The Woody Woodpecker Polka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde maio de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

The Woody Woodpecker Polka (A Polca do Pica-Pau, em português) é um curta-metragem de animação estadunidense, da série de desenhos animados do Pica-Pau. Foi produzido e dirigido em 1951 por Walter Lantz. É o 38º episódio da série, dublado no Brasil pela AIC-SP.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O desenho acontece numa festa para casais e com muita comida, onde as damas tem entrada grátis e os cavalheiros pagam um dólar, realizada num celeiro onde são recepcionados por Leôncio. De um monte de feno aparece o Pica-Pau que observa em seu relógio a hora da próxima refeição, o qual aponta para o jantar. O passaro paga a Leôncio o ingresso com dinheiro falso, e escolhe qual prato devorar. Ao dar uma mordida, acaba acertando Leôncio, que se escondeu no meio da comida para depois por o Pica-Pau para fora, o jogando longe em direção a um varal com várias roupas de festa secando. Aproveitando o momento em que o pássaro estava dentro dum calção, planeja algo para pegar comida da festa e se disfarça de mulher com o vestido, luvas e uma pose feminina. Leôncio sem saber, se distrai com o Pica-Pau fantasiado, se apaixona e o convida para dançar. Durante o baile, o Pica-Pau vestido de mulher, chama a atenção dos machos causando ciumes nas femeas. O que importava para o passaro era mesmo era filar os saborosos pratos de comida da festa. Inesperadamente o vestido do Pica-Pau se abaixa e um trio de músicos começa a tocar e cantar uma música que mistura compassos de quadrilha com polca. Durante a canção o passaro dá algumas risadas e rouba comida a armazenando dentro do vestido. A cada tentativa de Leôncio agarrar o Pica-Pau, que o empurra para longe, fica mais apaixonado. Até descobrir no final que passou por idiota, pois o Pica-Pau era macho e conseguiu filar muita comida da festa.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Há algumas aparições do personagem Andy Panda entre os casais que entram na festa no inicio do curta.
  • Foi um dos primeiros episódios dublados no Brasil pela AIC-SP na década de 1960.
  • Este desenho apresenta duas gerações da risada do Pica-Pau, uma usada nos curtas da década de 1940 apresentada com partes repetidas durante a música apresentada no correr do filme e e outra no final, usada nos desenhos dos anos 1950 e 60.