The Power of Love (canção de Jennifer Rush)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

"The Power of Love" (em português, "O Poder do Amor") é uma canção composta por Gunther Mende, Mary Susan Applegate, Candy DeRouge e Jennifer Rush, tendo sido originalmente lançada por Rush como single em 1985 e alcançado grande sucesso na Europa.

Posteriormente, a canção foi regravada por vários cantores e recebeu versões em diversas línguas. Primeiramente, em 1985, foi regravada pelo dueto Air Supply, que modificou o refrão para "You are my lady, and I am your man". Esta foi a primeira tentativa de alcançar o mercado norte-americano, já que a versão de Rush só foi lançada lá em 1986. Porém, a versão do Air Supply alcançou apenas o 68º lugar na Billboard Hot 100. Posteriormente, em 1987, Laura Branigan também lançou uma versão no mercado dos EUA, e sua versão chegou à 26ª posição na Billboard Hot 100. A canadense Céline Dion, por sua vez, conseguiu levar sua versão à 1ª posição da Billboard em 1993, iniciando uma virtuosa carreira cantando em inglês.

Quanto a regravações em outras línguas, a dominicana Angela Carrasco fez uma versão em espanhol chamada "Si Tú Eres Mi Hombre y Yo Tu Mujer", a qual alcançou grande sucesso na América Latina e foi regravada por uma série de outros cantores, inclusive Jennifer Rush, que ao lançá-la na Espanha, em 1986, permaneceu no 1º lugar das paradas por seis semanas.

Em 1987, a cantora brasileira Rosana lançou uma versão em português feita por Cláudio Rabello intitulada "O Amor e o Poder". Esta versão foi um gigantesco sucesso no Brasil, ficando no 1º lugar por 16 semanas no começo de 1988.

Versões em outras línguas incluem: em sueco, "Ängel i natt" (1985); em tcheco, "Už nejsem volná" (1986); em língua alemã, "Die Macht der Liebe" e "Du bist mein Leben" (1996); em neerlandês, "De kracht van een lied" (1991) e "Land van ons twee" (1996); em romeno, "Puterea dragostei"; e em panjabi, "Sitam" (2002).

Versão de Jennifer Rush[editar | editar código-fonte]

"The Power of Love"
Single de Jennifer Rush
do álbum Jennifer Rush
Lado B "I See a Shadow (Not a Fantasy)"
Lançamento 1985
Formato(s) 7"
Gravação 1984
Gênero(s) Pop, Balada, Power ballad
Duração 6:04
4:26 (versão do single)
Gravadora(s) CBS Records
Produção G. Mende, C. DeRouge
Cronologia de singles de Jennifer Rush
Último
Último
"Ring of Ice"
(1984)
"Madonna's Eyes"
(1986)
Próximo
Próximo

A canção foi uma criação coletiva de Jennifer Rush com Candy DeRouge, Gunther Mende (que já trabalhavam antes produzindo-a na Alemanha) e Mary Susan Applegate. Em 1983, DeRouge já havia feito uma fita demo da canção, então intitulada "You Were My Lady and I Was Your Man". Em 1984 a canção, já terminada, foi gravada e lançada na Alemanha no começo de 1985, alcançando o 17º lugar. O chefe da gravadora CBS Records em Londres, Paul Russell, ao ouvir Rush cantando a canção numa convenção da gravadora em 1984, decidiu lançar o single no Reino Unido, mas o primeiro lançamento chegou com dificuldade ao 50º lugar. Então, a gravadora decidiu retirar o single e se concentrar num relançamento. Assim que foi relançada, a canção começou a subir rapidamente nas paradas e, imediatamente, alcançou o top 40 das paradas britânicas. Com aparições no programa Top of the Pops, Jennifer conseguiu levar a canção ao número 1 na parada de singles do Reino Unido, onde ficou por 5 semanas, além de permanecer no top 10 por 10 semanas. Em novembro de 1985, o single já havia vendido 1,39 milhão de cópias apenas no Reino Unido, sendo o single mais bem-sucedido por uma cantora naquele país, e um dos mais vendidos de todos os tempos lá.

No fim de 1985 e no começo de 1986, o sucesso da canção se alastrou pela Europa. Na Alemanha, a canção foi relançada e alcançou a 9ª posição nas paradas. Chegou ainda ao 1º lugar na África do Sul, Austrália, Áustria, Irlanda, Noruega e Nova Zelândia, e ficou bem colocada na Dinamarca (9º), França (25º), Países Baixos (7º), Suécia (3º) e Suíça (3º).

Nos Estados Unidos e no Canadá, após certa hesitação no lançamento, a canção foi lançada como single em janeiro de 1986 (após o lançamento da versão do duo Air Supply) e, apesar de ter chegado ao 1º lugar no Canadá, teve recepção fria nos EUA, onde chegou apenas à 57ª posição na Billboard Hot 100.

