altamente comparada com outra dupla, The White Stripes.

Keep on Your Mean Side[editar | editar código-fonte]

Seguindo em turnê internacional, eles entraram na Toe Rag Studios, onde os White Stripes gravaram seu álbum Elephant, para gravar seu álbum de estréia Keep on Your Mean Side, em 2 semanas. Distribído nos Estados Unidos e Reino Unido pela Rough Trade Records, o álbum foi no mesmo estilo do EP.

Mantendo sua atitude anti-industria musical, a banda raramente conseguiu entrevistas. Em vez disso, eles faziam a imprensa irem aos seus shows ao vivo (qua ainda incluem uma bateria). Alison enquanto canta, raramente fala com o público, enquanto Jamie solta riffs de blues em seu instrumento.

Em 2005, "Monkey 23" foi usado no filme "De battre mon cœur s'est arrêté", feito por Jacques Audiard. Ela é tocada durante os créditos.

Em 2006, "Wait" foi usada no filme Children of Men, de Alfonso Cuarón. Ela foi tocada na Radio Avalon e foi descrita como "uma explosão de volta ao passado de 2003, quando um belo momento as pessoas recusavam aceitar o futuro que está chegando". Em 2007, as músicas "Cat Claw" e "Wait" foram usadas no seriado Criminal Minds.

No Wow[editar | editar código-fonte]

Seu segundo álbum, No Wow, foi lançado pela Domino Records em 21 de Fevereiro de 2005. Mais trabalhado, com menos sons de guitarra, a gravação teve influências de post punk e soou mais despojado que Keep on Your Mean Side. Originalmente escrito para ser apresentado em um Moog, a banda forçou mudar suas direções e gravar primariamente usando uma guitarra como instrumento centraldepois de Jamie quebrar o Moog e não poder consertar antes de entrar em estúdio.[1] Um documentário em DVD foi incluído com um número limitado de cópias e contêm uma entrevista, performance e fotos tiradas em turnê.

O primeiro single, "The Good Ones", de No Wow, foi lançado em 7 de Fevereiro de 2005 e alcançou #23 nas paradas britânicas.

Alison Mosshart participou da música Meds do álbum do Placebo, lançada em 13 de Março de 2006 no Reino Unido, e em 4 de Abril nos Estados Unidos. Ela ainda participou do álbum do Primal Scream, Riot City Blues.

Midnight Boom[editar | editar código-fonte]

Em 2 de Novembro de 2007, a banda anunciou em seu blog de notícias que seu terceiro álbum foi feito. O primeiro single chamado "U R A Fever", foi apresentado por Steve Lamacq na BBC Radio 1 em 19 de Novembro. Em 10 de Dezembro de 2007, The Kills foram entrevistados na estação de rádio de New York onde revelaram que o nome do álbum seria Midnight Boom. Duas músicas foram reveladas: "Alphabet Pony", uma música surreal inspirada por palmas, e "Last Day Of Magic", uma música escrita por Jamie Hince sobre angústia e solidão, com referências a Dostoiévski, Crime e Castigo.

Seguido por uma entrevista na revista Nylon, o novo álbum foi lançado em 10 de Março de 2008 (18 de Março nos Estados Unidos).

Em Março de 2008, Alison foi apresentada no documentário da BBCThe Mighty Boosh: A Journey Through Time and Space.

Em 21 de Outubro de 2008, "Cheap and Cheerful" foi usado no seriado House durante a abertura do episódio "Lucky Thirteen". "Cheap and Cheerful" ainda foi ouvida na trilha sonora da NHL. Foi usada mais tarde no comercial da Fendi no perfume "Fan di Fendi". "U.R.A. Fever" foi tocada durante uma cena de amor no filme The Losers, lançado em 23 de Abril de 2010 (USA).

"U.R.A. Fever" ainda foi apresentada na trilha sonora do filme Welcome to the Rileys.

Blood Pressures[editar | editar código-fonte]

Em 11 de Setembro de 2009 foi anunciado na página do Myspace da dupla que começaram a trabalhar no seu quarto álbum mas não tinham previsão de lançamento.

Em 26 de Abril de 2010, Alison Mosshart citou que “três quartos do álbum já foram feitos” e “eu estou voltando a fazer turnê com o The Dead Weather e depois termino,”

Finalmente, em 12 de Janeiro de 2011, o grupo anunciou o nome do quarto álbum, 'Blood Pressures', a tracklist e a data de lançamento, 4 de abril de 2011.

Já em 2012, no dia 22 de março, a primeira faixa do álbum, chamada "Future Starts Slow", foi tocada em uma cena do seriado The Vampire Diaries, no episódio "Break On Through" da terceira temporada.

A música "Last Goodbye" foi usada pela Universal Channel na chamada para o encerramento do seriado House.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

EP[editar | editar código-fonte]

  • Black Rooster EP (2002)
  • Fuck The People (2003) 7"
  • Fried My Little Brains (2003)
  • Pull A U (2003) 7"
  • The Good Ones (2005) 7"
  • Love Is A Deserter (2005)
  • Run Home Slow (2005) (apenas nos EUA)

Referências

  1. [1]: Do Or Die, by Matt Schild, accessed October 30, 2006

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of the United Kingdom.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Reino Unido, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Flag of the United States.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.