The Simpsons Game

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Simpsons Game
Produtora EA Redwood Shores
Editora(s) Electronic Arts / 20th Century Fox Games
Plataforma(s) PlayStation 2, PlayStation 3, PSP, Nintendo DS, Wii, Xbox 360
Data(s) de lançamento Wii
30 de outubro 2007
PlayStation 3
13 de novembro 2007
Nintendo DS
13 de novembro 2007
PlayStation 2
30 de outubro 2007
Xbox 360
30 de outubro 2007
Gênero(s) Ação/Adventure
Número de jogadores Singleplayer, Co-operative multiplayer
Classificação Permitido para todas as idades i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 10 anos i DEJUS (Brasil)
Inadequado para menores de 10 anos i ESRB (América do Norte)
Permitido para todas as idades i OFLCA (Austrália)
Controles Gamepad, Wii Remote

The Simpsons Game é um jogo de Video game baseado na série animada de televisão Os Simpsons. Lançado em Novembro de 2007 para PlayStation 2, PlayStation 3, PSP, Nintendo DS, Wii, e Xbox 360, parodia diversos jogos e é o primeiro jogo envolvendo a série a usar gráficos cel-shading.

Plataformas[editar | editar código-fonte]

No final do trailer de anúncio do jogo, aparecia a frase "Lançamento em todas as plataformas já feitas"[1] . As imagens das logomarcas de vários vídeo games foram mostradas depois da frase, mas nos vídeos do jogo seguintes os imagens foram retiradas, sendo públicados as imagens apenas das consolas em que o jogo será realmente lançado.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Que ano para os Simpsons: em 2007, a família criada por Matt Groening chegou à 19ª temporada, ao 400º episódio e levou aos cinemas, com sucesso de bilheteria, o seu primeiro longa-metragem. Sob a batuta da Electronic Arts, "The Simpsons" conta com uma produção caprichada, do roteiro ao visual, mas do ponto de vista puramente técnico, trata-se de um jogo de plataforma sem grandes atrativos.

Os Simpsons não poupam ninguém

O crime de "Grand Theft Scratchy"

Talvez o maior trunfo de "The Simpsons" seja não se levar muito a sério, começando pelo enredo: Bart encontra o manual de um jogo chamado "The Simpsons Game" e, com isso, percebe que ele, Lisa, Homer e Marge ganharam poderes especiais. É o mote ideal para dar início a uma verdadeira tiração de sarro com a cultura pop e, claro, os games, em especial.

Sem muita cerimônia, as fases de "The Simpsons" zoam com "Shadow of the Colossus" ("Shadow of the Colossal Donut"), "Medal of Honor" ("Medal of Homer"), "Grand Theft Auto" ("Grand Theft Scratchy"), "EverQuest" ("NeverQuest"), "Half-Life" (Zero-Life) e por aí vai. Ao longo do game, você terá a oportunidade de ver muitas referências a jogos antigos e recentes, o que mantém o interesse tanto dos jogadores experientes quanto daqueles mais novos.

Como era de se esperar, o jogo também aproveita à exaustão o próprio universo da série, com direito a 40 minutos entre animações e diálogos originais, estes sob os cuidados dos dubladores oficiais. É possível explorar Springfield com razoável liberdade, interagindo com praticamente todos os personagens conhecidos da telinha, muitos deles encaixados de forma magistral na trama - Nelson, por exemplo, aparece na tela de "Game Over", com a sua impiedosa risada.

Pouca cooperação

O problema de "The Simpsons" está na mecânica de jogo, principalmente em relação à câmera 3D, que por vezes torna-se um adversário a mais, forçando ângulos nada favoráveis, um transtorno para títulos do gênero. Além disso, as 16 fases, embora tentem variar nos objetivos, são supérfluas, com enigmas de fácil resolução e combates nada empolgantes. Na maior parte do tempo, você soca inimigos sem cérebro, pula por plataformas e recolhe itens espalhados pelo cenário.

