The Mark of Athena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Marca de Atena
The-mark-of-athena.jpeg
Capa da edição brasileira do livro.
Autor (es) Rick Riordan
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Género Fantasia, Mitologia greco-romana
Série Os Heróis do Olimpo
Ilustrador John Rocco
Arte de capa Joann Hill
Editora Estados Unidos Disney Hyperion
Lançamento 02 de Outubro de 2012
Páginas 580
Edição portuguesa
Edição brasileira
Tradução Raquel Zampil
Editora Brasil Intrínseca
Lançamento 26 de Abril de 2013
Páginas 480
ISBN 9788580573107
Cronologia
Último
Último
O Filho de Netuno
A Casa de Hades
Próximo
Próximo

The Mark of Athena (no Brasil, A Marca de Atena) é um Livro de aventura e ficção inspirado na mitologia greco-romana, escrito por Rick Riordan. Ele é o terceiro livro da série Os Heróis do Olimpo, que sucede a série Percy Jackson e os Olimpianos. O livro continuará narrando as aventuras dos sete semideuses da nova Grande Profecia e sua jornada para derrotar os gigantes, filhos da Deusa Gaia, na Grécia[1]

Profecia[editar | editar código-fonte]

"A filha da sabedoria caminha solitária,
A Marca de Atena por toda Roma é incendiária.
Gêmeos ceifaram do anjo a vida,
Que detém a chave para a morte infinita.
A ruína dos gigantes se apresenta dourada e pálida,
Conquistada por meio da dor de uma prisão tecida".
[2]

Grande Profecia[editar | editar código-fonte]

"Sete meio-sangues responderão ao chamado.
Em tempestade ou fogo, o mundo terá acabado.
Um juramento a manter com um alento final,
E inimigos com armas às Portas da Morte afinal".
[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Annabeth está apavorada. Justamente quando ela está prestes a se reencontrar com Percy – depois de oito meses separados, graças a Hera – parece que o Acampamento Júpiter está se preparando para a guerra. Como Annabeth e seus amigos Jason, Piper e Leo voam no Argo II, ela não pode culpar os semideuses romanos por pensar que o navio é uma arma grega. Com o seu mastro de dragão de bronze, a criação fantástica de Leo não parece amigável. Annabeth espera que a visão de seu pretor Jason no convés irá assegurar os romanos que os visitantes do Acampamento Meio-Sangue estão vindo em paz.[4]

E isso é apenas uma de suas preocupações. Em seu bolso Annabeth traz um presente de sua mãe que veio com uma exigência inquietante: "Siga a Marca de Atena. Me vingue." Annabeth já se sente oprimida pela profecia que irá enviar sete semideuses em uma missão para encontrar – e fechar – as portas da morte. O que mais Atena quer dela?[4]

O maior medo de Annabeth, porém, é que Percy tenha mudado. E se agora ele está ligado aos caminhos romanos? Será que ele ainda precisa de seus velhos amigos? Como filha da deusa da guerra e da sabedoria, Annabeth sabe que nasceu para ser uma líder, mas nunca mais ela quer ficar sem o Cabeça de Alga ao seu lado.[4]

Capa[editar | editar código-fonte]

A capa do livro mostra o combate entre Jason Grace (semideus romano filho de Júpiter) e Percy Jackson (semideus grego filho de Poseidon). A luta entre os meio-sangues acontece devido a influência de Gaia, a Deusa Terra e principal antagonista da série, que os controla nesse momento por meio dos Eidolons - espíritos malignos a serviço de Gaia. A coruja é o animal sagrado de Atena, Deusa grega da Sabedoria e da Guerra, e é a figura que representa as marcas de Atena, espalhadas por toda cidade de Roma.[5] '

Referências

  1. Rick Riordan (October 5, 2011). The Lost Hero - Heroes of Olympus: The Online World of Rick Riordan.
  2. Riordan, Rick. Os Heróis do Olimpo: A Marca de Atena. 2012, 580 p.
  3. Riordan, Rick. Os Heróis do Olimpo: A Marca de Atena. 2012, 580 p.
  4. a b c SKOOB. A Marca de Atena. Livro 3 - Resenhas e comentários. Disponível em: <http://www.skoob.com.br/livro/199559-a_marca_de_atena>. Acesso em: 04 jun. 2013.
  5. AMBROSIA. “A Marca de Atena” foca mais em Annabeth e na Mitologia Romana. Disponível em: <http://ambrosia.virgula.uol.com.br/marca-de-atena/>. Acesso em: 25 de abr. 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]