The Spiderwick Chronicles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Spiderwick Chronicles
As Crónicas de Spiderwick (PT)
As Crônicas de Spiderwick (BR)
2008 • cor • 97 min 
Direção Mark Waters
Roteiro Karey Kirkpatrick
David Berenbaum
John Sayles
Elenco Freddie Highmore
Sarah Bolger
Mary-Louise Parker
Martin Short
Nick Nolte
David Strathairn
Joan Plowright
Seth Rogen
Andrew McCarthy
Género Fantasia, aventura
País  Estados Unidos
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Spiderwick Chronicles (em Portugal, As Crónicas de Spiderwick) é um filme estadunidense de 2008, adaptado da série de livros homônima criada por Holly Black e Tony DiTerlizzi. Foi produzido pela Nickelodeon Movies e distribuído pela Paramount Pictures. Dirigido por Mark Waters e filmado nos EUA. Os cinco livros foram condensados em apenas um filme.

As críticas que a produção recebeu, no geral, são positivas. O ator Freddie Highmore (que interpreta os gêmeos Jared e Simon) e a história foram os que mais receberam elogios, já os efeitos especiais "deixaram a desejar" de acordo com alguns críticos.[1] As Crônicas de Spiderwick acumulou mais de US$ 162 milhões no mundo todo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Jared Grace, ao se mudar com a sua família para a casa da sua tia-avó Lucinda Spiderwick, encontra um quarto secreto, onde dentro de uma arca há O Guia de Campo de Arthur Spiderwick, seu tio-bisavô, que o ensina a ver o Mundo Encantado que poucos homens já viram. Jared, Simon e Mallory Grace têm que juntar toda a sua coragem para derrotar os Goblins e o Ogro Mulgarath, que pretendem roubar o livro, e usar as fraquezas de todas as criaturas mágicas para se tornar o ser mais poderoso que o mundo já viu.

Elenco e Vozes[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Spiderwick Chronicles teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Com base em 30 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 62% no Metacritic.

Em avaliações favoráveis, do ReelViews, James Berardinelli disse: "Não é excelente fantasia, mas é em terreno mais sólido do que "The Golden Compass" e vai parecer menos desconcertante para alguns. Há o suficiente para manter os adultos envolvidos, que é um componente importante de qualquer imagem em movimento que quer seja conhecida como "entretenimento familiar.""

Village Voice, Ella Taylor: "O olhar ricamente outonal do filme é por voltas rápidas comodamente naturalistas e terrivelmente barrocas, e do diretor Mark Waters (Freaky Friday, Mean Girls) sustenta o equilíbrio entre o real e o surreal com brio travesso".

Wall Street Journal, Joe Morgenstern: "Mundo real das crianças, ou o que passa por real em uma fantasia, não poderia ser mais convidativo, por razões que são mal misteriosas: as performances fortes, sob a direção de consumada de Mark Waters; a língua brilhante e inteligente, muito do que tomada a partir dos livros; a cinematografia à moda, por Caleb Deschanel".

Austin Chronicle, Steve Davis: "Começa promissora pela empatia que descreve o medo e raiva crianças sentem quando seus pais se separam, mas em última análise, suas emoções humanas são dominadas por goblins, trolls e outras criaturas geradas por CGI executadas amoque na tela".

USA Today, Claudia Puig: "Temos de ser curiosos nas criaturas fantásticas e efeitos especiais deslumbrantes. Mas o mais perturbador da história de crianças desiludidas importuna no fundo, distraídas a partir de qualquer encantamento.[2]

Com índice de 80% o Rotten Tomatoes publicou um consenso: "The Spiderwick Chronicles é uma aventura de um entreter as crianças com o coração e a imaginação de sobra".[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://movies.nytimes.com/2008/02/14/movies/14spid.html
  2. The Spiderwick Chronicles (em inglês) Metacritic. Visitado em 18 de abril de 2015.
  3. The Spiderwick Chronicles (em inglês) Rotten Tomatoes. Visitado em 30 de março de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]