The King of the Kongo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The King of the Kongo
O Rei do Congo/ O Uivar das Feras[1]  (BR)
 Estados Unidos
1929 • P&B • 10 capítulos, 213 min 
Realização 9 de agosto de 1929
Direção Richard Thorpe
Produção Nat Levine
Roteiro Harry Sinclair Drago
Wyndham Gittens
Elenco Jacqueline Logan
Walter Miller
Richard Tucker
Boris Karloff
Género aventura
Idioma inglês
Música Lee Zahler (não creditado)
Cinematografia Ernest Laszlo
Ray Ries
Distribuição Mascot Pictures
Cronologia
Último
Último
The Fatal Warning
The Lone Defender
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

The King of the Kongo foi um seriado estadunidense de 1929, produzido pela Mascot Pictures. Foi o primeiro seriado a apresentar som,[2] embora apenas parcialmente, não sendo totalmente sonorizado.

Sumário[editar | editar código-fonte]

Independentemente, os dois protagonistas, Diana Martin e o agente secreto estadunidense Larry Trent, procuram na selva por seus parentes desaparecidos, seu pai e seu irmão. Aliados a esse enredo estão os contrabandistas de marfim, e um tesouro perdido, escondido na selva.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

The King of the Kongo foi o primeiro seriado a apresentar elementos sonoros. Grandes produtores cinematográficos, tais como Pathé e Universal Studios, estavam relutantes em mudar a produção silenciosa (embora a Universal tenha lançado a sua série, Tarzan the Tiger, em parte falada, mais tarde, no mesmo ano), enquanto os estúdios mais pequenos não podiam pagar para fazê-lo. A lenda diz que o produtor e dono do estúdio Nat Levine levou os discos sonoros em seu colo, a partir de Los Angeles até Nova Iorque, pelo trem e avião, para que fossem desenvolvidos de forma segura. Por razões financeiras, estes discos não poderiam ser reparados ou substituídos, se alguma coisa tinha dado errado.[2] Isso ocorreu 2 anos depois do primeiro filme parcialmente falado, The Jazz Singer (1927), ter sido realizado, e um ano depois do primeiro filme totalmente falado, Lights of New York (1928).

Duas versões desse seriado foram realizadas, uma versão parcialmente falada e uma versão silenciosa, destinada aos cinemas ainda não equipados adequadamente para o som.

A trilha sonora de "The King of the Kongo" tem sido considerada perdida, embora recentemente sete discos do som original, cinco deles rachados, terem sido localizados. São eles: Cap. 4 rolo2, Cap. 5 rolo2, Cap. 7 rolo2, Cap. 8 rolo2, Cap. 9 rolo1, Cap. 10 rolo1, Chap 10 rolo2.[4]

King of the Kongo é, às vezes, deturpado como um título alternativo para o seriado King of the Wild, também estrelado por Boris Karloff, em 1931[3] .

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  • "Love Thoughts of You", música de Lee Zahler, letra de Lois Leeson.

Dublês[editar | editar código-fonte]

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. Into the Unknown
  2. Terrors of the Jungle
  3. Temple of Beasts
  4. Gorilla Warfare
  5. Danger in the Dark
  6. Man of Mystery
  7. The Fatal Moment
  8. Sentenced to Death
  9. Desperate Choices
  10. Jungle Justice

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. Histórias de Cinema
  2. a b (Re)search My Trash: Mascot Pictures retrieved 29th June 2007
  3. a b Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge. 351 pp. ISBN 9780713000979
  4. Progressive Silent Film List: The King of the Kongo Silent Era.. Página visitada em 2008-04-16.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]