Theodoor Hendrik van de Velde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Theodoor Hendrik van de Velde (12 de fevereiro de 1873, Leeuwarden - 27 de abril de 1937 perto de Locarno em um acidente de avião) foi um médico ginecologista holandês que atuou como diretor do Instituto ginecológico de Haarlem. Seu livro de 1926 Het huwelijk volkomen (O Casamento Perfeito) fez dele uma celebridade instantânea internacional. O livro versa sobre a vida erótica e a sexualidade, estimulando os casados a desfrutar do sexo[1] .Na Alemanha, Die Ehe vollkommene atingiu sua 42ª impressão em 1932, apesar do fato dele constar na lista dos livros proibidos, o Index Librorum Prohibitorum, da Igreja Católica Romana.[2] Na Suécia, país protestante e de social democracia, o livro era muito conhecido, embora consideradas como pornográfico e inadequado para os leitores jovens desde a década de 1960.

A tradução para o inglês ("Ideal Marriage: Its Physiology and Technique") foi o trabalho mais conhecido nesse campo da sexualidade por décadas, sendo reimpresso 46 vezes, tendo vendido cerca de meio milhãos de exemplares.

Ele é creditado por mostrar em 1905 que as mulheres só ovulam a cada ciclo menstrual. Isso contribuiu para a melhoria dos métodos de controle de natalidade baseados no calendário e, posteriormente, do desenvolvimento de outros sistemas de determinação das fases férteis e inferteis da mulher.

Referências

  1. Reseña en el Archivo de Sexología de la Universidad de Berlín.
  2. Montejo González, Ángel Luis. [[1] Sexualidad, psiquiatría y biografía]. [S.l.]: Editorial Glosa (ed.). ISBN 8474293480.