Thich Nhat Hanh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal do Budismo
Thich Nhat Hanh

Thích Nhất Hạnh (/ˈtɪk ˈnjʌt ˈhʌn/; [tʰǐk ɲɜ̌t hɐ̂ʔɲ]; Vietnã, 1926) é um monge budista, pacifista e escritor vietnamita.[1] [2]

Nguyễn Xuân Bảo, um dos mestres do zen-budismo mais conhecidos e respeitados no mundo de hoje, poeta e ativista da paz e dos direitos humanos. Nascido na região central do Vietnã, ele se juntou aos monges na idade de dezesseis anos. Por ocasião da Guerra do Vietnã, os mosteiros se defrontaram com a questão de aderir ou não, exclusivamente, à vida contemplativa e continuar a meditar nos mosteiros, ou ajudar a população que sofria sob bombardeios e outras devastações da guerra. Nhat Hanh foi um dos que optaram por fazer as duas coisas, ajudando a fundar o movimento do budismo engajado. Desde então, tem dedicado sua vida ao trabalho de transformação interior para o benefício dos indivíduos e da sociedade.

Em Saigon, no início dos anos 60, Thich Nhat Hanh fundou a Escola de Serviço Social da Juventude, uma organização de apoio popular que passou a se dedicar à reconstrução de aldeias bombardeadas, criação de escolas e centros médicos, reassentamento de famílias desabrigadas, e organizando as cooperativas agrícolas. Reunindo cerca de 10.000 estudantes voluntários, a organização baseou o seu trabalho nos princípios budistas da não-violência e ação compassiva. Apesar da denúncia do governo de sua atividade, Nhat Hanh também fundou uma universidade budista, uma editora e uma revista influente ativista da paz no Vietnã.

Depois de visitar os EUA e a Europa, em 1966, em missão de paz, ele foi proibido de retornar ao Vietnã. Em viagens posteriores para os EUA, elaborou um processo de paz para as autoridades federais e do Pentágono, incluindo Robert McNamara. Ele pode ter mudado o curso da história dos EUA, quando persuadiu Martin Luther King a se opor publicamente à Guerra do Vietnã, sendo que isso ajudou a galvanizar o movimento pela paz. No ano seguinte, Luther King indicou-o para o Prêmio Nobel da Paz. Posteriormente, Nhat Hanh chefiou a delegação budista nas Conversações de Paz de Paris.

Em 1982, no exílio na França, fundou Plum Village, uma comunidade budista, onde continua seu trabalho para aliviar o sofrimento dos refugiados, os presos políticos e famílias famintas no Vietnã e em todo o Terceiro Mundo. Também recebeu o reconhecimento por seu trabalho com os veteranos do Vietnã, retiros de meditação, e seus escritos sobre a meditação, atenção e paz. Já foram publicados cerca de 85 títulos de sua obra, tais como poemas, prosa e orações, com mais de 40 títulos em Inglês. Em setembro de 2001, poucos dias após os atentados suicidas terroristas ao World Trade Center, ele abordou as questões da não-violência e do perdão, em um discurso memorável na Igreja de Riverside, em Nova York.

Thich Nhat Hanh continua a viver em Plum Village na comunidade de meditação fundada por ele, onde ensina, escreve e conduz retiros em todo o mundo sobre "a arte de viver consciente." Um dos principais ensinamentos de Thich Nhat Hanh é que, através da plena consciência, podemos aprender a viver no momento presente, em vez de nos apegarmos ao passado ou futuro. Residindo no momento presente é, de acordo com Nhat Hanh, a única maneira de realmente desenvolver a paz, em si mesmo e no mundo.

A pronúncia do nome de Thich Nhat Hanh, em Inglês é: Tik N'yat Hawn, contudo, desde que o idioma vietnamita é uma língua tonal, isto é apenas uma aproximação estreita de como se iria pronunciar em vietnamita. (O nome dele é, por vezes, é escrito com erros ortográficos como Thich Nhat Hahn, Thich Nhat Han, e Thich Nat Han.). [1]

Livros em língua portuguesa[editar | editar código-fonte]

  • Caminhos para a Paz Interior
  • Flamboyant em Chamas
  • Meditação Andando
  • Respirando e Sorrindo (Solaris)
  • Vietnã — Flor-de-lótus em Mar de Fogo (Ed. Paz E Terra)
  • O Coração da Compreensão (Ed. Bodigaya)
  • Para Viver em Paz - O Milagre da Mente Alerta (Ed. Vozes) - 1976
  • Paz a Cada Passo: Como Manter Sua Mente Desperta no Seu Dia-a-dia (Ed. Rocco) - 1990
  • Vivendo em Paz - Como Praticar a Arte de Viver Conscientemente (Ed. Pensamento) - 1992
  • O Sol Meu Coração - Da Atenção à Contemplação Intuitiva - 1995
  • Cultivando a Mente do Amor - 1996
  • Vivendo Buda, Vivendo Cristo (Ed. Rocco) - 1997
  • A Essência dos Ensinos de Buda (Ed. Rocco) - 2001
  • Jesus e Buda, Irmãos (Ed. Bertrandi Brasil) - 2002
  • Aprendendo a Lidar com a Raiva - Sabedoria Para A Paz Interior (Ed. Sextante) - 2003
  • Ensinamentos sobre o Amor (Ed. Sextante) - 2005
  • Velho Caminho, Nuvens Brancas: Seguindo as Pegadas do Buda (Ed. Bodigaya) - 2007
  • A Arte do Poder
  • Corpo e Mente em Harmonia: Andando Rumo à Iluminação (Ed. Vozes) - 2009
  • Nada Fazer, Não Ir A Lugar Algum (Ed. Vozes) - 2011

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Budismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. Robert Harlen King Thomas Merton and Thich Nhat Hanh: Engaged Spirituality in an Age of Globalization 2001
  2. Jean Baubérot, Franck Frégosi, Jean-Paul Willaime Le religieux dans la commune: régulations locales du pluralisme en France 2001 - p288 "On observe en effet, à Strasbourg, l'émergence d'un groupe encore informel qui se constitue autour de plusieurs personnes habituées à la fréquentation du « village des pruniers » de Thich Nhât Hanh dans le Périgord. Ce moine vietnamien ..." p289 "Bien que le maître réside en France, c'est paradoxalement aux Etats-Unis et au Canada que les centres sont les plus développés. Ce qui caractérise la voie préconisée par Thich Nhât Hanh, ce sont des méditations assises ainsi que la..."