Cada Simpson tem poderes especiais únicos: Homer, que é de longe o personagem mais divertido, utiliza um sonoro arroto para derrubar adversários e obstáculos e, comndo o suficiente, pode transformar-se em Homerball, uma imensa e gorda bola que acaba com tudo o que está pela frente. Os ataques especiais de Bart, Lisa e Marge são com o estilingue, o saxofone e o megafone, respectivamente.

Bartman enfrenta um dos chefes

Os três também lançam mão de recursos criativos, essenciais para resolver quebra-cabeças: Bart se transforma em Bartman e usa a capa para planar; Lisa, por sua vez, medita e, com isso, torna-se capaz de levantar objetos e inimigos; já Marge consegue recrutar aliados, graças à sua lábia.

Com exceção do tutorial, todo o jogo é cooperativo e as fases jogadas em dupla Ou seja, se você não tiver alguém com quem jogar - e o game não tem modo online, vale destacar -, o CPU controla o segundo personagem, mas é possível alternar entre eles a qualquer momento. Em dois jogadores, a diversão não é das melhores, infelizmente, porque embora o design das fases seja primoroso, na maioria das situações, a ação envolve somente um dos personagens. Diante disso, enquanto um se ocupa com algo interessante, ao outro resta ficar batendo a esmo nos inimigos acerebrados ou simplesmente esperar a sua vez de cumprir um objetivo interessante. O ideal seria que ambos trabalhassem juntos com freqüência maior.

"The Simpsons", além de relativamente fácil, é um jogo curto: entre 6 e 8 horas bastam para completá-lo. Há vários itens para coletar nas fases, sendo que alguns melhoram as habilidades da família, mas nada que seja essencial ou estimulante em termos de fator replay. Na verdade, dos itens escondidos, os mais interessantes são as cartas de clichê que, como o próprio nome diz, apontam ideias amplamente exploradas nos games, tais como caixas de madeira, barris explosivos, saltos duplos etc. Impagável.

Não teria feito mal algum incluir alguns personagens jogáveis extras - Barney, Flanders e quem mais você quiser incluir na lista - ou então minigames, cenas com veículos ou combates mais elaborados. Quem é fã de "The Simpsons", que é o caso deste que vos escreve, não consegue deixar de pensar em possibilidades como essa.

Talvez "The Simpsons" não seja o melhor game baseado na franquia, mas é sem dúvidas aquele que mais faz você se sentir próximo ao universo criado por Matt Groening. Boa parte da responsabilidade por isso é dos gráficos que, no melhor estilo cel-shaded, são extremamente semelhantes ao desenho, das texturas às animações.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Os jogadores de The Simpsons Game são capazes de controlar quatro dos cinco membros da família Simpson, cada um com suas próprias habilidades.Dois diferentes membros da família são reproduzíveis em cada nível, exceto para a fase "Terra de Chocolate",uma espécie de nível de aprendizado, no qual só Homer é jogável.O jogo contém dezesseis níveis, denominados episódios, e cada um exige competências específicas para ser concluída. Por exemplo, no quarto episódio, "Lisa the Tree Hugger", o jogador é obrigado a usar a "Mão de Buda" dela para poder mover objetos grandes, e o estilingue de Bart para desligar máquinas. Inimigos únicos para cada episódio são apresentados, com excepção do último nível, em que os inimigos que já foram derrotados são "reciclados", com cores diferentes.

Vários desafios são disponibilizados depois que todos os episódios são concluídas. Estes incluem encontrar todos os colecionáveis para cada personagem, encontrar todos os clichês do vídeo game, e no PlayStation 3, Xbox 360, Nintendo DS, a conclusão de uma determinada tarefa relacionada com cada episódio da parcela, em uma hora de julgamento.

O jogo apresenta ao jogador o modo co-op, que tem uma tela dividida e permite que dois jogadores possam controlar um dos dois personagens em destaque a esse nível.

