Theta Circini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
θ Circini
Dados observacionais (J2000)
Constelação Circinus
Asc. reta 14h 56m 44,0s[1]
Declinação -62° 46′ 51,7″[1]
Magnitude aparente 5,11[1]
Características
Tipo espectral B4Vnpe[1]
Cor (U-B) -0,77[1]
Cor (B-V) 0,00[1]
Variabilidade γ Cassiopeiae[2]
Astrometria
Velocidade radial 3,00 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -11,70 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -11,69 mas/a[1]
Paralaxe 2,16 ± 0,29 mas[1]
Distância aprox. 1 500 anos-luz
aprox. 460 pc
Magnitude absoluta −3,21
Detalhes
Gravidade superficial 3,380 cgs (log g)[3]
Temperatura 19 099[3] K
Rotação v sin i = 210 km/s[4]
Idade 27,1 ± 6,1 milhões[5] de anos
Outras denominações
CD-82 891, HR 5551, HD 131492, HIP 73129, SAO 252965.[1]
Theta Circini
Circinus constellation map.png

Theta Circini (θ Cir, θ Circini) é uma estrela na constelação de Circinus. Possui uma magnitude aparente média de 5,11,[1] sendo visível a olho nu em boas condições de visualização. De acordo com sua paralaxe, está localizada a aproximadamente 1 500 anos-luz (460 parsecs) da Terra.[1] A essa distância, a magnitude do sistema é reduzida em 0,66 devido à extinção interestelar.[6]

Theta Circini é uma estrela binária[7] com uma classificação espectral conjunta de B4Vnpe,[1] em que a notação 'e' indica a presença de linhas de emissão em seu espectro, o que a torna uma estrela Be, enquanto a notação 'n' indica que suas linhas de absorção estão largas e nebulosas devido a uma alta velocidade de rotação, de mais de 210 km/s.[4] Ambos os componentes do sistema são presumivelmente iguais, com magnitude aparente de 5,9 cada um. A massa total do sistema é incerta, variando muito conforme o método usado, com estimativas de 5,75, 22,40 e 39,70 vezes a massa solar.[6] Os componentes estão separados por 0,1 segundos de arco[7] e possuem período orbital de 39,62 anos, semieixo maior de 0,0856 segundos de arco e excentricidade orbital de 0,3041.[6]

Como é comum entre estrelas Be, Theta Crucis é uma variável Gamma Cassiopeiae, com a magnitude aparente visual variando entre 4,81 e 5,65.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n SIMBAD query result - tet Cir SIMBAD Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Visitado em 29 de abril de 2015.
  2. a b VSX : Detail for tet Cir The International Variable Star Index American Association of Variable Star Observers (AAVSO). Visitado em 4 de maio de 2015.
  3. a b Soubiran, C.; Le Campion, J.-F.; Cayrel de Strobel, G.; Caillo, A. (junho de 2010). "The PASTEL catalogue of stellar parameters". Astronomy and Astrophysics 515: A111, 5 pp.. DOI:10.1051/0004-6361/201014247. Bibcode2010A&A...515A.111S.
  4. a b van Belle, Gerard T. (março de 2012). "Interferometric observations of rapidly rotating stars". The Astronomy and Astrophysics Review 20 (1): id. 51. DOI:10.1007/s00159-012-0051-2. Bibcode2012A&ARv..20...51V.
  5. Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M. (janeiro de 2011). "A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun". Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 410 (1): pp. 190-200. DOI:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x. Bibcode2011MNRAS.410..190T.
  6. a b c Malkov, O. Yu.; Tamazian, V. S.; Docobo, J. A.; Chulkov, D. A.. (outubro de 2012). "Dynamical masses of a selected sample of orbital binaries". Astronomy & Astrophysics 546: artigo 69, 5 pp. DOI:10.1051/0004-6361/201219774. Bibcode2012A&A...546A..69M.
  7. a b Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008). "A catalogue of multiplicity among bright stellar systems". Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 389 (2): pp. 869-879. DOI:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x. Bibcode2008MNRAS.389..869E.
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.