Posições nas Paradas[editar | editar código-fonte]

Versão do Air Supply[editar | editar código-fonte]

"The Power of Love (You Are My Lady)"
Single de Air Supply
do álbum Air Supply
Lado B "Sunset"
Lançamento Agosto de 1985
Formato(s) 7"
Gênero(s) Power ballad
Duração 5:28
3:57 (versão do single)
Gravadora(s) Arista Records
Produção Peter Collins
Cronologia de singles de Air Supply
Último
Último
"Just as I Am"
(1985)
"Lonely Is the Night"
(1986)
Próximo
Próximo

O duo norte-americano Air Supply lançou, em 1985, sua versão da canção no álbum Air Supply, pouco depois do primeiro lançamento da versão de Jennifer Rush na Alemanha. Como a gravadora de Rush não lançava a versão dela como single nos EUA, o duo decidiu lançar a versão deles como o segundo single do álbum. Na gravação do grupo, o refrão foi modificado para "You are my lady / and I am your man".

Mesmo tendo adicionado um subtítulo à canção ("The Power of Love (You Are My Lady)"), foi impossível para o grupo não ter seu lançamento confundido com "The Power of Love" de Huey Lewis and the News, sucesso da trilha sonora do filme blockbuster De Volta/Regresso para o Futuro. Assim sendo, a versão do Air Supply alcançou apenas a 68ª posição na Billboard Hot 100 e o 13º lugar na Hot Adult Contemporary Tracks. Depois, acabou sendo um pequeno hit no Canadá (35º) e na Nova Zelândia (21º), onde a versão de Jennifer Rush fez grande sucesso.

Posições nas Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (1985) Melhor Posição
Canadá (Revista RPM) 35
Estados Unidos (Billboard Hot 100) 68
Estados Unidos (Billboard Adult Contemporary) 13
Nova Zelândia 21

Versão de Laura Branigan[editar | editar código-fonte]

"Power of Love"
Single de Laura Branigan
do álbum Touch
Lado B "Spirit of Love"
Lançamento 1987
Formato(s) Disco de vinil, Cassete
Gênero(s) Pop-Rock
Duração 5:27
Gravadora(s) Atlantic Records
Produção David Kershenbaum
Cronologia de singles de Laura Branigan
Último
Último
"Just as I Am"
(1987)
"Cry Wolf"
(1988)
Próximo
Próximo

Apesar de conhecida por músicas de dança como "Gloria" e "Self Control", Branigan teve grande sucesso introduzindo as baladas "How Am I Supposed to Live Without You" e "Ti Amo" e algum sucesso com "I Found Someone", entre outras. Incorrectamente assumido que tivesse introduzido também "Power of Love", Branigan foi a primeira a levar a canção aos 40 mais vendidos dos Estados Unidos. Chegou à vigésima sexta (#26ª) posição na Billboard Hot 100, e a décima nona (#19ª) posição na Adult Contemporary. Este sucesso foi atingido sem os benefícios de um videoclipe.

"Power of Love" (a versão de Branigan omitiu o "The") foi o segundo single do álbum de 1987 de Branigan, Touch. Produzido por David Kershenbaum, a versão de Laura Branigan trouxe uma ponta de rock, ao contrário da voz de ópera de Jennifer Rush.

A canção foi uma das que Branigan mais gostava de cantar, e acompanhou a cantora o resto da sua carreira, até à sua morte, em Agosto de 2004.

Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (1987) Melhor Posição
Top 40 ARC Semanais dos Estados Unidos 17
Adult Contemporary da Billboard 19
Hot 100 da Billboard 26
Singles Pop de Cashbox dos Estados Unidos 29

Versão de Céline Dion[editar | editar código-fonte]

"The Power of Love"
Single de Céline Dion
do álbum The Colour of My Love
Lançamento 1 de Novembro de 1993
Formato(s) Disco de vinil, Cassete, CD
Gênero(s) Power Ballad
Duração 5:43
Gravadora(s) Columbia Records, Epic Records
Produção David Foster
Cronologia de singles de Céline Dion
Último
Último
"Plus haut que moi"
(1993)
"Love Lights the World"
(1994)
Próximo
Próximo

"The Power of Love" é o segundo single do álbum The Colour of My Love, se "When I Fall in Love" for considerado o primeiro. Foi lançado a 1 de Novembro de 1993 no norte de América e no Japão, e no resto do mundo o ano seguinte.

Foi a segunda canção de Jennifer Rush que Céline Dion regravou: No início do mesmo ano tinha adaptado "Higher Ground" chamada "Plus haut que moi".

O videoclipe feito para a edição de rádio foi dirigida por Randee St. Nicholas e lançado em Novembro de 1993.

O single foi também incluindo em vários outros CD e DVD da cantora, como o DVD All The Way ... A Decade Of Song & Video e o CD de melhores sucessos All The Way ... A Decade Of Song. Dion também cantou "The Power of Love" no seu concerto A New Day... em Las Vegas. Versões ao vivo podem ser encontradas nos álbuns À l'Olympia e Live à Paris.

A canção foi nomeada para o Galardão para Melhor Actuação Vocal de Cantora Pop e Prémio da Música Americana para canção Pop/Rock em 1995. Internacionalmente foi um sucesso esmagador, chegou aos tops das paradas do Canadá, nos Estados Unidos e na Austrália.

"The Power of Love" também fez sucesso nos outros países (#3ª posição em França, #4ª no Reino Unido e na Bélgica, #6ª na Suécia e #7ª na Nova Zelândia). Atingiu a platina nos Estados Unidos (1.117.000 cópias vendidas) e na Austrália (70.000), ouro na Nova Zelândia (5.000) e prata em França (221.000).

Versões Oficiais[editar | editar código-fonte]

"The Power of Love" (edição de rádio) – 4:42

"The Power of Love" (versão de álbum) - 5:43

Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (1993) Melhor
Posição
Parada de Singles do Canadá 1
Billboard Hot 100 1
Billboard Hot Adult Contemporary 1
Billboard Top 40 Mainstream 2
Billboard Top 40 Rítmicas 21
Top 40 Semanais ARC
dos Estados Unidos
1
Parada (1994) Melhor
Posição
Parada de Singles de Austrália 1
Parada de Singles do Brasil 1
Parada de Singles da Bélgica 4
Parada Hot da Bélgica 5
Parada Humo da Bélgica 5
Parada VTM/Joepie da Bélgica 10
Top 40 dos Países Baixos 18
Mega Top 50 dos Países Baixos 18
Mega Single Top 100 dos Países Baixos 22
Parada de Singles de França 3
Parada de Singles da Alemanha 57
Parada de Singles da Irlanda 13
Parada de Singles de Israel 1
Parada de Singles da Itália 1
Parada de Singles de Nova Zelândia 7
Parada de Singles da Polónia 3
Parada de Singles da Suécia 6
Parada de Singles do Reino Unido 4

Versões em outros idiomas[editar | editar código-fonte]

"O Amor e o Poder"[editar | editar código-fonte]

"O Amor e o Poder"
Single de Rosana
do álbum Coração Selvagem
Lançamento Novembro de 1987
Formato(s) airplay
Gravação 1987
Gênero(s) Power Ballad
Duração 4:08
Gravadora(s) Epic Records, CBS Records
Composição C. de Rouge, G. Mende, J. Rush, M. S. Aplegate — Versão: Cláudio Rabello
Cronologia de singles de Rosana
Último
Último
"Nem um Toque"
(1986)
"Custe o que Custar"
(1987)
Próximo
Próximo

Em 1987, a cantora brasileira Rosana, que já havia feito razoável sucesso na música romântica com "Nem um Toque", tema da novela Roda de Fogo, em 1986, alcança seu maior sucesso na carreira ao gravar uma versão de "The Power of Love" intitulada "O Amor e o Poder". A versão foi feita por Cláudio Rabello e foi incluída na telenovela Mandala, o que impulsionou o sucesso da canção.

A música ficou 16 semanas em primeiro lugar, e as aparições de Rosana em programas de auditório como o Globo de Ouro se tornaram frequentes. O álbum Coração Selvagem, que, além desta canção, também continha "Nem um Toque", vendeu mais de um milhão de cópias, rendendo à cantora vários troféus e homenagens.

Em 1988, foi indicada ao Troféu Imprensa nas categorias de Melhor Cantora e Melhor Música de 1987. Ainda na esteira do sucesso, Rosana foi indicada à categoria de Melhor Cantora também em 1988 e 1989.

Posteriormente, a cantora gravou uma versão em espanhol com 5'14", visando o mercado latino-americano.

"O Amor e o Poder"[editar | editar código-fonte]

"O Amor e o Poder"
Single de Moleca 100 Vergonha
do álbum Você Marcou em Mim
Lançamento Março de 2000
Formato(s) CD
Gravação 2000
Gênero(s) Forró
Duração 4:08
Gravadora(s) GAL - Gravações Artísticas LTDA
Composição C. de Rouge, G. Mende, J. Rush, M. S. Aplegate — Versão: Cláudio Rabello
Produção Netto, Augusto
Cronologia de singles de Moleca 100 Vergonha
Último
Último
"Nem um Toque"
(1986)
Próximo
Próximo

Em 2000, a banda de forró Moleca 100 Vergonha gravou uma versão de "The Power of Love" intitulada "O Amor e o Poder"[1] , para o seu 2º disco Você Marcou Em Mim - Volume 02[2] . A versão foi feita por Cláudio Rabello. A musica ficou nas paradas do top 10 por cerca de 1 ano no nordeste do Brasil

Outras Versões[editar | editar código-fonte]

Esta versão tem uns bons 5 minutos e 35 segundos, e é cantada por Nana Mouskouri, uma cantora grega.
Esta versão foi incluída como um track bonus na colectânea The Best of Michael Crawford.
Provavelmente motivado por estar associado com Céline Dion durante os finais do século XX, o cantor de pop-ópera Andrea Bocelli cantou a sua versão em 1998 no álbum com o seu nome.
Esta é uma versão latina que apareceu no álbum da banda Formidables em 1994.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências