The Private Lives of Pippa Lee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Private Lives of Pippa Lee
As Vidas Privadas de Pippa Lee (PT)
A Vida Íntima de Pippa Lee (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2009 •  cor •  98 min 
Direção Rebecca Miller
Produção Brad Pitt
Lemore Syvan
Roteiro Rebecca Miller
Elenco Robin Wright
Alan Arkin
Maria Bello
Monica Bellucci
Blake Lively
Julianne Moore
Keanu Reeves
Winona Ryder
Gênero Drama romântico
Cinematografia Declan Quinn
Edição Sabine Hoffmann
Distribuição Icon Entertainment International (Reino Unido)
Screen Media Films (EUA)
Lançamento Estados Unidos 27 de novembro de 2009
Brasil 18 de dezembro de 2009
Portugal 30 de dezembro de 2009
Idioma Inglês
Receita US$ 2 770 941[1]
Página no IMDb (em inglês)

The Private Lives of Pippa Lee (A Vida Íntima de Pippa Lee (título no Brasil) ou As Vidas Privadas de Pippa Lee (título em Portugal)) é um filme Estadunidense de 2009, do gênero drama, escrito e dirigido por Rebecca Miller. O roteiro é baseado em seu romance de mesmo título.

O filme estreou em 9 de fevereiro de 2009, no 59º Festival Internacional de Berlim, e foi exibido no Festival de Cinema de Sydney e no Edinburgh Film Festival antes de estrear no Reino Unido em 10 de julho. Em setembro foi exibido no Toronto International Film Festival, e teve um lançamento limitado nos Estados Unidos em 27 de novembro do mesmo ano.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Pode-se dizer que Pippa Lee tem a vida que pediu a Deus. Aos 50 anos, mora em um bairro bacana, é casada com um brilhante editor 30 anos mais velho, e mãe orgulhosa de filhos bem sucedidos. Até o dia em que seu marido, Herb, decide que está na hora da aposentadoria e de sair de Nova York. Para embolar de vez, ele também arruma uma amante, bem mais jovem do que Pippa Lee! Mas as coisas realmente fogem ao controle quando ela começa a ter reações tão diferentes das que tinha quando levava uma vida pacata! E agora, seu mundo, sua vida tranqüila, sua família, tudo o que ela ama está ameaçando ruir.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Private Lives of Pippa Lee teve recepção mista por parte da crítica especializada. Com base em 16 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 49 em 100 no Metacritic. Em avaliações mistas, do The Globe and Mail (Toronto), Liam Lacey: "Inábil em ambas as formas que se destinam e não, o quarto recurso do autor e diretor Rebecca Miller é uma tentativa de uma mudança de ritmo cômico para a Miller geralmente sério."

San Francisco Chronicle, Amy Biancolli: "É, quase que funciona. Quase nos preocupamos com ela. Uma algazarra da reviravolta na história no final do jogo explica a transformação de Pippa como uma espécie de penitência auto-flagelatória, mas por esse ponto que se sente como uma reflexão tardia."

The Christian Science Monitor, Peter Rainer: "Por voltas esquisito, frenético e maçante, "Pippa Lee" não é convincente - emocionalmente, dramaticamente, cinematograficamente."

The Village Voice, Melissa Anderson: "Nesta peça em conjunto densamente povoada, Reeves destaca-se como o único ator cujo caráter danificado evoca simpatia e evita clichê. Pippa, interpretado por Wright Penn no modo de Stepford wife quase permanente, não é muito mais do que um veículo para falsos epifanias e aproximações forçadas."

Time Out New York, Joshua Rothkopf: "Os filhos adultos e amigos assistem nervosamente enquanto Pippa recupera uma medida de coragem; muito ruim tudo parece um daqueles anúncios farmacêuticos para estilos de vida mais saudáveis."

Em avalição positiva, do The New York Post, Lou Lumenick disse: "Miller nunca dá conta de todos esses personagens coloridos em seu roteiro emocionalmente fácil, deixando o trabalho pesado para os atores. Felizmente para The Private Lives of Pippa Lee, Wright é mais do que à altura do desafio."[3]

Produção[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Private Lives of Pippa Lee (em inglês) Box Office Mojo Amazon. Visitado em 8 de maio de 2015.
  2. Durbin, Karen. "Dazzling Performances to Gild the Résumés", The New York Times, 13 de setembro de 2009. Página visitada em 25-5-2010.
  3. The Private Lives of Pippa Lee (em inglês) Metacritic CBS Interactive. Visitado em 8 de maio de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]