Theodoor Hendrik van de Velde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Theodoor Hendrik van de Velde (12 de fevereiro de 1873, Leeuwarden - 27 abril de 1937 perto de Locarno em um acidente de avião) foi um médico holandês e ginecologista que atuou como diretor do Instituto ginecológica em Haarlem. Seu livro de 1926 Het huwelijk volkomen (O Casamento Perfeito) fez dele uma celebridade instantânea internacional.O livro versa sobre a vida erótica e a sexualidade, estimulando os casados a desfrutar do sexo[1] .Na Alemanha, Die Ehe vollkommene atingiu sua 42ª impressão em 1932, apesar do fato dele constar na lista dos livros proibidos, o Index Librorum Prohibitorum, da Igreja Católica Romana.[2] Na Suécia, país protestante e de social democracia, o livro era muito conhecido, embora consideradas como pornográfico e inadequado para os leitores jovens desde a década de 1960.

A tradução para o inglês ("Ideal Marriage: Its Physiology and Technique") foi o trabalho mais conhecido nesse campo da sexualidade por décadas, sendo reimpresso 46 vezes, tendo vendido cerca de meio milhãos de exemplares.

Ele é creditado por mostrar em 1905 que as mulheres só ovulam a cada ciclo menstrual. Isso contribuiu para a melhoria dos métodos de controle de natalidade baseados no calendário e, posteriormente, do desenvolvimento de outros sistemas de determinação das fases férteis e inferteis da mulher.

Referências

  1. Reseña en el Archivo de Sexología de la Universidad de Berlín.
  2. Montejo González, Ángel Luis. [[1] Sexualidad, psiquiatría y biografía]. [S.l.]: Editorial Glosa (ed.). ISBN 8474293480