Na versão DS do jogo, oferece várias funcionalidades que não estão disponíveis nas outras versões. Vários Minigames estão disponíveis para desbloquear e jogar, a maioria dos quais são versões atualizadas de jogos arcade, tais como Frogger e Space Invaders, este último as referências que os aliens Kang e Kodos do episódios de "Os Simpsons A casa da Árvore dos terrores". Um animal de estimação virtual também é acessível, denominado "Bicho-de-estimação do Homer", que permite aos jogadores alimentar, entreter, e Homer salv´-lo contra ameaças tais como ataques cardíacos e asfixia

Fases[editar | editar código-fonte]

  • The Land of Chocolate(A Terra de Chocolate)
  • Bartman Begins(O Início de Bartman)
  • Around the World in 80 Bites (A Volta ao Mundo em 80 Mordidas)
  • Lisa, the Tree Hugger(Lisa, a Defensora das Árvores)
  • Mob Rules (O Povo Governa)
  • Enter the Cheatrix (Entre na Macetrix)
  • The Day of the Dolphin (O Dia do Golfinho)
  • Shadow of the Colossal Donut (Sombra da Rosquinha Colossal)
  • Invasion of the Yokel-Snatchers (Invasão dos Caipiras-Ladrões)
  • Bargain Bin (Balaio)
  • Neverquest (Missão do Nunca)
  • Grand Theft Scratchy (Grande Roubo de Coçadinha)
  • Medal of Homer (Medalha de Homer)
  • Big Super Happy Fun Fun Game (Grande Jogo Super Divertido Demais)
  • Five Characters in Search of an Author (Cinco Personagens em Busca de um Autor)
  • Game Over (Fim do Jogo)

História[editar | editar código-fonte]

Logo no inicio do jogo, Homer Simpson estava comendo chocolate e acabou caindo no sono.Em seu sonho, ele está na Terra do Chocolate e encontra o Coelho de Chocolate Branco.

Depois, Bart vai para a loja de video-games comprar o novo e violento Grande Roubo de Coçadinha, mas que foi confiscado por Marge, a mãe dele. Enquanto Bart fica triste e zangado, um manual de vídeo-game cai do céu em frente a ele.Através do manual, Bart descobre que ele e o resto da sua família têm poderes especiais. Mais tarde, Bartman (Bart) usa seu poder para parar Jimbo, Kearney e Dolph; impedindo-os de roubar o Museu de História Natural, Homer usa sua habilidade para se tornar uma grande bola e ganhar um concurso devorando comida, Lisa usa seus poderes de meditação para parar um projeto de desflorestação, Marge usa seu poder para influenciar multidões para interromper o lançamento de Grande Roubo de Coçadinha na cidade de Springfield .

Durante o jantar, a família está eufórica com os seus novos poderes. No entanto, conduz a uma discussão sobre aquilo que deve fazer com eles.Os aliens Kang e Kodos vêem isto como uma oportunidade para atacar Terra, com uma invasão alienígena. Percebendo que nenhum dos seus poderes são fortes o suficiente para derrotar os estrangeiros, Bart e Lisa visitam Professor Frink. Frink lhes dá o "Guia do Jogador de The Simpsons Game" para ensinar-lhes como melhor utilizar os seus poderes, bem como adquirir novos, e logo a família Simpson expõe para tentar parar a invasão alienígena. Primeiro, Bart e Lisa ajudarão o Capitão McCallister batendo na em golfinhos que estão atacando a cidade aquário. Em seguida, Bart e Homer derrotam o Lar-Donuts (um monstro-estátua giante) que ganhou vida. Por último, a partir do resgate Cletus na nave alenígena. Matt Groening, criador de Os Simpsons, concedeu sua voz para o 15° episódio (nível) do jogo.

