The Sons of Lee Marvin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ator Lee Marvin (1924–1987), a qual a sociedade é dedicada.

The Sons of Lee Marvin é uma sociedade devotada ao ator estadunidense Lee Marvin.[1] O único requisito de entrada para o clube é que é preciso ter uma semelhança física plausivel com um filho de Marvin. [2]

O Membro fundador e diretor de cinema Jim Jarmusch, explicou: "Se você parece como ele você pode ser um filho de Lee Marvin, você é imediatamente visto pelos Filhos de Lee Marvin com um deles". [3]

Membros[editar | editar código-fonte]

Junto de Jarmusch, os membros fundadores da sociedade incluem os atores e músicos Tom Waits, John Lurie e Richard Boes. [4] [5] [2] O Músico Nick Cave, que conheceu quando Jarmusch ambos viviam em Berlim, foi empossado como membro, depois de ter sido confundido com um irmão do diretor. [3] O Diretor John Boorman é um membro honorário, tendo sido apresentado com um dos ajudantes de Waits na elaboração dos cartões de visita. [6] [5] Outros rumores de membros incluem Thurston Moore, Iggy Pop, Josh Brolin e Neil Young, embora nenhum deles tenha sido formalmente reconhecido pela sociedade, que se recusa a revelar o seu funcionamento interno para o público. [6] A sociedade encontra-se ocasionalmente, supostamente para assistir aos filmes de Lee Marvin em conjunto. Há um rumor de a sociedade tem uma sede em South Pacific. [5]

Mitologia[editar | editar código-fonte]

Os membros da sociedade perpetuaram a piada na mídia. Tom Waits descreveu isso na Rolling Stone em 1986 como "algum lugar entre o Elks Club e a Academy Awards", e afirma ter encontrado Jarmusch no encontro annual na sede de Nova York.[7] Quando perguntado sobre a sociedade pelo amigo e colaborador Luc Sante em uma entrevista de 1989, Jarmusch comentou: "Eu não tenho liberdade para divulgar informações sobre a organização, além de lhe dizer que ela existe. Eu posso identificar três outros membros da organização:. Tom Waits, John Lurie e Richard Boes ... Você tem que ter uma estrutura facial, que poderia estar relacionada, ou ser um filho de Lee Marvin. Não há mulheres, obviamente, na organização. Nós Temos comunicados e reuniões secretas. Fora isso, não posso falar mais nada sobre isso."[2] Jarmusch revelou em uma entrevista de 1992, que o verdadeiro filho de Lee Marvin tinha contestado a existência da organização, em um encontro com Waits em um bar

[8]

Seis meses atrás, Tom Waits foi num bar em algum lugar perto de Sonoma County no norte da Califórnia, e o garçom disse: "Você é Tom Waits, certo? Um cara lá quer falar com você.”

Tom dirigiu-se para sua mesa num canto escuro e o cara sentado lá disse: "Sente-se, eu quero falar com você.”

Então, Tom começou a ficar um pouco mais agressivo: "Por que diabos você quer falar comigo? Eu não te conheço.”

E o cara disse: "Que merda é essa sobre os Filhos de Lee Marvin?”

Tom disse: "Bem, é uma organização secreta e eu não posso falar sobre ela.”

O cara disse, ”Eu não gosto dela.”

Tom disse, ”Porque?”

O cara disse: "Eu sou o filho de Lee Marvin"— e ele realmente era. Ele pensou que era uma brincadeira, mas não era, é completamente uma falta de respeito para com Lee Marvin.

Jim Jarmusch, em entrevista à Film Comment , em junho 1992.

Os Filhos[editar | editar código-fonte]

Citações[editar | editar código-fonte]

  1. Hertzberg 2001, p. 187
  2. a b c Hertzberg 2001, p. 98
  3. a b Venice Magazine, March 2000, "The Sons of Lee Marvin é uma organização secreta. Eu não posso dizer muito sobre ela além que nós não temos cartões e, se você receber um cartão de um dos membros fundadores, você é um membro honorário. Alguns de nossos membros fundadores são eu mesmo, Tom Waits e John Lurie. Estamos ingressando recentemente o (músico), Nick Cave, porque se você parece como ele você pode ser um filho de Lee Marvin, sendo que você é imediatamente visto pelos Filhos de Lee Marvin com um deles. Eu vivia em Berlim há quase um ano em 87. Nick Cave ali vivia também e nós costumávamos sair. As pessoas sempre nos confundiam como irmãos. Tudo começou anos atrás com uma idéia que tive para um filme onde Lee Marvin era um pai com três filhos, sendo que todos eles se odiavam, e que ele era um cara alcoólatra. Foi uma daquelas idéias que, gradualmente, se tornou mais interessante para mim, até que Lee Marvin faleceu." 
  4. Hattenstone, Simon (November 13, 2004), "Interview: Simon Hattenstone meets Jim Jarmusch", The Guardian, http://www.guardian.co.uk/film/2004/nov/13/features.weekend, visitado em May 2, 2009 
  5. a b c Hirschberg, Lynn (July 31, 2005), "The Last of the Indies", The New York Times (The New York Times Company), http://www.nytimes.com/2005/07/31/magazine/31JARMUSCH.html?pagewanted=print, visitado em April 27, 2009 
  6. a b Hertzberg, Ludvig, The Sons of Lee Marvin, The Jim Jarmusch Resource Page, http://www.jim-jarmusch.net/miscellanea/the_sons_of_lee_marvin.html, visitado em May 13 2009 
  7. Rolling Stone, November 6, 1986, "We are both members of an organization called the Sons of Lee Marvin. It's a mystical organization and they have a New York chapter, and we met at one of the annual meetings." 
  8. "Jarmusch's Guilty Pleasures", Film Comment 28 (3), June 1992, http://www.jim-jarmusch.net/miscellanea/author_jim_jarmusch/jims_picks/guilty_pleasures_1992.html, visitado em May 2, 2009 

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Hertzberg, Ludvig (2001), Jim Jarmusch: Interviews, Jackson: University Press of Mississippi, ISBN 1578063795 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]