The Lake House

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Lake House
A Casa da Lagoa (PT)
A Casa do Lago (BR)
 Estados Unidos
2006 •  cor •  105 min 
Direção Alejandro Agresti
Roteiro David Auburn
Elenco Keanu Reeves
Sandra Bullock
Christopher Plummer
Shohreh Aghdashloo
Género drama, romance
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Lake House (br: A Casa do Lago / pt: A Casa da Lagoa) é um filme americano de 2006, do gênero drama e romance, dirigido por Alejandro Agresti e com roteiro baseado no roteiro do filme Siworae de 2000, escrito por Ji-na Yeo e Eun-Jeong Kim.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Sentindo que chegou a hora de mudar de vida a Dra. Kate Forster (Sandra Bullock) deixa o trabalho no surbúbio de Ilinois e parte para um emprego em um agitado hospital em Chicago, mas hesita em deixar para trás a casa que tem alugada - um refúgio espaçoso e de belo design, com janelas que abrem para um tranquilo lago. É simplesmente o lugar em que se sente ela mesma.

É manhã de inverno de 2006.

A caminho da cidade, Kate deixa um bilhete na caixa de correio para o novo habitante da casa, pedindo-lhe que responda e explicando que as estranhas marcas de patas que ele verá na porta da frente já estava lá quando ela se mudou.

Quando o novo inquilino chega, vê algo totalmente diferente. Alex Wyler (Keanu Reeves), arquiteto talentoso, porém frustrado que trabalha em uma construção perto de casa, encontra-a maltratada: empoeirada, suja, coberta de ervas daninhas. E sem qualquer sinal de patas.

A casa tem um significado especial para Alex. Numa época mais feliz, foi construída por seu distante pai (Christopher Plummer), arquiteto renomado que sempre priorizou o trabalho, deixando de lado a família. Alex sente-se em paz ali agora e decide restaurar a beleza original do imóvel. Ele desconsidera o bilhete de Kate até que, dias mais tarde, ao renovar a pintura, ele vê um cachorro pisar na tinta fresca, passando pela entrada da casa deixando marcas exatamente onde Kate tinha dito.

Intrigado, ele escreve para Kate, dizendo que ninguém habitara a casa antes dele e perguntando como ela poderia saber sobre o cão. Kate que partira uma semana antes, acha que ele está brincando com ela e devolve com outra carta. E acabam descobrindo que estão no mesmo dia porém com dois anos de diferença. À medida que se correspondem, revelam mais sobre si mesmos, segredos, dúvidas e sonhos, e assim se apaixonam.

Determinados a superar a distância que os separa e finalmente solucionar o mistério por trás dessa relação extraordinária, desafiam o destino marcado um encontro, mas ele acaba não aparecendo. Desiludida, Kate pede para que Alex não mande mais cartas e assim dois anos se passam. Kate com o namorado Morgan (Dylan Walsh), com quem já havia namorado antes e lhe apresentou a casa e seu cão que na realidade era de Alex antes, vão a uma empresa para que reformem uma casa, e acaba se encontrando com o irmão de Alex (Ebon Moss-Bachrach) e descobre que ele havia morrido dois anos atrás e ela pergunta aonde. E assim descobre que no dia 14 de fevereiro de 2006, quando ela estava em Dailey Plaza conversando com sua mãe, o homem que ela havia tentado ajudar em um acidente de carro era na realidade Alex.

Desesperada, ela vai até a casa do lago e escreve para que ele não apareça no Dailey Plaza para encontra-lá e que espere mais dois anos, pois ela estaria na casa do lago esperando por ele, sem respostas ela cai no choro, mas logo ouve um motor de carro se aproximando e era Alex.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Lake House teve recepção mista por parte da crítica especializada. Com base em 34 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 52 em 100 no Metacritic. Em avaliações mistas, do Austin Chronicle, Toddy Burton disse: "Não tente decifrar um filme de viagem no tempo, ele vai fazer sua cabeça doer. E com a estrela de cinema Keanu Reeves, é mais uma razão para parar, lentamente coloca o senso comum no chão, e joga de volta para longe sua capacidade para o pensamento racional."

Do Salon, Stephanie Zacharek: "The Lake House é um exemplo da forma como os filmes ruins às vezes podem ser mais interessante do que simplesmente medíocres"... "e da maneira como eles às vezes nos obrigam até mesmo, ir contra o nosso melhor juízo."

Empire, Ian Freer: "A idéia é convincente, delicadamente manuseada e ordenadamente atuada, especialmente por Bullock. Ela só não tem a franqueza emocional para transformar o bom em grande."

Christian Science Monitor, Peter Rainer: "Há um germe de uma boa idéia na noção de que um pretendente imaginário pode ser mais poderoso do que um real. Mas o diretor Alejandro Agresti não é o homem para retirá-lo."

Los Angeles Times, Carina Chocano: "Um quebra-cabeças cronológico confundindo o suficiente para mantê-lo ocupado tentando descobrir se esses buracos estão na história ou na sua lógica. Mas em última análise, o filme está mais interessado na parte da equação do amor do que em toda loucura, parte física doidivana."

The A.V. Club, Scott Tobias: "Elegantemente roteirizado pelo vencedor do Prêmio Pulitzer David Auburn, The Lake House não estabelece quaisquer regras claras sobre como e quando estas vertentes de tempo podem se entrelaçar, mas ela consegue forjar um vínculo entre as pessoas que só conhecem um ao outro na página."

The New York Times, Dana Stevens: "O filme é acima de tudo, uma vitrine para suas estrelas, que parecem gratificantemente confortáveis em sua própria pele e têm prazer de estar em companhia um do outro novamente, em outro filme profundamente bobo, sem um esforço divertido."

Chicago Reader, J. R. Jones: "Sandra Bullock e Keanu Reeves são ambas celebridades guardads que eu tenho dificuldade em imaginar-las como amantes, um problema dessa fantasia romântica baseada em Chicago, forçada por isolá-los um do outro quase inteiramente."

Em avaliações positivas, do Boston Globe, Ty Burr disse: "Quão profundamente tolo é The Lake House? Tão bobo como um filme sobre dois amantes de redação de cartas separadas por uma ruga no tempo pode ser. Quanto doce, mudo divertimento é ele? Mais do que você pode querer admitir."

Premiere, Ethan Alter: "Onde o filme vacila em direção excessivamente deliberada de Alejandro Agresti, que ameaça afogar o drama em um âmbar pôr do sol e com auto-consciente enquadramentos de câmera. O filme parece ótimo, mas que carece de espontaneidade, um elemento importante dos romances de tela mais memoráveis."[1]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • The Lake House foi o primeiro filme em língua inglesa dirigido pelo argentino Alejandro Agresti.
  • John Cusack era a primeira opção do diretor para interpretar o personagem Alex Wyler, mas ele recusou o papel.
  • Foi o segundo filme em que Sandra Bullock e Keanu Reeves atuam juntos; o anterior foi em 1994, no filme Speed (Velocidade máxima, no Brasil).
  • O endereço do apartamento de Kate, em 1620 Racine, é o mesmo em que morava o personagem de Sean Connery em The Untouchables (Os intocáveis, no Brasil e em Portugal), filmado em 1987.
  • Há um pequeno erro de seqüência no filme. Em uma cena, numa festa, o personagem de Keanu Reeves (no ano de 2004) se encontra com a personagem de Sandra Bullock e eles dançam ao som da canção "This Never Happened Before", de Paul McCartney. O erro é que na verdade o álbum Chaos and Creation at the Backyard, álbum onde está presente a música, só foi lançado no ano de 2005.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
  1. The Lake House (em inglês) Metacritic CBS Interactive. Visitado em 18 de maio de 2015.