Thiago Arancam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thiago Arancam
Thiago Arancam.jpg
Tenor Thiago Arancam
Informação geral
Nome completo Thiago Arancam
Nascimento 6 de fevereiro de 1982
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Ópera
Instrumento(s) vocal
Período em atividade 2000 - atualmente
Página oficial www.thiagoarancam.com

Thiago Arancam (São Paulo, 6 de fevereiro de 1982) é um tenor lírico brasileiro.

Biografia e Carreira[editar | editar código-fonte]

Começa seus estudos musicais em São Paulo em 1998 na "Escola Municipal de Música" e continua na "Faculdade de Música Carlos Gomes" onde se forma em "Canto Erudito" em 2003. Participa do V Concurso Internacional de Canto Erudito Bidu Sayão em 2004, onde vence o "Prêmio Revelação" e a bolsa de estudo do projeto "VITAE".

Logo depois é convidado a freqüentar a conceituada "Accademia de Canto Lírico do Teatro alla Scala" de Milão, sob direção da famosa soprano Leyla Gencer, tornando-se o primeiro Brasileiro a ingressar nesta Accademia.

Aqui encontra o atual maestro de técnica vocal, Vincenzo Manno.

Estreia em concerto lírico no "Alla Scala" dia 27 de Fevereiro de 2005[1] e participa depois de diversos concertos e produções de opera.

Em 2007 apresenta-se em uma tournée com a "Orchestra Sinfônica do Friuli-Venezia Giulia": quatro concertos de árias de Zarzuela e de canções clássicas Espanholas, e no dia 24 de Junho, diploma-se em "Canto Lírico" no Teatro alla Scala de Milão.

Recebe, em Bolzano, Itália, o prestigioso premio pela melhor voz lírica emergente 2007/2008, "Premio Alto Adige – Talento Emergente della Lirica 2007/2008", pela "Associação Amigos da Lirica L’Obiettivo" de Bolzano.

Em Dezembro, debuta na opera "Le Villi" de G. Puccini, interpretando Roberto, no Teatro Coccia de Novara e no Teatro Sociale de Mântua.

Em 2008 participa de uma tournée nos Emirados Árabes, com a orquestra da Accademia do Teatro alla Scala e de dois concertos de grande sucesso com a Orquestra Camerata Brasil de Brasília, sob a regência do maestro Sílvio Barbato.

Em ocasião das comemorações do dia da Independência, se apresenta na Embaixada do Brasil em Roma.

Participa do conceituado concurso lírico internacional Operalia 2008, organizado pelo tenor Placido Domingo, onde ganha três prêmios: PREMIO ZARZUELA, PREMIO DO PUBLICO e SEGUNDO PREMIO OPERA.[2] Escolhido por Placido Domingo, estréia o papel de Don Josè (Carmen, de Georges Bizet) em Novembro, no Washington National Opera, (EUA), ao lado da mezzosoprano Denyce Graves e regido pelo maestro Julius Rudel.

Em 2009 debuta Cavaradossi (Tosca, de Giacomo Puccini) em Frankfurt, Conte Maurizio (Adriana Lecouvreur, de Francesco Cilea) no Teatro Regio di Torino, Radames (Aida, de Giuseppe Verdi) em Sanxay, (França), e se apresenta em Londres em um recital em St. John's (Rosenblatt Recitals).


Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Arias, 2004, TBA Records

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]