Thomas Gabriel Fischer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tom G. Warrior
Tom Warrior em apresentação com o Triptykon.
Informação geral
Nome completo Thomas Gabriel Fischer
Também conhecido(a) como Tom Warrior
Nascimento 19 de julho de 1963 (51 anos)
País Suíça
Gênero(s) Black metal
Thrash metal
Death metal
avant-garde metal
industrial metal
gothic metal
doom metal
Instrumento(s) guitarra, vocal, baixo, programação
Modelos de instrumentos Ibanez H.R. Giger
Período em atividade 1982 – atualmente
Afiliação(ões) Hellhammer, Celtic Frost, Apollyon Sun, Triptykon

Tom G. Warrior (nascido Thomas Gabriel Fischer, 19 de julho de 1963) é um músico suíço de heavy metal, mais conhecido por ser fundador/vocalista/guitarrista das bandas Hellhammer e Celtic Frost durante os anos 80.[1]

Ele é considerado um dos pioneiros no uso de vocal gutural, típico do death metal, além de ser um dos músicos mais influentes para o metal extremo em geral.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Juntamente com Bruce Day e Steve Warrior formou a seminal banda de metal Hellhammer em 1982. No final de 1983, o baixista e compositor Martin Eric Ain juntou-se ao Hellhammer e a formação Fischer, Ain e Day gravou o EP Apocalyptic Raids, bem como uma série de demos para a gravadora alemã Noise Records antes de acabar, em maio de 1984.

Fischer e Ain uniram forças novamente e formaram o influente trio metálico, Celtic Frost, em junho de 1984.

Em 1985, Fischer foi convidado para co-produzir e cantar a primeira demo, intitulada Death Cult, por colegas de grupo suíço Coroner. Fischer também escreveu as letras das músicas gravadas. Dois dos membros do Coroner eram roadies do Celtic Frost até 1986.

Fischer também formou o projeto de EBM/industrial rock Apollyon Sun em 1994.

Em 2000, seu livro "Are You Morbid?: Into the Pandemonium of Celtic Frost" recebeu muitas críticas favoráveis, incluindo esta da Record Collector: "Inteligente, humilde, questionando, perspicaz - o lado cultural do metal extremo."

Fischer também se apresentou no Probot, projeto de colaboração de Dave Grohl com vários artistas de metal, na música "Big Sky" em 2003.

Em 2005, Tom produziu faixas vocais (realizado por Martin Eric Ain) e violão (Erol Unala) para uma versão "gótica" do clássico do Slayer "Black Magic", gravada pela banda de Los Angeles,baseada no gothrock, Hatesex. A faixa apareceu em seu álbum de estreia intitulado "Unwant".

Devido ao "conflito interno" no Celtic Frost, Tom deixou a banda em Maio de 2008, e lançou uma nova banda chamada Triptykon.[2]

Em 2008, ele tocou guitarra e baixo para o cover "Set the Controls for the Heart of the Sun" do álbum Revelations of the Black Flame do 1349, e também para o co-mixado álbum. Em 2009, ele co-produziu o álbum Demonoir.

Em 2010, ele foi condecorado com a Metal Hammer Golden Gods prêmio para Inspiração.[3]

Ele toca atualmente uma guitarra da série Ibanez H. R. Giger Iceman.

Discografia e participações[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências