The Rolling Stones, Now!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Rolling Stones, Now!
Álbum de estúdio de The Rolling Stones
Lançamento Estados Unidos 13 de fevereiro de 1965
Gravação 10 de junho – 8 de novembro de 1964, exceto "Mona (I Need You Baby)", 3–4 janeiro de 1964
Gênero(s) Rock
Blues-rock
Duração 35:58
Formato(s) LP
Gravadora(s) London Records
Produção Andrew Loog Oldham
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de The Rolling Stones
Último
Último
12 X 5
(1964)
Out of Our Heads
(1965)
Próximo
Próximo


The Rolling Stones, Now! é o terceiro álbum de estúdio americano da banda de rock inglesa The Rolling Stones e foi lançado em 1965 pelo seu distribuidor inicial americano, a London Records. Foi produzido por Andrew Olham e teve como engenheiros de som Bill Farley, Ron Malo e Dave Hassinger. Foi gravado no Regent Sound/ RCA Studios e no Chess Studios.

The Rolling Stones, Now! atingiu # 5 nos Estados Unidos e tornou-se outro disco de ouro na carreira na curta carreira dos Stones.[carece de fontes?]

Em agosto de 2002 The Rolling Stones, Now! Foi reeditado em CD remasterizado novo e digipak pela ABKCO Records. Esta versão inclui versões estéreo de "Heart of Stone" e "Down the Road Apiece" Em 2003, o álbum foi #181 na lista 500 maiores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O álbum contêm sete faixas de seu segundo álbum do Reino Unido The Rolling Stones No. 2 e algumas músicas que aparecem na edição britânica do próximo álbum dos Stones, Out of Our Heads mais tarde, em 1965. "Little Red Rooster" foi um síngle # 1 no Reino unido e "Surprise, Surprise", não apareceu em um álbum britânico Rolling Stones até 1989. Quatro das músicas do The Rolling Stones, Now! foram escritas por Mick Jagger e Keith Richards, que cresciam como compositores e no ano seguinte assinariam todas as faixas do disco Aftermath.

The Rolling Stones, Now! é geralmente considerado um álbum muito forte e o maior destaque de seus primeiros lançamentos americanos, sendo considerado por muitos como um dos melhores discos da banda.[1]

Após seu lançamento em fevereiro, The Rolling Stones, Now! atingiu # 5 nos Estados Unidos e tornou-se um outro disco de ouro para o Stones.

Citações[editar | editar código-fonte]

Sobre o estúdio de gravação, Andrew Oldham disse em 1964: "Tudo lá no RCA era maravilhoso. Nós realmente nos isolamos de tudo. Os rapazes gravaram por 15 horas sem parar. Eu ainda passei outras 3 horas no estúdio fazendo overdubs e editando as coisas. Esta sessão produziu um novo som dos Rolling Stones, e certamente trouxe o melhor de Keith, cuja prática era magnífica."

Keith Richards disse em 1964: "A atmosfera e o estúdio, e mais o fato de que sabíamos que tínhamos um bom material, fez a sessão ser muito boa. Mas a princípio não achamos que seria visto que o estúdio era gigante. Ficamos meio assustados. Porém, Andrew teve a idéia de colocar a gente num canto, apagando as luzes principais… só deixando um spotlight, para que ficasse mais confortável. Um pouco louco, mas funcionou. Eu e os caras nos soltamos". E em 1971 ele afirmou: "Quando chegamos ao RCA em Hollywood, no estúdio A, com Dave Hassinger como engenheiro de som, nós dissemos: 'Nós realmente podemos fazer isso aqui'. As coisas não eram sofisticadas naquela época cara, quatro canais era a melhor coisa que existia."

Sobre "Down The Road Apiece", Bill Wyman disse: "Na verdade Chuck Berry chegou no estúdio quando estávamos fazendo "Down The Road Apiece" e disse, 'Uau, os caras realmente estão conseguindo'".

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "Everybody Needs Somebody to Love" (Solomon Burke, Bert Russell, Jerry Wexler) – 3:00
    • Uma versão mais curta desta canção de um take diferente foi lançada neste álbum, contrastando com a de cinco minutos encontrada no The Rolling Stones No. 2
  2. "Down Home Girl" (Jerry Leiber, Arthur Butler) – 4:15
  3. "You Can't Catch Me" (Chuck Berry) – 3:38
  4. "Heart of Stone" (Mick Jagger, Keith Richards) – 2:49
  5. "What a Shame" (Mick Jagger, Keith Richards) – 3:05
  6. "Mona (I Need You Baby)" (Ellas McDaniel) – 3:35

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Down the Road Apiece" (Don Raye) – 2:53
  2. "Off the Hook" (Mick Jagger, Keith Richards) – 2:36
  3. "Pain in My Heart" (Naomi Neville) – 2:12
  4. "Oh Baby (We Got a Good Thing Goin')" (Barbara Lynn Ozen) – 2:06
  5. "Little Red Rooster" (Willie Dixon) – 3:04
  6. "Surprise, Surprise" (Mick Jagger, Keith Richards) – 2:29

Músicos[editar | editar código-fonte]

The Rolling Stones
Músicos adicionais

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de The Rolling Stones é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.