The Verve

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Verve
Verve.JPG
O vocalista Richard Ashcroft ao vivo em 2008.
Informação geral
Origem Wigan, Lancashire, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Rock alternativo
Britpop
Shoegaze
Neo-psicodelia
Dream pop
Space rock
Período em atividade 19891995
1996-1999
2007-2009
Gravadora(s) Hut Records
Virgin Records
Vernon Yard
Página oficial www.theverve.co.uk
Integrantes Richard Ashcroft
Nick McCabe (1989-1995,1997-1998)
Simon Jones
Peter Salisbury
Ex-integrantes Simon Tong (1996-1999)

The Verve foi uma banda de rock britânica formada em Wigan, Inglaterra no ano de 1989, inspirada musicalmente no estilo que ficou conhecido como britpop (Música Popular Britânica). Após se separarem em abril de 1999, anunciaram sua volta em junho de 2007.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Sua formação foi em Wigan no ano de 1989, na Inglaterra, tendo como componentes Richard Ashcroft (vocalista/guitarrista), Nick McCabe (guitarrista), Simon Jones (baixista) e Peter Salisbury (baterista).Voltando outra vez em 2007.

Trajetória e álbuns[editar | editar código-fonte]

Apesar de a banda ter se formado em 1989, apenas em 1992 foi lançado seu primeiro trabalho, intitulado apenas de Verve EP, disco que não chegou na época ao Brasil. Pouco tempo depois, em 1993, é lançado A Storm in Heaven, com destaque para os singles "Blue" e "Slide Away". Ao mesmo tempo, nessa época, encontraram em turnês uma outra banda que também iria explodir mais tarde, que foi o Oasis. Nessa época Richard Ashcroft e Noel Gallagher ficaram bastante íntimos, rendendo mais tarde uma homenagem a Richard Ashcroft com a música "Cast no Shadow" do álbum (What's the Story) Morning Glory? do Oasis.

Em 1995 é lançado o álbum A Northern Soul, com destaque e sucesso muito maior que os anteriores, tendo como single as músicas "This is Music", "On Your Own" e "History". Apesar da grande qualidade do álbum, a essas alturas o estilo BritPop havia se tornado muito forte, e uma "briga" entre Blur e Oasis chamou para si muito da atenção da mídia.

O auge e o fim[editar | editar código-fonte]

Somente em 1997 o The Verve conheceria o seu auge e o seu fim. Urban Hymns foi um álbum com marcantes violinos em diversas músicas e o apogeu da banda. A música "Bitter Sweet Symphony" representou toda a conturbação vivida pela banda. Acusada por Mick Jagger de plagiar um "sample" e a expressão "Bitter Sweet Symphony", a banda acabou perdendo na justiça todo o direito de criação dela, recebendo então Mick Jagger os "royalties" referentes ao uso e execução da música. Teve como "single" ainda as músicas "The Drugs Don't Work", "Lucky Man" e "Sonnet". Desgastada por brigas internas e pelo próprio sucesso, a banda e os fãs viram aos poucos o seu fim chegando, e em abril de 1999 o seu fim oficial. A partir de então Richard Ashcroft seguiu com carreira-solo e Simon Tong foi integrado ao Blur.

Em novembro de 2004 foi lançada uma coletânea intitulada This Is Music: The Singles 92-98 junto com duas canções inéditas, "This Could Be My Moment" e "Monte Carlo".

O retorno[editar | editar código-fonte]

Em 26 de junho de 2007, a volta da banda foi anunciada por Jo Whiley na BBC Radio 1. Um novo álbum teve lançamento previsto para o final do verão de 2007 no hemisfério norte, coincidindo com uma turnê em novembro de 2007. A turnê começou em Glasgow em 2 de Novembro e incluiu apresentações na "The Glasgow Academy", "The Empress Ballroom" e "London Roundhouse".[1] Em um anúncio a banda afirmou voltar "pelo prazer da música".[2]

O fim novamente[editar | editar código-fonte]

A volta do The Verve não durou muito tempo. Em abril de 2009, praticamente 10 meses depois do lançamento do 4º disco da banda, Forth, muito elogiado pela crítica e pelos fãs, Nick McCabe (guitarrista da banda) anunciou o seu fim.

Membros da banda[editar | editar código-fonte]

O núcleo[editar | editar código-fonte]

Guitarristas substitutos[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

Música Ano Posições nas paradas Álbum
RU
[3]
ALE
[4]
AUS
[5] [6]
CAN
[7]
EUA
[8]
ITA
[9]
IRL
[10]
NOR
[11]
NZ
[12]
SUE
[13]
"All in the Mind" 1992 Single sem álbum
"She's a Superstar" 66 Verve EP
"Gravity Grave" 78
"Blue" 1993 69 A Storm in Heaven
"Slide Away" 98
"This Is Music" 1995 35 A Northern Soul
"On Your Own" 28
"History" 24
"Bitter Sweet Symphony" 1997 2 37 11 5 12 2 3 9 15 10 Urban Hymns
"The Drugs Don't Work" 1 87 22 3 13 10 18
"Lucky Man" 7 89 60 25 16 38
"Sonnet" 1998 74 83 43
"Love Is Noise" 2008 4 26 51 8 7 35 10 Forth
"Rather Be" 56

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Xfm online (26 de junho de 2007). The Verve Reform, "Xfm online" (em inglês). Acessado 2007-jun-26.
  2. New Musical Express (26 de junho de 2007). The Verve reunite for tour, "NME.com" (em inglês). Acessado em 2007-jun-26.
  3. Zobbel. Posições nas paradas do Reino Unido Zobbel. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  4. Posições nas paradas da Alemanha musicline.de. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  5. Posições nas paradas da Austrália australian-charts.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  6. Posições nas paradas da Austrália (2) Pandora.nla.gov.au. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  7. Posições nas paradas do Canadá RPM. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  8. Posições nas paradas dos EUA allmusic.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  9. Posições nas paradas da Itália italiancharts.com. Página visitada em 12 de janeiro de 2009.
  10. Posições nas paradas da Irlanda irishcharts.ie. Página visitada em 23 de dezembro de 2012.
  11. Posições nas paradas da Noruega norwegiancharts.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  12. Posições nas paradas da Nova Zelândia charts.org.nz. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  13. Posições nas paradas da Suécia. Página visitada em 27 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]