A fim de descobrir a verdade, a família transforma-se à Internet para descobrir mais sobre as competências que lhes foram atribuídas no jogo, mas são acidentalmente enviada para o "motor" do jogo, quando Homer derrama cerveja no teclado. Lá, eles descobrem que Will Wright(criador do jogo The Sims)está a destruir cópias de um velho jogo de 8-bits The Simpsons e seus peronagens. A família consegue guardar os seus 8 bits antecessores, antes de serem destruídos por Wright, e descobrir que eles também se tornaram obsoletos quando o próximo jogo The Simpsons é liberado. A única forma de evitar isto é para falar com o criador do jogo e convencê-lo, não para destruí-los. Para acessar sua mansão, a família precisa de adquirir quatro principais cartuchos de Simpsons que estão próximos . Primeiro, Homer e Marge derrotam um dragão no Neverquest. Em seguida, Homer e Bart viajam à França durante a 2ª Guerra Mundial para contrariar o Montgomery Burns do seu plano para roubar inestimáveis pinturas francesas, no Medalha de Homer. Marge e Lisa, em seguida, viajam para o jogo Grande Roubo de Coçadinha, eliminando todo material ofensivo, substituindo-a com mais favoráveis à família material. Lisa e Homer, em seguida, viajam para Japão antigo para derrotar o malvado Dr. Dirt na Big Super Happy Fun Fun Game.

Logo que todos os quatro principais cartões, Bart e Homer infiltram o criador da mansão. Eles são cumprimentados por Matt Groening, que envia personagens do Futurama depois para os atacar. A família consegue derrotá-los, no entanto, Groening admite que ele só está criando novos jogos para o dinheiro, e destrói o motor de jogo. The Simpsons, juntamente com vários outros personagens dos jogos correm pela saída de emergência para Springfield, onde os estrangeiros ainda estão atacando. Lisa usa seu poder para criar uma escada para o céu, e a família pede a Deus um conselho. Depois que ele for derrotado em um jogo de Dance Dance Revolution, Deus revela que ele largou o manual do video-game por acidente, e assim, dotar a família com superpoderes. Percebendo seu mau comportamento, ele promete restaurar Springfield, e que nenhum outro jogo dos Simpsons seriam libertados pois tornaria os atuais personagens obsoletos.

Personagens Jogáveis[editar | editar código-fonte]

Homer é o primeiro personagem jogável disponível para o jogador. Suas habilidades de transformar-se em "HomerBall" comendo alimentos para conceder poderes deixando-o rolar por cima de pessoas e objetos; se transformar em uma goma verde comendo pequenas Gomas de Venus de Milos para disparar granadas de Gomas ou se preferir, "gelecas"; comer Hot Chili Peppers para se tornar um insano de lava e de usar bombas de incêndio (não existe no PS2 e PSP E WII)e inalar hélio a tornar-se um balão para flutuar no ar. Homer tem o poder especial de ter um grande arroto, que pode desorientar inimigos. Bart aparece pela primeira vez no segundo nível do jogo. Ele pode se transformar em Bartman, permitindo-lhe para usar "zip-lines", subir certas paredes, deslizando ao longo de grandes distâncias, e fazer outras proezas acrobáticas.O poder especial de Bart é liberar uma corrente de morcegos para os inimigos. Ele também pode usar seu estilingue para derrotar inimigos e acertar alvos de longe. Ele também usa seu "escudo de morcego".

Lisa é introduzida no quarto nível. Seu principal estilo de ataque é apenas chutar, mas o seu poder é a "mão de Buda". Ela pode usá-lo para esvoaçar, esmagar, congelar, ou enviar relâmpagos(a partir do fim do nível 10 falando com o professor frink) aos inimigos, bem como levantar alguns itens.(No PS2 apenas pode transportar caixas ou pedras até casas e esmagar ou enviar relâmpagos) O poder especial de Lisa é tocar saxofone para atacar e atordoar inimigos. Com o progresso dos níveis(Nível 6), Lisa também pode usar seu saxofone para transformar inimigos uns contra os outros. Marge é a personagem menos jogada(3 vezes no jogo todo). Introduzida no quinto nível, "Mob Rules", Marge aprende que o poder dela é fazer com que grandes multidões obedeçam a ela. Ela pode usar a sua máfia e quebrar barreiras, construir objetos, atacar inimigos e reparar objetos. Maggie é, com efeito, uma extensão da Marge, brevemente jogável para ir a pequenos espaços, como dutos de ventilação.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]